Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

11
Jun18

E para começar a semana com uma nota positiva...

Fátima Bento

Aqui estão as cinco coisas boas da semana que passou.

 

 

A melhor coisa de toda a semana:

a Mia continua aqui, boazita (magrinha, magrinha, mas vivinha da silva e nada apática - e come que se farta!)

 

 

E o resto, foi como se segue:

 

5.PNG

 

 

segunda.PNG

Escrevi um post quando ia no comboio, publiquei sem corrigir, e editei quando cheguei a casa, pesquisando o que tinha assinalado com duvidas. Quando leio este post dá-me vontade de rir... não tenciono repetir, senão perde a piada... 

 

terça.PNG

Um dia de Outubro, certamente, se não estivessemos em Junho. Fiquei em casa a digerir a véspera e com uma enxaqueca descomunal. Felizmente não havia nada de importante a fazer fora de casa.

 

 

quarta.PNG

A Mia vomitou este mundo e o outro - até fez splash antes de saltar e aterrar mais à frente. Fui a correr à veterinária e vim de lá cheia de duvidas, culpa (eu sou profissional em sentir-me culpada, rásmaparta) mas depois de pensar um pouco, e de conversar com o Victor, cheguei à conclusão que estou certa quando decido não avançar com qualquer tipo de tratamento invasivo. Ela depois de vomitar, bebeu água e esteve bem toda a noite...

 

 

quinta.PNG

Acabei de ler o livro mais fantástico deste ano. Ainda não falei aqui sobre ele, mas vou fazê-lo em breve: é A minha avó pede desculpa, de Fredrik Backman (autor de Um homem chamado Ove); não exagero se antevejo que Backman vai ser um dos meus escritores favoritos, tout court. Uma pequena e simples MA-RA-VI-LHA!

 

 

sexta.PNG

Suicidou-se Anthony Bourdain. Vá-se lá saber porquê, mas há vidas que são impactantes para nós, e que sentimos mais próximas de que são na realidade. Bateu, e bateu mal. Não consegui escrever mais de que um ténue elogio fúnebre, e fui ao cinema ver Tully (depois escrevo sobre ele). 

À noite fui atacada (acho que a expressão é mesmo essa) por uma lombalgia que, presumo, tenha tido a ver com o nervo ciático. Esta merda gaita acompanhou-me durante todo o fim de semana (no sábado durante a manhã e inicio da tarde, mal andava...). Mais uma vez, valeu-me poder estar imóvel no sofá, rodeada por almofadas - mas tenho de marcar consulta para fazer exames e ver isto...

 

E pronto! Agora olhá'qui uma semana novinha em folha! E com um Portugal-Espanha na quinta-feira, de roer a unha até ao sabugo!

 

Daqui a unds dias voltamos a falar de cinco coisas boas (de preferência durante o fim de semana...) 

Cheerio!

10
Jun18

Incómodos contemporâneos

Fátima Bento

S23.PNG

 

Para manter-me longe de listas infinitas (que se começo a desbobinar, estamos aqui horas a fio...) vou resumir as coisas que me incomodam em duas palavras:

 

Intolerância e extremismo

 

Penso que tudo o que detesto, tudo o que me dá volta às entranhas está contido numa delas - ou em ambas. E cada vez mais as noto presentes e socialmente aceites. Aflige-me mesmo, a mania de que todos somos policias uns dos outros, que há cidadãos de primeira e de segunda, e o ir até ao fim do mundo com a espada da verdade e riste, como se esta fosse só uma...

 

Gostava de dizer que acredito que tudo venha a mudar, mas honestamente, não acredito. E tem vindo a piorar a olhos vistos...

 

Neste TAG participam para além de mim, a Happy, a 3ª face, a Ana, a Ana Paula, a Catarina, o Carlos, a Carlota, a Charneca em Flor, a Daniela, a Desarrumada, o David, a Gorduchita, a Hipster Chic, a Isabel, a Mãe A, a Mariana, a Maria Mocha, a Marquesa de Marvila, a Mimi, a Paula, oP.P, a Sweetener, a Sofia, a Tatiana, a Tita e o Triptofano 

(nomes ordenados alfabeticamente)

Espreitem o que cada um de nós vai respondendo ao longo do ano também podem espreitar pelo tag  52 semanas

 

08
Jun18

Anthony Bourdain, 1956 - 2018

Fátima Bento

91lFtPsI2dL._RI_.jpg

 

Bourdain morre aos 61 anos. Encontrava-se em Paris, a gravar um episódio da nova temporada, e foi encontrado sem vida no seu quarto. A razão avançada pela CNN, sem reticências, é suicídio. Podem ler a noticia no original, aqui.

 

Quantos de nós não invejaram, uma ou outra vez, a sorte de viajar e conhecer o mundo e o que este tem para oferecer? Quantos não admiraram a sua personalidade, a forma como levantava questões polémicas em relação aos locais por onde passava? 

 

Quem poderia imaginar que alguém com Bourdain teria razões para se suicidar?

 

Fica a reflexão. A vida dos outros não é o que passa no pequeno écran... há sempre muito mais por trás de que o lado publico. E esse mais, tantas vezes é angustiante - e mais angustiante é fazer de conta que está tudo bem, para que quem nos rodeia não saiba o que se passa dentro de nós...

 

Um grande homem que nos deixa, de uma forma que nos levanta questões angústiantes. Que descanse em paz...

06
Jun18

Intuição

Fátima Bento

Fui falar com a veterinária há bocado, depois da Mia ter vomitado uma quantidade de liquido considerável. juntamente com uma pequena quantidade de alimentos não digeridos. Quando voltei tive de me deitar um pouco sobe a cama para organizar as ideias...

 

A doutora acha que será FIV ou FEV. Sugeriu fazer análises, mas registando o meu pedido de nada invasivo, disse-me que, independentemente do resultado, não teria solução, porque nenhum dos dois tem cura. Disse-me que podíamos tentar soro sub cutâneo (que eu administraria) misturado com vitaminas, e um medicamento para lhe reforçar o estômago, que poderia resultar.

 

O condicional aqui agonia-me. Porque se podíamos tentar, e se o medicamento poderia resultar, isso, não é suficiente.

 

Porque ela está espevitada e feliz, independentemente de em alguns dias ficar agoniada, ou de sentir desconforto intestinal, ela mal vomita, como há umas horas atrás, corre para a casa de banho, salta para o lavatório para beber água e segue para a cozinha para comer. E volta para o colo quando se sente saciada. 

 

Porque não está sujeita a stress.

 

Mia coll.PNG

 

Suponhamos que aqui a mommy, pessoa em quem ela mais confia, a leva a um espaço estranho onde é vista, revista, picada, e se os níveis de stress atingiriam níveis estratosféricos, adicionem o pormenor de EU começar a picá-la em casa.

 

Quantos dias acham que demoraria a desistir? E a sentir quanta insegurança e ansiedade?

 

Assim sendo, vou continuar por este caminho. Vou alimentando com as coisas que ela gosta, com variedade, vou limpar a diarreia que ela faz fora do caixote, vou limpar o vomitado - que ela faz onde calha, evitando a cama, e nós - salta para o chão e cá vai disto. Vou continuar a dar-lhe todo o carinho e atenção do mundo. Quando chegar a hora dela, hei-de estar ao seu lado - como estive aquando do adeus da Blimunda - para que esta parta com serenidade e envolvida em carinho.

O que a Mia tem é mortal. Pode estar connosco mais uma semana, um mês, três, seis? não sei. Mas que seja sem stress, nem ansiedade. Em paz e rodeada de carinho.

 

Compreendo que haja quem não compreenda a minha posição. É doloroso tomar esta decisão - mas é necessário sangue frio, e seguir a minha intuição; e eu sei que é o mais indicado neste caso.

 

Já se fosse Piccolina, a minha postura não seria esta: ela é assustadiça. mas não fica descompensada se passar cor uma situação com algum stress, e poderia dar-me uma dentada depois de lhe dar uma injeção, mas passado um bocado já não estaria alterada. Já a Mia, a partir do momento em que lhe desse a primeira pica, começaria a descer. E a encurtar o tempo... mais importante de que o corpo, é a vontade. E minar a vontade de viver da Mia está fora de questão.

 

Espero limpar cocós e vomitados durante muito tempo. Espero que tenha de viajar connosco nas férias, é sinal que ainda está connosco. 

 

Vamos a isto, um dia de cada vez.

 

06
Jun18

Afinal parece que os os gambozinos existem...

Fátima Bento

... ou Em busca da cascata perdida, parte 2

 

 

Lembram-se de no feriado ter ido em busca da cascata de Alcube, como contei aqui? Pois que no domingo, depois de verificarmos as imagens de satélite, lá fomos outra vez. A menina do Google Maps dizia-nos, aqui, que tínhamos chegado ao nosso destino...

 

alcube.PNG

 

... e não é que tinha razão? 

Pois que aqui (deixa lá dar um passo em frente e rodar a câmara) é mesmo o lugar!

 

alcube 2.png

 

Encostámos o Rocinante, apanhámos um pequeno trilho  e a poucos metros começámos a ouvir o barulho da água. 

 

20180603_163148.jpg

 

No final deste pequeno trilho, à sua esquerda, enquanto o som da queda da água se afigurava mais próximo, deparámo-nos com uma descida com uma inclinação acentuada, e que fotografei antes de pôr as sapatilhas a caminho - excelentes, já agora, que se agarraram ao piso que nem lapas...

 

Fotografei, como disse, a descida, onde colocaram uma corda para prevenir quedas aparatosas, e o resultado foi este:

 

20180603_162124.jpg

 

 ... e até parece que não tinha inclinação... mentira!!!! 

Chegados lá abaixo, deparámo-nos, finalmente, com o Santo Graal que buscávamos: a cascata! Não sendo luxuriante, é ainda assim, uma pequena pérola...

 

20180603_162400.jpg

 

- e o facto de estar tão escondida, acrescenta-lhe charme... muito charme!

 

Voltámos para o carro, e olhem o acesso visto de baixo (ainda assim parece menor e não tão inclinado como na realidade...). A corda ajuda imenso. MESMO.

 

20180603_162607.jpg

 

Regressámos com a sensação de ter descoberto - nunca a expressão nos terá sido tão próxima - um segredo belo e tão especial!

 

Vamos, então, continuar a procurar belezas escondidas - que já há tão poucas!

 

05
Jun18

É que toda a minha gente viu E toda a minha gente fala...

Fátima Bento

... e o incrivel é que o filme do momento é uma comédia mediana, de seu nome I feel pretty, ou em portguês, Sou Sexy e sei!, e há quem, na blogosfera e não só, defenda que devia ser um filme obrigatório para adolescentes e jovens adultas - se forem por aí, seria para toda a gente.

 

Mas a verdade é que a mensagem do filme é realmente importante. Independentemente do nosso corpo se enquadrar no que se determina ser o tamanho certo (como se tal coisa existisse...), no formato ideal, o importante é a confiança que temos em nós. Como diz no cartaz: muda tudo sem mudar absolutamente nada.

 

pretty 1.png

 

É o mudar por dentro. É mudar a postura, ganhar confiança, deixar que o que está dentro de nós saia, sem auto-censuras nem barreiras ou limites.

 

É acreditar. 

 

Acreditar em nós, que somos bonitas, que merecemos mimo, e que temos tanto para dar, e para receber, basta premitirmos!

 

Temos de ser honestas, mas acima de tudo, connosco!

 - isto vindo de quem se assume como estando com excesso de peso poderá soar como hipocrisia... mas não é. A vontade de emagrecer parte de querer ter mais energia, conseguir fazer coisas que agora me são dificeis de forma mais simples e capaz.

 

Ah, e claro, para comprar roupa sem ter de fazer o pino e/ou não ser preciso vender um rim para a roupa me servir e me sentir satisfeita com a mesma...

 

 

04
Jun18

Cenas do Arco da Velha #1

Fátima Bento

(estou a escrever no telemóvel, por isso vão faltar dados neste post... quando chegar a casa acrescento, com a ajuda do sacrosssanto google)

 

Pois que vinha no comboio e lembrei-me do país do lado, da moção de censura positiva (vá, é uma coisa a googlar, vêem?) que o parlamento espanhol (chama-se parlamento? Vai dar igual, a função é a mesma... mas eu explico: é um Parlamento composto por elementos das Cortes Gerais, que se dividem em Senado e Congresso dos deputados. Não li mais, podem espreitar aqui se tiverem curiosidade... ) aprovou, e que destituiu Mariano Rajoy da posição de Primeiro Ministro.

 

E aqui é que vamos ao que me deixou estarrecida.

 

Ao ouvir um pequeníssimo perfil do novo primeiro ministro (de quem não decorei ainda o nome, googlarei pois), Pedro Sánchez, retive um pormenor:

 

este é o primeiro primeiro ministro espanhol que é multilingue:

até aqui, todos só falavam castelhano!!!!!

 

[Isto vai ficar  a bold, e num tamanho maior, embora (muito) inferior ao meu pasmo...]

 

Palavra de honra!

 

(entraria aqui um emoji a cruzar os braços e a abanar a cabeça com ar reprovador, só que não existe tal isso...)

 

Ok, o francês do Mário Soares era macarrónico, o inglês de José Sócrates pôs a Merkle a mal conter o riso, e o gajo foi para a Sorbonne acompanhado de um tradutor, segundo ouvi. O Guterres fala um inglês correto, mas o sotaque faz-me eriçar os cabelos da nuca. O Marcelo também não é lá grande coisa porque é um nadinha ceceoso, o que não ajuda...

 

MAS A MALTA ESFORÇA-SE PÁ!

 

Ó para nuestros hermanos a cair na minha consideração:

splat1.PNG

 

04
Jun18

E (com atraso) as cinco coisas boas da semana passada!

Fátima Bento

 

cinco verde.PNG

 

A saber:

um.JPG

Dia de terapia. Fomos mais perto do ao cerne do problema de que nunca. Fiquei um bocadinho assustada, mas ao mesmo tempo, entusiasmada com a breaktrough atingida.

 

dois.JPG

Dia de ressacar da terapia, deixar sedimentar os pensamentos. E analisar a situação das avaliações no ginásio. 

 

quatro.JPG

Continuei com a reflexão. Fui ao supermercado (e lá há dia em que não o faça?...) e vi alguns episódios da quarta temporada de Unbreakable Kimmy Schmidt (adoro, e não conheço mais nenhuma série com este tipo de humor...). Agora alguém me explica porque é que a Netflix lançou 6 episódios neste dia, e o próximo sai a  25 de janeiro de 2019??? Da faque?

 

cinco.JPG

Feriado! Agarrámos ( esta expressão é gira, regra geral quer dizer que não agarrámos em nada) e arrancámos para a cascata de Alcube. Foi giro, mas não encontrámos cascata nenhuma, como contei aqui... mas o caminho era muito bonito, e fartámo-nos de rir. À noite, com a ajuda das imagens de satélite lá conseguimos descortinar o lugar da coisa... pelo menos assim pensámos. Querem saber se encontrámos? Estejam atentos que vou falar sobre isso...

 

seis.JPG

Fui ao cinema ver I feel prety/Sou sexy, eu sei! Gostei, estava mesmo à espera do que vi - e tem uma mensagem sobre a qual vale a pena refletir... depois escrevo sobre isso.

 

Ou seja:

 

Foi uma semana positiva, com muito tempo dedicado à reflexão, como era necessário. E passeei, deu para rir e ir ao cinema na sexta. Bom +

 

03
Jun18

A primeira vez que pedi o bilhete de cinema pelo número da sala...

Fátima Bento

Na sexta feira fui ao cinema ver Sou sexy, eu sei!, com a Amy Schumer.

 

Ora, tendo sido feriado na quinta feira, houve quem decidisse fazer ponte, e como era dia da criança (porque é que nunca me lembro destes pormenores?), quando cheguei à bilheteira, havia uma pequena fila - coisa que nunca encontro àquela hora - composta por progenitores e respetiva descendência.

O filme começava às 13:05h, e eram 13:10h... quando chegou a minha vez era 13:20h.

Vai daí, ia perguntar ainda dá tempo para sou sexy, eu sei?, e achei que aquilo soava tão mal que - felizmente - emendei a mão a tempo, e perguntei  ainda dá tempo para a sala 1? 

 

(pois que dava... e tempo para me darem as pipocas e a água, subir as escadas, entrar na sala E ver o trailer do Mamma Mia 2!)

 

Peço sempre pelo nome do filme. Quando fui ver Guernesy... disse à mocinha que era um bilhete para um filme de que não sei o nome só sei que tem casaca de batata no titulo, e foi uma risota (já nos conhecemos, das vezes que lá vou)

 

Foi a primeira vez que pedi pelo número da sala. Nunca perco tempo a ver qual é...

(desta vez, ainda bem que vi... ainda por cima, a mocinha era nova...)

ainda.PNG

 

02
Jun18

E maio acabou. Entra o mês em que começa o verão (alguém lhe dá um toque?)

Fátima Bento

Maio.JPG

 

  • Aumentar a atividade física: andei com pica até meio do mês, depois a avaliação nutricional cortou-me a motivação. Também não gosto de ter de seguir o plano de sala. Às vezes só me apetece - ou só tenho tempo - para ir fazer o trio passadeira-bicicleta-remo, e até tenho de reduzir os tempos... e alguém me diz que devo pedir o plano, assinalar o que faço e quando faço... marcação, pá!. 
  • Levantar e deitar-me mais cedo: já aconteceu mais vezes. Depois, com a crise depressiva não me levantava antes das 10:30h... e deitar, tenho-me deitado à mesma hora, mas tenho lido. E o circulo vicioso de adormecer tarde, acordar tarde ameaça instalar-se...
  • Este mês li  A Livraria Noite e Dia do Senhor Penumbra de Robin Sloan, A Educação de Felicity, de Marion Chesney, A Elizabeth Desapareceu, de Emma Healey e comecei Stalker, de Lars Kepler.
  • Fui ao cinema ver Guernesey - A sociedade literária da tarte de casca de batata e Deadpool2. Vi O último Lara Croft, (com a Alicia Vikander), Game Night, Anon (com o Clive Owen) You were never really here (com o Joaquin Phoenix)...
  • O alemão: ui. Acho que vou fazer um update ao italiano...
  • Fazer um curso -  Rentrée!!!
  • Experimentar uma receita nova - sim! No dia da final do eurofestival experimentei uma receita do Jamie, do 15 minutes meals (livro). A mim levou-me pr'aí uma hora e picos a fazer, mas para a próxima já sei como vou encurtar a coisa... foi Frango Grego Magnifico - é acompanhado com tabuleh de vegetais e molho Tzatziki - que é a coisa mais saudável, deliciosa e fresquinha deste mundo, excelente para molhar palitos de cenoura e de aipo... quando repetir, fotografo e partilho a receita. Mas os dias têm de estar um pouco mais quentinhos...
  • As tatuagens - encerrado até Outubro. 
  • O destralhamento... o quê? onde? quando?
  • Tirar 365 fotos, tenho fotografado e não tenho contado. Não tenho publicado uma por dia. Hélas.
  • Dedicar 30 minutos diários à escrita... o quê? onde? quando?
  • Parar de remar contra a maré: a caminhar para o momento em que serei capaz de aportar, em parte incerta. 

 

Destaques do mês:

 

 A Inez fez 27 anos (nossa senhora!!!) Dei quinhentas voltas à cabeça para encontrar um presente que pudesse ser O presente. Comprei uma bangle da Pandora, linda, aberta (com um charm), para ficar justa no pulso... e fica: no meu... 

 A bangle não só não serve no pulso da garota, como ela não pode trabalhar com acessórios. No fundo, "senti" que não gostou. Disse-lhe para ma mandar que a trocava, mas vou ficar com ela para mim - e vou perguntar à mecinha o que ela quer. Não volto a tentar fazer surpresas...

 

***

 

 A Mia esteve quase a morrer, ainda não sei com quê. Andei com o coração nas mãos mais de metade do mês.

 A Mia melhorou, mas tenho para mim que não me livro de fazer uma visita com ela à veterinária esta semana... as suas fezes não são moles: são completamente liquidas. Só come comida húmida, se lhe dou ração, come, mas vomita tudo - o estômago não consegue digerir a mesma...

 

***

 

 Tive uma crise depressiva brutal.

 É positivo, embora doloroso. É um breaktrough, e sinal que estou mais perto da raiz os meus problemas, o que aumenta (e aproxima) a solução... embora vá demorar. Mas nunca a luz no fundo do túnel brilhou tanto.

 

Decisões & Descobertas:

 

 Em relação ao ginásio, vou desistir da avaliação nutricional e o plano de sala. Em Setembro peço avaliação física e introdução de pesos. Daqui até lá, I'm flying solo.

 Voltei a ter vontade de ler. Há imenso tempo que não acontecia.

 Marquei as férias. Transferi o sinal. 

 

O mês noves fora nada foi bom. Gostava que Junho fosse um bocadinho melhor, no que concerne à Mia. Quanto ao resto, está bom - mas era bom que o S.Pedro se lembrasse que este mês começa o Verão... assim só porque... sim.

 

Sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Leituras do momento

1507-1 (1).jpg

 

Cartas-da-Toscana.jpg

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Sigam-me aqui:

bloglovin1.jpg

 

Instagramem-me:

Aqui e agora