Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

22
Jun15

A rapariga no comboio, de Paula Hawkins - e a Fátima com um timing do camandro, ishhhh...!

Fátima Bento

PaulaH.jpg

Ontem coloquei no instagram a foto do livro que ando a ler. O Stephen King diz que o leu numa noite, tal como a Reese Whiterspoon, entre mais uns largos milhares que contribuíram para o recorde de dois milhões de livros vendidos em três meses.

Pois que sou uma desgraça: comecei-o mesmo, mesmo no momento errado, e ando a lê-lo. Não o leio: ando a lê-lo. Ah, e é tão bom como sopram? Bom, comparam Paula Hawkins a Gillian Flynn, e eu venero a segunda pelo que dou um passo atrás... mas sim, é bom. Se se lê de um sopro? Lê. Os primeiros capítulos são MESMO introdutórios, e depois, como um comboio, vai acelerando e às tantas não o queremos largar

{pronto, está, bem, menos eu...}

 

Mas no meu caso não é NÃO QUERER largar: é não conseguir continuar. À conta dos stresses - sim, já tenho um problema novo! Não resolvi nenhum dos outros, mais já se lhes juntou mais um! - a medicação para relaxar e dormir põe-me K.O, na melhor das hipóteses, ao fim de dois capítulos. Argh.

Daqui a pouco vou ao médico - problema novo oblige - e vou levá-lo comigo. Ráismapartam se hoje não leio um bocado mais! Chiça!

09
Jun15

Dias Perfeitos, Raphael Montes - a minha impressão

Fátima Bento

Quinta feira passada li na Sábado uma entrevista com Raphael Montes, jovem escritor brasileiro que nos é apresentado como 'the next best thing' na escrita de policiais

(aconselho que procurem a entrevista, eu honestamente já googlei e fiquei praticamente na mesma...)

Bom, mas lida a entrevista, fiquei curiosa. Primeiro porque há muito que não leio escritores brasileiros, e depois porque me estava a apetecer um policial. Acto continuo, no dia seguinte esbarrei com o livro na Fnac. Li o primeiro capitulo na sexta, e acabei o livro no domingo - e acreditem, eu não ando voraz na leitura.

O livro começa devagar, sem nos agarrar pelos colarinhos, mas deixa um je ne sais quoi no ar que nos faz voltar a ele. E com o desenrolar, não nos dá grandes tréguas: não nos cola às páginas, mas exerce uma atração na medida certa de nos fazer tirar umas fatias ao dia e informar a família, vou ler um bocadinho.

É-me difícil expôr uma impressão sobre um livro sem me debruçar sobre o autor, outras obras, e, embora este seja o segundo livro do autor, penso que é o primeiro editado em Portugal, pelo que não tenho hipótese de analisá-lo da forma que gosto de fazer. Só posso mesmo falar desta obra: gostei. 

Não tenho qualquer direito de dizer que falta a Raphael Montes 'um bocadinho assim' para se qualificar como um escritor com maiúscula, porque não conheço a sua escrita o suficiente. Este livro agradou-me na medida que é leve, de acordo com a estação em que entramos, tem uma abordagem original, e, apesar das prometidas reações viscerais ao personagem principal, a verdade é que não as senti. Partimos do principio (isto não é propriamente um spoil, já que é um dado óbvio logo no primeiro ou segundo capítulos), que Teo é um psicopata, o que ele vai confirmando aqui e ali ao longo da narrativa. Mas no final não é tão claro que ele seja de facto um VERDADEIRO psicopata. Tãopouco que não seja.

A última frase do livro, não criando exatamente um final em aberto, deixa-nos a pensar se aquela é uma pequena frincha que se poderá abrir. E talvez nesse momento surja um fino raio de genialidade que ilumine o nome do autor.

Espero os próximos para formar uma opinião mais concisa.

De qualquer forma, aconselho, para os dias quentes que se aproximam.

livro.jpg

 

 

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D