Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

20
Fev14

Eu sou um cliché (não é sempre mas às vezes sou, mesmo, mesmo)

Fátima Bento

Eu sei que não é só comigo, que há por aí uma horde de gentes que se vai identificar.

Ontem de tarde, c'a moca dos efeitos secundários daquela porcaria com que troco olhares enviesados e não levei à boca hoje, tive de me deitar, e enquanto estava deitada e não consegui dormir apesar do sono, escrevi posts fabulosos. Eh pá, tenho ideias fantásticas que enquadro com maestria com a cor das letras a formar cambiantes notáveis na tonalidade das palavras alinhadas em frases que compõem textos dignos de figurar nas paredes qualquer galeria de arte de renome.

Depois pego no teclas, ponho-o ao colo e... branco

é tudo branco.

Ou cinza gelo, ou uns tons descorados à brava e saem assim umas coisas muito duh que não são nada de nada. Ou são muito pouco.

E fico danada,

fico danada porque sei que consigo muito mais.

19
Fev14

Canções que me puxam para cima - e me deixam com pele de galinha...

Fátima Bento

Vá-se la saber porquê, há já uns bons anos, entre o 'é pá soa-me bem, gosto mesmo, vou ouvir' repetido e repetido, até hoje, 'N' albuns depois, tudo o que sai daquela boca e daquela banda 'virou' a MINHA Banda Sonora. Tipo Fátima Bento, soundtrack by various composers, preformed by Michael Bublé.

E eu até dou de barato que o Bublé poderá ser um Carreira dos Canadianos...

{ok, não dou de barato, mas engulo o sapo... não concordo mas faço de conta... olhem, TONY CARREIRA CANADIANO O C@***HO, 'TÁ BEM?

(booooooooooom, já me sinto um bocadinho, ná, MUITO melhor)}

pelo que é tipo o meu ben-u-ron: serve para tudo desde a dor de dentes até à crise de sinusite, passando por dores nas articulações e menstruais. Por isso, acordo com 'haven't met you yet', versão normal, live, e de seguida 'it's a beautiful day', e com esta me levanto ao mesmo tempo que canto.

Mas não vou maçar ninguém com o meu 'chouchou' de estimação, pela milionésima vez - neste blogue seria a (ia dizer primeira, mas não, seria a) segunda.

Mas tenho assim uma pequena lista de canções que me puxam para cima.

De entre elas destaco

... e não resisto a deixar aqui ao vivo e a cores, isto é, no seu videoclip oficial, a que me consegue arrepiar mais...

19
Fev14

On my way to bed, rá'spartamestamerd@

Fátima Bento

Ontem de tarde fui ao senhor doutor. O senhor doutor receitou-me uma coisa que eu já não tomava há sete ou oito meses, para ingerir ao pequeno almoço.

Como sou uma menina linda, tomei.

Como tenho uma memória seletiva muit'a estúpida (porque quando é com os outros eu lembro-me, e mais: AVISO-OS...) esqueci-me qu'esta gaita tem efeitos secundários: estou cheia de comichões - e este eu não podia prever, porque é novidade - e c'uma pedra dos diabos - E ESTE EU SABIA!

É pá são só uns dias mas é do camandro...

Por isso, vou ali xónar 'ma beca, qu'isto está mal... a ver se chego de saúde à cama.

(só me apetece fazer sons à Mutley...)

18
Fev14

Update, para memória futura e não só

Fátima Bento

Ontem foi segunda, certo? As segundas não têm muito que se lhes diga... ainda para mais depois de um fim-de-semana com sol, uma segunda cinzenta... tudo a ajudar para o pessoal se queixar.

Bem, update:

o pikeno fez uma minor surgery na sexta. Ontem fomos a Setúbal a uma consulta adiantada para estarmos os três (esclarecimentos por forma a ajudar a avançar), e no retorno, Centro de Saúde Unidade de Saúde Familiar para fazer o penso pós cirurgia; repete amanhã.

Hoje a roda não vai parar...daqui a uma hora estou na rua:

CTT, advogada, estética, depois casa, comboio, Lisboa, consulta (minha), lá para as cinco já estou na baixa, café com amigos e lançamento do livro da Catrina às 19h.

Com o sol que se faz notar o dia promete. Até tenho medo de abrir a janela e pôr o nariz de fora, mas que se lixe o frio, que a gente quer é sol!

Ontem, dia mundial do gato, não escrevi nada sobre as ditas donas cá da casa, já que o faço dia sim dia também, e toda a gente sabe que elas são o sol da minha vida (qu'exagero, melher!), e qualquer dia começam a chamar-me coisas feias, ou, pronto, menos bonitas, à conta do número de fotos qu'as gajinhas têm no instagram.

Este é o post que se pode arranjar entre um susto e uma corrida... 

Hora de ir pôr o nariz de fora, e escolher com o que tapar o corpito depois do duche que vai ser já a seguir.

Brrrr... eu queria por um convector por cima da porta da casa de banho mas 'ó Fátima, não vale a pena, a casa de banho é pequena, tens o aquecedor de toalhas' - yup, faz cá um calor, qu'é obra. Aquecer a toalha até aquece, se a puser lá 30 minutos antes, agora aquece mesmo SÓ a toalha - 'e depois a cabine aquece o suficiente para saíres de lá até com falta de ar' - yup, já ouviram falar em choque de temperaturas? Agora, que a cabelagem está toda dentro das paredes, está claro que não vou pôr nada em lado nenhum para passar cabos, não é? Arghhh. Está-se mesmo a ver que as obras não foram no Inverno, ou pelo menos nada que se parecesse com este... ok, vou mas é mexer este rabito... fiquem com uma foto tirada ontem, já que não falei sobre elas, ao menos ponho um pequeno mimo fotográfico (do Instagram, pois claro...) da mais nova...

A mais velha - e o meu afilhado - fazem hoje 9 anos. Reparei agora.

Saiam mais prendas (gente, paraide de fazer anos e coiso, caramba. Façam como o Peter Pan, chiça!)

 (cá em casa, ou é fã nespresso, ou a gente converte. Ainda que seja a água...)

16
Fev14

Porque a Catarina é mesmo uma Princesa

Fátima Bento

Penso que terá sido em Outubro, mais ou menos um mês depois, ainda aturdida naquele torpor que se seguiu durante tanto tempo que podia ter sido um dia, uma semana um mês, uma vida

nem sei

mas peguei nele porque não sei bem onde tinha ouvido falar no livro, no blogue, nem sei bem por que ordem. Abri ao calhas e menos de um minuto depois estava no carrinho prontinho para vir morar cá para casa.

Nessa noite abri-o e li uma ou duas paginas. Pousei-o na mesa de centro e fui olhando para ele de quando em quando

nem sei quantas vezes ao dia

e desviando o olhar em seguida ocupando-o com quaisquer outras coisas. A vida foi andando, empurra daqui e dali com a barriga, e de tanto olhar para mim, a Catarina foi para a prateleira da estante

onde me olhava de lombada, mais fininha, e eu podia passar os olhos sem fixar

enquanto ia seguindo o blogue, o FB, quando a ouvi na ABC, quando a comecei a acompanhar (o que eu detesto a frase 'seguir') no Instagram...

a Catarina foi crescendo em mim no dia em que me descobri orfã, de mãos vazias e encontrei outro alguém que também se tinha sentido de mãos vazias de pai-que-era-tudo, de pai que era tanto.

Não lhe vou aqui fazer uma ode, e dizer que ela é fabulosa fantástica, inspiradora, inimitável. Ok, ela é isso tudo, como eu, e como tu, que estás desse lado a ler estas palavras, somos. Mas em meio a toda aquela doçura por que toda a gente que a conhece jura e afiança, descobri uma mão cheia de idiossincrasias que me incomodaram o pouco-nada que nos incomodam as notas de rodapé dos outros quando estamos de lupa na mão a ver se não vemos as nossas sublinhadas a bold. Não foi preciso um grande exercicio de olha mas é para ti e deixa lá os outros para meter a violinha no saco e deixar a Catarina ser ela própria, segura nas suas inseguranças assumidas (muito mais segura de que segundo me parece, tem noção) e tratar de resolver as minhas. E gostei de gostar daquela menina que queria muito, um dia ter uma saia de tule.

e ontem a Catarina emocionou-me 

porque ontem, antes de me deitar dei uma vista de olhos pelo instagram e entre tantos updates havia um que me deixou feliz, com o coração quentinho e com asas

Não é preciso que aconteça connosco para sentir a magia do momento, para imaginar o arder dos olhos e o deslizar das lágrimas em meio ao bater forte do coração e às borboletas no estômago a combinar com as pernas trémulas

não é mesmo preciso.

E qundo me deitei e o sono não veio, saí da cama e marchei de pés nus até ao escritório e estendi a mão para a prateleira onde tinha arrumado o livro da Catarina

- quase seis meses passados sobre a morte do meu pai e achei que já era capaz...

e fui, finalmente. Horas depois (eu sou uma leitora lenta, já tinha contado?) embalada pelo 'End of May' na voz do Bublé pousei o livro, já perto do fim. 

Hoje acabo-o, sem fazer favores

eu juro que já gostava da Catarina. Mas hoje, se calhar, conheço-a um nadinha melhor - e isso ajuda-nos a gostar. Mais.

Até terça, Catarina

15
Fev14

Ai Rocinante de my corazón!

Fátima Bento

Tenho o Rocinante no hospital há  uma semana. Aquilo eram só uns apertos nas porcas e parafusos e pimbas, inspeção. Pois.

Eu achava que o menino comia demais, e que haviam ali umas coisas que não estavam bem (aqulelas coisas que não sabemos explicar mas sentimos).

E r'ais parta qu'eu tinha razão.

UMA SEMANA qu'o menino lá está, tadinho... a ver se mo entregam antes de quarta, preferencialmente terça, qu'eu preciso dele -ai se preciso, e era já hoje!

Isto d'uma pessoa não ter rodas é muito duro(! Ó pra ela, coitadinha da coitadinha...!) A serio, é mesmo muito duro (ai a sonsa!)... solinho e coiso, e eu em casa, sem rodas...

Não pode ser!...

Volta Rocinante, para podermos correr as planicies em liberdade, beber dos riachos e trincar erva verdinha!

14
Fev14

E porque ainda não é meia noite,

Fátima Bento

... e mesmo que fosse, pffff, pois que não faria diferença;

- porque eu adorei quando vi este video a primeira vez (em Dezembro passado, porque parece que não vivo neste planeta, já que ficou viral num ápice, e já não é do ano passado... nem, parece, do anterior...);

- porque sou uma grandessissima lamechas

- e tão só porque sim...

Sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

...porque outubro é quando quisermos...

mini.JPG

 

Pesquisar

A ler agora

liv.JPG

 

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Sigam-me aqui:

Bloglovin.JPG

 

Instagramem-me:

Aqui e agora