Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

E se comprissemos o seu desejo de viajar de Ilcóptro?

16.05.19 | Fátima Bento

letras.jpeg

 

Não sou uma purista da língua portuguesa. Aliás, acho que muitos sabem disso, quanto mais não seja porque não sou contra o AO, mas há coisas que me encanitam.

 

Isto (não) começou com o cumprimento/comprimento (começou muito antes, mas pronto...). Não há alminha nesta televisão ou rádio que não use a expressão comprimento, seja este de leis ou de tamanho. Irra. Não há paciência. É transversal de tal forma que quando, há uns tempos, ouvi um convidado na Sic Notícias dizer "cumprimento", adequadamente, assim, com todas as silabas fiquei de boca aberta a olhar para o écran e até bati palmas!!!

 

Agora é a porra do Helicóptero/Ilcóptro. Caramba. Toda a minha gente diz o segundo! Ontem o Santana foi transportado de Ilcóptro para o hopital de Coimbra (corrijam-me se estiver errada em relação ao hospital).

 

Ou seja, não é necessária a preocupação que ainda alguns têm com o AO: muitos desses, tal como dos outros, cometem os erros acima, que me deixam sem pinga. Está bem que a língua portuguesa é uma língua viva, mas isso aplica-se aos neologismos, não à utilização de palavras seculares sem qualquer cuidado.

 

Disse 

Biópsia: done.

15.05.19 | Fátima Bento

life.jpeg

 

Sinto-me muito mais descontraída e leve: esta segunda feira fui fazer a biópsia.

 

Isto foi é como o parto do primeiro filho, neste sentido: a gente ouve histórias tão terríveis, que vai para lá toda cagadinha. Vai-se a ver fez-se bem. Não é uma coisa agradável, mas tinha tomado calmantes antes, como o médico tinha sugerido e consegui concentrar-me na respiração durante todo o processo - que, diz o Victor, demorou 45 minutos - o que ajudou muitíssimo. Não fiquei com dores, não precisei de fazer gelo porque não formou hematoma, e a única coisa que comprova que fiz a dita cuja são duas marcas da agulha no meu pescoço, uma a dois milímetros da outra.

 

Portanto, está tudo bem. Agora, nos primeiros dias de Junho terei a consulta para saber o resultado. Isso não me põe macaquinhos no sótão: o que me andava a atazanar o espírito, era mesmo fazer o exame. Já está - e se fosse preciso repetir, quem iria sentir-se afetado seria mesmo a conta bancária, que eu não teria problemas com isso.

 

Segunda fase, done!

Do coração

03.05.19 | Fátima Bento

Não é segredo para ninguém que eu gosto dela. E que comecei por gostar muito do seu blogue. A Happy é "uma casa cheia", tem energia para dar e vender e é aquela amiga que toda a gente deve ter .

 

Por tudo isto e porque gosto tanto do deu espaço, (que, nesta altura, quase toda a gente deve conhecer), ide lá espreitar, se são exceção... é só clicar na imagem...

 

ha.JPG

 

Pág. 2/2