Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

... e 'mái nada!

... e 'mái nada!

A Rosa e o génio

Estava na sala, e enquanto isso, tirei duas ou três fotos, acabando por desistir porque a falta de luz deixava tudo entre o laranja e o vermelho, saturação e "temperatura" altíssima, e eu que ainda sabia menos que hoje regular aquilo, achei que não devia estragar (mais) o que queria perfeito.

Foi tudo como esperava, as piadas blasé de quem até nem está a dizer uma mas podem rir se quiserem, tudo acompanhado de um sorriso condescendente. E eu ali pendurada nas entrelinhas das palavras, das frases, encantada por estarmos na mesma sala. Eu que nem gosto sobremaneira de estar em pé fiquei encostada à parede durante uma hora inteirinha, e mais o tempo em que me pus na fila e aguardei a minha vez de lhe estender o livro para que o gatafunhasse. E quando esta chegou, face a face, olhos nos olhos e por entre o sorriso saiu a pergunta nome? - Fátima - ah, tantas Fátimas que houveram naquela altura, lembra-se, que confusão! - Bom, o primeiro nome não é Fátima, é Rosa, mas prefiro Fátima... - a sério, que prefere Fátima? Eu, era Rosa, diz enquanto escreve Para Fátima, e assina por baixo.

E repete, eu, era Rosa!

ALA.jpg

 

E eu saio da sala, depois do agradecimento de que me fogem as palavras, e o olhar perscrutador de quem quer olhar para trás do meu rosto,

a pensar na frase. 

 

Já passaram muitos meses, para cima de um ano. E eu continuo a murmurar a mesma graçola, de mim para mim: pode ser, então não pode?? Rosa Lobo Antunes se calhar até lhe ficava bem...

E rio-me para mim em silêncio.

O que adoro no Verão #6

#6 Us time

 

(uma derivação de me time, que tem igualmente lugar...)

 

Nas férias afastamo-nos de tudo e recuperamos as cores que a lufa-lufa do dia a dia esbateu. São aqueles momentos em que só nos dois existimos (por uma semana que seja) e nos quais recordamos porque nos apaixonámos há tantos anos atrás, e por que continuamos apaixonados até hoje*.

 

Bem sei que há um imenso número de casais que quando se deparam cara a cara e sem o trabalho e as rotinas habituais de premeio, se redescobrem - e não gostam do que encontram. Daí tantos decidirem separar-se a seguir às férias.

 

Mas não estou a falar em nome de ninguém, a não ser no meu. E para mim (para nós, de resto) estas semanas isoladas das tarefas habituais de todos os dias são uma pequena lua-de-mel, renovável em pequenas escapadinhas ocasionais - que são sempre menos de que desejariamos...

 

É tempo que gastamos juntos, em que namoramos, conversamos ou ficamos apenas num silêncio cúmplice.

 

E sabe-nos pela vida!

 

6623ab0509c30b023086cc94405358b7.jpg

 

*não há cá contos de fadas a não ser nos livros, e não tem sido uma linha reta, sem solavancos! Tem dado trabalho mas valido muito a pena.

 

Veja também:

adoro 3.jpgadoro 4.jpgadoro 5.jpg

 

 

 

Tanta emoção!

Ok.

Este senhor ensinou-me a gostar de country americana - da mais comercial, para começar, e da outra em continuação.

No video do meu casamento - daqueles todos cheios de coraçãozinhos, e do fotos dos noivos em pequeninos e whatknot - fiz questão que esta canção estivesse presente. 

Adoro tudo dele, e saber que ainda canta é uma GRANDE emoção. Por isso, direto de Las Vegas (e é mesmo para ver em full screen)... ladies and gentleman, mr. Kenny Rogers (feat. Lionel Ritchie)

 

 

Para quem não conhece o "moço" (que completará 80 anos daqui a pouco mais de um ano), abaixo o video oficial ao vivo, aquando do lançamento do hit.

 

 

Boa semana para tod@s   

 

(sim, hoje é cheínho de corações!)

Os 5 filmes da minha vida - parte 1

Volta não volta lá estou eu a usar a frase - este filme está/entrou no/para o meu Top 5. À bocado voltei a fazer uso da expressão e ponderei: será que o meu top 5 ainda é composto por cinco?

 

Então vamos lá a ver... 

(por ordem aleatória, que não pode ser de outra maneira)

 

Os cinco melhores do mundo e arredores

 

PicMonkey Image.jpg

 

 

About time / Dá tempo ao tempo (chorei litradas; perfeito (?) para ver a seguir a perder o pai - não acreditem em mim...)

 

Colateral Beauty / Beleza Colateral (ok, acabei lavadinha em lágrimas, quase a soluçar)

 

Hachi, a dog's tale/ Hachiko - amigo para sempre (este... uma palete de kleenex e uma esfregona, fáchavor)

 

Dead Poets Society / Clube dos Poetas Mortos (esteve a medir pulso com o Intouchables...mas este marcou-me mais na altura. E sim, fez-me chorar.)

 

Love Actually / O Amor Acontece (vejo tantas vezes quanto me passar o titulo à frente, desde que tenha tempo)

 

 

 

Parece mesmo que são cinco, não parece? E até são... mas se repararam, este post tem parte 1 a seguir a um hífen... é que o que há são mais tops...

 

Ora aguardem...

Pág. 1/8