Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

02
Mar18

Lady Bird - Corrida aos Óscares #7

Fátima Bento

Lady Bird.JPG

 

Em 2009 a Academia alargou o número de nomeados a melhor filme por forma a aumentar as audiências à transmissão televisiva; para isso, foram tomadas medidas para que se apostasse na diversificação do género dos os até dez filmes nomeados, por forma a atrair fãs dos mesmos, que de outra forma não se interessariam pela entrega de prémios.  

 

Por esta ordem de ideias surgem filmes como Lady Bird entre os nove magníficos deste ano. Este filme conta a vida de uma adolescente com aspirações artísticas, que quer sair da zona em que vive e perseguir os seus estudos superiores numa grande cidade como Nova Iorque. Acompanhamos os seus momentos de rebeldia, as suas discussões com a mãe (Laurie Metcalf), peça central no filme - mais de que Saoirse Ronan que interpreta a personagem que lhe dá o titulo - situações normais numa relação mãe-filha adolescente.

 

Existe um sem número de fãs deste filme que o encaram como a história de uma rapariga a perseguir um sonho e a fazer tudo até o conseguir, uma (apesar de tão) jovem cheia de força em realizar o que deseja, contra ventos e marés até o conseguir, por mérito próprio. Uma jovem mulher admirável, portanto. E aqui reside o contrassenso da mensagem: sem o apoio do pai, iria esta para Nova Iorque? Como assumi-lo apenas como uma vitória sua?

 

Se este ano a escolha dos nove a concurso  provoca algum espanto, em Lady Bird atinge o cúmulo do mas que raio e deixa-me a pensar como é que um filme tão comum pode estar na corrida ao Óscar - com nomeações para melhor filme, melhor realização, melhor atriz, melhor atriz secundária, melhor argumento original. São muitas nomeações para um filme vulgar, com uma história banal e um final previsível. Mas a Academia deve manter-se coerente, e se vai nomear filmes diversos, não se pode ficar pelo titulo entre os candidatos a melhor filme e tem de dividir para conquistar...

 

Lady Bird é o único filme de que não gostei, dos nove, e que não consigo - de todo - entender o porquê de ter sido colocado na posição em que se encontra.

 

02
Mar18

Pessoas que gostaria de conhecer ou ter conhecido

Fátima Bento

S09.JPG

Segurem-se.

 

       Adolf Hitler - porque um dos maiores enigmas da História é a cabeça daquele homem. Dava tudo para ter uns momentos para poder tentar entender como funcionava... já as bestas sob a sua alçada, perpetradoras de atos sádicos e inexplicáveis, não me despertam o mínimo interesse.

 

      Mahatma Ghandi - para aprender como ser tão tranquilo face a tantas adversidades;

 

      Jesus Cristo - foi uma das pessoas mais inesquecíveis, emblemáticas e carismáticas da história...

 

       Donald Trump - mais uma cabeça que gostava de analisar... embora duvide que valha a pena.

 

Neste TAG participam para além de mim, a 3ª face, a Ana, a Ana Paula, a Bruxa Mimi, a Catarina, o Carlos, a Charneca em Flor, a Daniela, a Desarrumada, o David, a Gorduchita, a Happy, a Hipster Chic, a Isabel, a Mãe A, a Mariana, a Maria Mocha, a Marquesa de Marvila, a Mimi, a Paula, o P.P, a Sweetener, a Sofia, a Tatiana, a Tita e o Triptofano 

(nomes ordenados alfabeticamente)

Espreitem o que cada um de nós vai respondendo ao longo do ano também podem espreitar pelo tag  52 semanas

 

 

02
Mar18

Momento "lágrima no canto do olho" do dia, e porque não há ninguém na corrida que provoque esta emoção?

Fátima Bento

 (vejam isto em full screen)

 

Já aqui disse que isto este ano não é para ganhar. Mesmo. No entanto poderia haver qualquer coisa que nos desse um arrepio, um frio na barriga, uma canção que pensássemos olha que bem que ficava naquele palco... lamentavelmente, a provocar estas emoções, não há nada.

 

Previsões? Com o Diogo fora na corrida, aposto as minhas fichas todas no Janeiro, porque me enternece de alguma forma, e é tranquila e calma. As fichas todinhas. Se ganhar qualquer outra, vou sentir-me francamente desconfortável... este festival pautou-se por uma imensa falta de qualidade - será que os compositores este ano entraram em pânico quando foram convidados? A imagem que se cria quando fecho os olhos, é cada um dentro de um carrinho de choque de feira, às voltas, sem saber se avança, se recua, nem se vira à direita ou à esquerda... bem sei - ou calculo - que isto do festival seja um campo tão aberto que deixa qualquer um sem balizas. Mas eles só têm de ser fiéis a si, e esquecer o barulho das luzes (que esqueceram praticamente todos, ao menos isso) e darem o seu melhor.

Recuso-me a acreditar que num país onde se faz música tão boa, só uma compositora tenha tido intuição para a canção que nos trouxe aqui...

 

Ok, em Lisboa estamos à espera do que virá de Guimarães... e do resto da Europa - e arredores...

Sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

...porque outubro é quando quisermos...

mini.JPG

 

Pesquisar

A ler agora

kinsella.png

 

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Sigam-me aqui:

Bloglovin.JPG

 

Instagramem-me:

Aqui e agora