Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

06
Fev18

Há coisas que me irritam...

Fátima Bento

A sério.

 

Aquela coisa do fado da desgraçadinha, dá-me cabo dos nerves, aquelas pessoas que se o sol brilha vão buscar os binóculos à procura de uma nuvem, e se calha encontrarem uma, por mais pequena, isolada e branquinha que seja, desatam a chorar, puxar os cabelos e "rasgar as vestes", aqui d'El Rei, que desta é que é, isso, ponham-se ao solinho, a bebericar e a aproveitar, que vem aí borrasca,e já vão ver como elas mordem... 

 

Estes arautos da desgraça, que não conseguem - nem sabem, infelizmente - estar bem, e fazem por pôr toda a gente o pior possível, só me dão vontade de uma coisa: guardar distancia, por bem das minhas little grey cells e do meu sistema imunitário, que este tipo de pessoas até nos põe, de facto, doentes... 

 

(faço aqui um parêntesis: existem pessoas que desenvolvem um tipo de patologia  mental que, se lhes tentarmos excisar a negatividade, é como se nos puséssemos de volta de um carro, puxa daqui, puxa dali e no fim, ficam as rodas, os pedais e o volante - e casos há em que ainda ficam um ou dois bancos...)
 
 
Resumindo e baralhando: sei que lhes faz falta ser assim, estará no sangue e tudo e tudo, mas não ao pé de mim... não dá.
 

mesmo.JPG

mas assim, MESMO, são as pessoas que têm a certeza. Seja lá do que for, não tem qualquer dúvida é assim, mesmo assim, sem tirar nem pôr, os outros estão todos errados, eu é que sei.

 

E eu que nem gosto de confrontos, engulo (em seco apesar de custar a deslizar, mas prontes) e preparo-me para atravessar para o outro lado da rua, adeus até à próxima, e coiso... e é nesta altura que sacam da fita métrica e com pleno conhecimento de causa a minha vida é e foi desde sempre muito pior que a tua, na volta.

 

É assim, dá-me (pois dá), vontade de colocar em cima da mesa o CV e obrigar o interlocutor a lê-lo pagina a pagina, à minha frente, que a minha história terá eventualmente tantas paginas como o Processo Marquês, e no fim perguntar

 

vá, e agora, ainda teimas???? Guarda mas é a fita métrica e volta para casa! 

 

Mas não.

Da minha vida sei eu, e não a exponho por concurso de a minha vida é/foi pior que a tua. Com a maior graciosidade que consigo, recuo, e dou a partida de barato, pois que nem é preciso usar a fita, que eu não ponho a minha a jeito de ser medida.

 

 

(e sim, querida, da outra vez não era mas desta, é - também, mas não só - a teu respeito...)*

 

05
Fev18

"A ignorância é uma bênção" (W.Shakespeare)

Fátima Bento

Encontrei este vídeo de Leandro Karnal há algum tempo, nem me lembrava dele. Na altura achei-o tão interessante que guardei nos meus vídeos... hoje encontrei-o, e compreendo-o tão melhor. Vale mesmo a pena ver...

 

 

Se há algo que se pode fazer em prol de alimentar essa ignorância que vai crescendo à medida que envelhecemos?

Claro que sim! Arriscar, experimentar sempre coisas novas, não ter medo de se aventurar, saltar a pés juntos...

claro que com a idade vão existir mais cálculos e previsões, mas esse será o melhor dos dois mundos: imersão total com riscos acautelados...

 

Envelhecer não é doença (como diz uma amiga), e fugir a crescer na idade não é de todo uma coisa boa, tal como apoucar-se e acomodar-se à ideia de que há coisas que não vamos continuar a fazer porque, pronto, a partir de agora é assim, é mais de que errado.

No que me toca, vou continuar a saltar para dentro da piscina sem verificar a temperatura da água. Mas no vanity vão, sim, os medicamentos básicos just in case - e que já iam comigo quando os pikenos eram mesmo pikenos.

 

E sim, um par extra de óculos graduados...

03
Fev18

Cinco coisas boas - a primeira semana

Fátima Bento

Tag.JPG

No passado Domingo deixei aqui o desafio de encontrarmos uma coisa boa em cada dia da semana. Acredito que não tenha sido muito fácil para tod@s os que se envolveram neste desafio - para mim posso dizer que não foi. 

 

Pelo menos descobri que tenho de colorir mais os meus dias. Fazer todos os dias mais ou menos a mesma coisa não resulta em grandes surpresas. E embora a ideia não seja fazer uma lista de coisas diferentes e originais, a verdade é que se não puxar por mim, vou continuar a repetir as mesmas coisas boas semana vai, semana vem - e a ideia também não é, de todo, essa...

 

 

Assinalado este ponto prévio, vamos então ao melhor da minha semana útil

 

Segunda.JPG

 

Tive terapia e foi uma sessão bastatante produtiva. Foi o momento de despejar as coisas que me incomodam e/ou que descobri e me deixaram sem chão, refilar, zangar-me, dirigir a raiva na direção certa - o que só de si já é uma vitória.

 

Esqueci-me dos headphones em casa, e eu que atrofio tanto com vir no comboio em hora de ponta com o burburinho de fundo, entretive-me a ler e nem dei por ele... só tive de vir com atenção extra para não perder a paragem...

 

Terça.JPG

 

Tinha planeado ir ver o The Post, mas foi necessário ir buscar o pikeno ao curso e levá-lo ao local onde ia assinar o contrato de trabalho - se não fosse assim não teria tempo para chegar de um sitio ao outro a horas.

 

Acabámos por tomar café, passar um bocado juntos e deixei o cinema para o dia seguinte. 

Ainda aproveitei e fiz umas compras no hipermercado, o que não sendo uma coisa má (de todo!), também não me entusiasma...

 

Quarta.JPG

Acordei, abri o estore da cozinha, liguei a máquina de café e quando olhei outra vez para rua, um par de olhos fitavam-me do outro lado do vidro. Abri a janela e estive uns bons cinco minutos (ou um pouco mais) em mimos e chamegos com o Bebé - o rapaz está tão grande que o nome torna-se ridículo, mas quando chegou aqui era uma cria... 

Olho para baixo e sobre a casota o outro macho (da segunda ninhada) olha para mim e mia, a patinha direita no ar, a chamar. 

Se isto não nos deixa o resto do dia com um sorriso nos lábios, não sei o que deixa...

 

Quinta.JPG

 

Vi um filme francês (já que na véspera ainda não tinha sido dia de The Post), Jour J que me fez rir à séria, com piadas assim para o palerma, que sabem tão bem... o pretenso gag final é que era dispensável, mas pode haver quem tenha achado piada.

 

Comi chocolate (a bem dizer, comi todos os dias) e embora me pese a consciência (mas não muito), tem sido um prazer descobrir sabores novos... e engordativos.

  

Sexta.JPG

 

Acho, e espero senti-lo sempre, que poder ir ao cinema pelo menos uma vez por semana, sozinha, é um imenso privilégio. E é com essa gratidão que fui, e desta vez finalmente vi The Post (sobre o qual falarei em breve).

 

Quando o filme acabou fui ao Jumbo (é que só na quarta é que não fiz compras,  eish!) e consegui trazer tudo o que precisava sem usar uma lista de compras - às vezes faz bem desafiar a memória...

 

 

E as cinco coisas boas da minha semana útil resumem-se a isto. A ver se faço (ou pelo menos tento fazer) os meus dias mais bonitos na próxima semana! Até lá!

 

E isso é o que desejo a todos,

que tenham dias muito felizes!

 

02
Fev18

Fazem parte da minha whishlist

Fátima Bento

5.JPG

      Fazer um santuário para gatos;

      Daqui a dez anos ter uma casinha no campo, criar galinhas, patos (uns e outros para os ovos, nessa altura  tenciono já não comer carne...) e ter os gatos todos que quiserem lá morar. 

      Ter alguém para cuidar da quintinha quando estivesse fora...

 

 ... alturas em que estaria a :

 

      fazer uns dias nas termas, que é como quem diz, num hotel à maneira a fazer umas massagens e uns tratamentos estéticos (sem aparelhos, mesmo só para o bem estar). Descobri um em Alcobaça que estou em pulgas para experimentar...

       viajar. Consultando a minha bucket list, os Fiordes e a Aurora Boreal (pode ser que dê para fazer na mesma viagem), Brasil (o meu marido não quer mas...).Lapónia, México, Marrocos e Barcelona (ok, devo ser a única pessoa que ainda não conhece Barcelona, bem sei), e alugar um carro e fazer a Toscana, e outra vez fazer o mesmo pela Provença... e tantos lugares mais! Ah e montes de visitas à filha no país dos bifes.

 

De resto, quero mesmo, mesmo, mesmo saúde, senão não consigo fazer nada disto. 

 

A minha maior aspiração é encontrar serenidade e ser uma pessoa tranquila. Mas acho que isso não está nos meus genes - embora não saiba porque ninguém me dá abébias para tentar descobrir, caracoles!

 

Neste TAG participam para além de mim, a 3ª face, a Ana, a Ana Paula, a Bruxa Mimi, a Catarina, o Carlos, a Carlota, a Charneca em Flor, a Daniela, a Desarrumada, o David, a Gorduchita, a Happy, a Hipster Chic, a Isabel, a Mãe A, a Mariana, a Maria Mocha, a Marquesa de Marvila, a Mimi, a Paula, o P.P, a Sweetener, a Sofia, a Tatiana, a Tita e o Triptofano 

(nomes ordenados alfabeticamente)

Espreitem o que cada um de nós vai respondendo ao longo do ano também podem espreitar pelo tag  52 semanas

 

01
Fev18

100 perguntas que nunca ninguém me faria (mas que já estão a fazer...)

Fátima Bento

Com 2018 entrou a "moda" das Tags.

 

Pelo que ora que cá estou hoje a responder à mais recente lançado pelo Triptofano, de seu nome 100 perguntas que nunca ninguém te faria - pronto, ele resolveu o assunto e fê-las!

 

Mas bewhare, esta é a (primeira) Tag de Alto Risco 2018!!!

 

A Tag consiste em responder a um pacote de dez perguntas no dia um e quinze de cada mês - sendo o mesmo desvendado no blogue do Trip quatro ou cinco dias antes da data. Por isso, e dado que hoje é dia um, cá vão as respostas ao primeiro cartucho...

 

100 perguntas.png

 

     1. Já fizeste alguma cirurgia plástica?

Por acaso já. Não foi de ordem estética, mas foi cirurgia plástica. Fundamentalmente foi para remoção de um carcinoma no rosto.

     2. Já tiveste que fazer cocó em algum sítio que não era suposto fazeres por estares demasiado aflito?

Quando estou aflita qualquer casa de banho serve. Mas até agora fiz sempre numa.

     3. Qual foi o disfarce de Carnaval que mais gostaste de usar quando eras criança?

Nenhum. A minha mãe tinha um péssimo gosto e nunca me deixou  escolher. Eu sempre quis ser princesa, e ela nunca foi na cantiga (se calhar é por isso que eu gostava de ter casado dentro de um vestido com saia tipo suspiro...)

     4. Já namoraste com alguém que tenhas conhecido numa "rede de engate"?

Nope. De todo. Mas se me visse no mercado, olá Tinder!, sem problemas.

     5. Já curtiste com alguém de quem não te lembras por teres bebido demasiado?

Olha lá, esta é como a cor do cavalo branco de Napoleão, yá? Se não me lembrasse, o que querias que respondesse? Mas tenho a certeza que não: só bebi duas vezes a esse ponto, uma estava com o meu marido e a outra com a minha filha...

     6. Tiras macacos do nariz? E o que fazes com eles?

Tiro. Meto num lenço - e depois deito o lenço fora, não vá eles resolverem procriar...

    7. Já te peidaste e culpaste outra pessoa?

Já. A gata. E o Victor, se calha ser na cozinha e ouvir a minha vizinha do outro lado da parede grito: ó Victor, caramba, tens de ir ao médico! assim bem alto... e se me vir aflitinha para soltar um que sei que é silencioso (às vezes a gente sabe...) aproximo-me dum carrinho de bebé. Ficam a pensar que a fralda está suja. Quando constatarem que não está eu já fui...

     8. Preferias ser atacado por um urso ou por um enxame de abelhas?

Fizeste-me lembrar a cena principal do filme Mudbound, que vi há pouco tempo. Ó pá, queres morrer esventrado ou empalado? Raio de pergunta... escolho as abelhas, mas só se houver água perto. E porque felizmente não faço alergia à picada...

      9. Já apanhaste alguma multa? (de carro ou de outra coisa qualquer - desacatos na rua, exibicionismo...)

Já. Tinham mudado o traçado da estrada, e puseram um traço continuo onde antes havia um que permitia virar. E eu virei porque não reparei. Só ouvi a mota e vi o agente a mandar-me encostar. O senhor foi um querido e não me multou por pisar o traço continuo (6 pontos na carta e inibição de conduzir por dois meses) e passou-me a multa mais pequena aplicável - não obedecer a sinal vertical. Foram um nadinha menos de €25 e 2 pontos. Agradeci, então não agradeci? Dois meses sem conduzir e ficava maluquinha...

     10. Se os teus vizinhos estivessem a fazer sexo no prédio à frente de janela aberta, ficavas a ver até ao fim ou fechavas as tuas cortinas?

Via um bocado, mas como detesto perder tempo a ver um filme de que já sei o final, pouco tempo depois fechava as cortinas.

 

Venham as próximas... no que me terei metido?!?

 

Pág. 4/4

Sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

...porque outubro é quando quisermos...

mini.JPG

 

Pesquisar

A ler agora

camilla.png

 

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Sigam-me aqui:

Bloglovin.JPG

 

Instagramem-me:

Aqui e agora