Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

... e 'mái nada!

... e 'mái nada!

O cão (mais doce!) da minha vizinha

Sabem aquelas pessoas que estão numa rebound amorosa e pedem guarda-me aí o telemóvel e não mo dês mesmo que te peça muito, quando começam a beber? A cause de desandarem a chagar o ex, e a dignidade ir com os porcos?

 

Pois eu hoje estou assim, mas é mais tirem-me o pc que quando estou com este estado de espírito levo tudo à frente... e escrevo o que não quero. Ou quero mas não devo. Ou quejandos.

Mas graças a nossa senhora do assobio, ou outra qualquer santinha dos entrefolhos, hoje tenho terapia, ámen. Senão isto iria ser feio... que eu estou purdidinha de todo.

MAS.jpg

assim sendo, a ver se me porto bem e escrevo qualquer coisa de jeito.

 

Estou aqui a ouvir o cão da minha vizinha - lindo, lindo, um rafeiro resgatado no canil, grandote - e adulto - de pelo comprido, orelhas espetadas, e que foi uma amor à primeira vista: eu cheguei-me ao estendal, pela janela da cozinha, ele olhou para mim, eu mandei um ou dois sonoros beijos para ar, falei com ele (eu falo com os animais todos, pareço uma tolinha) e o gajo colocou as patas sobre o muro e ali ficou a olhar para mim e a abanar a cauda durante todo o tempo em que estive a estender a roupa.

Entretanto falei com a dona, que me contou que quando ele chegou não ladrava. No canil disseram-lhe logo que o "garoto" não emitia um som, que devia ser trauma (estamos todos a imaginar, o bicho ladrava e levava no toutiço dos donos anteriores, de tal forma que deixou de ladrar... tadinho)

Ora eu que sempre me mexeu um nadinha com o sistema nervoso ouvir ladrar (verdade que me dá mais nos nerves quando são mini-cães esganiçados), agora sorrio sempre que o ouço. É um regalo. Vê-se que o bicho está feliz, e confiante - enquanto a dona fala comigo, ele mete o focinho na mão dela uma e outra vez, para ela lhe ir fazendo festas. E até a senhora tem um brilho novo!

 

Vale tanto apena adotar um animal!

 

 

Já passou aqui  me deixou uma pergunta a respeito dos meus 50 anos? Não? Vá, dê lá um pulinho e deixe uma - ou várias! - nos comentários! A ver se consigo chegar às 50 até 2 de Outubro - ou perto, vá...

Alfabeto Literário, I. Internet ou livrarias físicas?

Pois que não há nada que chegue a uma livraria física (mesmo, mesmo tipo sem dúvidas ou sequer comparação), mas eu uso tipo 85% a Internet.

 

Porquê?

 

Porque pela Internet, vem SEMPRE com promoção; e SÓ VEM aquilo que quero e encomendo (porque encomendo exclusivamente o que quero...). Não browso pela loja, vou direitinha ao titulo em vista, carrego no cesto de compras de "dou de frosques". Assim não saio do orçamento...

Na livraria física seria a desgraça...

 

bertrand.jpg

 (a Bertrand da rua Garret,Lisboa, livraria centenária da minha infância)
 
E este fim de semana pedi um livro à Amazon porque foi posto à venda lá (no UK) na quinta feira passada, e não está prevista a venda cá no original (pelo menos tão já) e versão traduzida (aposto eu) que surja lá para novembro, por causa do Natal. Assim, dia 4 de setembro, há-de chegar às minhas mãos !

 

Yeyyyyy!!!!!

Os meus cinquenta anos e onde vocês entram...

Minha gente, amigos, followers, gente que gosta de mim e me detesta, e tudo e tudo...

 

Aqui a gaiata faz 50 anos no dia 2 de Outubro. E está esfuziante - se já é uma maluca de primeira de cada vez que faz anos, este ano então nem se fala!

 

Além de gostar do número, redondinho (como eu) é meio século gentxe!

 

Por isso queria pedir a vocês que aqui passam com maior ou menor regularidade que me deixem uma (ou várias) perguntas que gostavam que eu respondesse, ali em baixo nos comentários. O ideal era chegar às 50 - era muito giro, não era? Eu ia respondendo e no dia D, publicava um post com as mesmas... o que acham?

 

Vamos nessa?

Posso contar com a vossa ajuda?

Please, please, please, please?

 

'brigados

 

(ainda vos vou voltar a chagar com este assunto... ai não que não vou!!!)

este.jpg

 

 Para quem quiser conhecer as perguntas feitas até agora, a lista encontra-se neste post!

Alfabeto literário H. Hardcover ou Paperback

Ah, paperback, sem qualquer dúvida. Embirro MESMO com hardcovers!

O último livro que comprei com capa dura foi A verdade do caso Harry Quebert, porque custava uma fração da versão paperback. Aliás uma das razões (provavelmente a principal) porque há uns bons anos deixei de comprar no Circulo de Leitores foi precisamente os livros terem todos hardcover!

E isso, só para coffee table books, mesmo!

 

e6aa41baf8baa24b36957a7d44a91ab7.jpg

Vantagens do paperback? Só abres até onde queres, não escancaras o livro (nem dá jeito fazê-lo), o que é mais confortável paro o leitor e conserva o livro em melhores condições...

... e sei lá o que mais... 

 

Neste tag participo eu, a MagdaJustMaria João CovasSofiaGonçalvesMulaAlexandraDrama QueenCaracolGorduchitaB♥Sandra.wink.wink, , HappyCarla B. e Princesa Sofia; podem cuscar as respostas nos nossos  blogs. Ou consultem aqui todos os posts publicados.

 

Pág. 1/10