Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

11
Abr19

Brexit: Europe, grow a pair!

Fátima Bento

UE1.JPG

(foto Reuters, via Público)

 

Ontem antes de me deitar fiquei de queixo caído. Literalmente.

 

Estava a fingir que via o Negócios da da Semana na Sic Notícias, enquanto trabalhava no pc, e eis que o José Gomes Ferreira avança com uma noticia de última hora: a UE resolveu conceder ao Reino Unido, não até 30 de junho, pedido enviado pelo governo da GB, nem até 22 de Maio, data que a Primeira Ministra referiu aos jornalistas ao chegar à reunião...

 

...mas até 31 de outubro

 

O que é que isto diz sobre a UE? Aliás, por arrasto, sobre nós todos, que quem lá está, está a representar-nos. Ou deveria.

 

Ontem fiquei francamente envergonhada. E nada do que li hoje sobre o assunto me fez mudar de ideias. O que senti, no momento que ouvi a notícia foi: a Europa acobardou-se. Está de esfíncter apertadinho, ai como é que vai ser quando eles saírem?...

 

E então estendem uma passadeira de 6 meses e meio, a ver se a coisa se organiza e há uma saída regular e de cara limpa. Cara de quem? 

 

Depois desta novela-que-não-acaba, os ingleses, vão levando a água ao seu moinho, apesar de não chegarem a acordo em relação à água nem ao moinho.

 

E nós todos aqui feito parvos. Vamos virando o pescoço como que vendo uma partida de ténis imaginário!

 

Caramba, se querem sair que saiam! Mas que saiam já sem salamaqueques e pergaminhos:

ide!

 

Já, assim sem rede, à bruta, sem acordo! Já chega pessoas!!!!

Já chega de dobrar os joelhos. 

 

E quanto aos representantes dos cidadãos europeus na Europa, só tenho a dizer: GROW A PAIR!!!! 

 

ue.jpeg

 

01
Abr19

E março foi assim:

Fátima Bento

this.jpeg

 

O que eu fiz mais: vi cinema, vi séries e stand up specials, e li. E engoli comprimidos, e usei a bomba do plumicort, e estive outra vez doente o mês todo - desde o inicio do ano, tive três semanas de saúde. O primeiro trimestre de 2019 foi c'os porcos. Fiz exames, análises, não consegui dormir com o calor que me dizem era febre, e me fazia despir e destapar durante a noite, e quando a temperatura caía, obviamente piorar. 

 

Enfiei-me numa bolha cheia de liquido transparente, a rebolar num mar escuro (isto é, sim, freudiano até ao osso). Ali dentro, as balas, as pedras, as setas, o que fosse, não entra. Tive noção de que era incrivelmente fácil sair dali, mas não quis, nem quero ainda. Prefiro a segurança, o bloqueio do que é mau (e inevitavelmente do que é bom) neste momento. Não aguento nem mais uma pedrada.

 

Ainda assim, na semana passada distraí-me, vim respirar e fui atingida por um petardo, e embora me tivesse enfiado a correr na bolha, ainda me atingiu; felizmente fiquei só dormente. Dois dias dormente.

 

Passei a fazer terapia por Skype, com o mesmo terapeuta. E funciona lindamente.

 

Fui tratar do cartão do cidadão e perdi um dia quase inteiro, só assim na loucura... estava caducado desde 28 de dezembro. Mas deu direito a almoçar num dos meus lugares favoritos - se vocês ainda não me seguem no Insta, melhor, se vocês me seguissem no Insta, andavam mais a par das minhas aventuras (sem mimimis)

 

Comecei a ver um programa da ITV que passa , acho que na Radical e que se chama I'm a celebrity, get me out of here. Já nauseei e já ri a bandeiras despregadas. Serve para entreter, quando acordo e tenho de esperar 30 minutos para poder comer, por causa do comprimido da tiroide.

 

E por falar em tiroide: descobri que tenho dois berlindes e um abafador na dita cuja... vou quinta feira ao endocoisómédico mas, se for assim só simples é para tirar e prontx.

 

Portanto, março foi um mês chato, um mês dorido, um mês difícil, custoso e muito depressivo.

- felizmente acabei fevereiro em beleza (numa semana em que estive sem estar com gripe, ou constipação,  ou pqp... ); depois conto.

 

Abril, queres ser meu amigo?

 

23
Mar19

Tag fresquinho: opiniões impopulares

Fátima Bento

A dESarrumada desafiou-me, e eu que até nem gosto nada destas coisas (lá agora...)apressei-me - bem sei, velocidade de caracol... - a fazê-lo. No final, os cinco seguintes nomeados, que espero ainda não tenham feito...

tague.png

 

1) Um livro ou série popular de que não gostas

Serie: Stranger things. Vi a primeira temporada e já aí vem a terceira!!!!

Livro: O desaparecimente de Stephanie Mailer. Ou li na altura errada, ou não gosto mesmo.

 

2) Um livro ou série que todos parecem odiar mas tu adoras.

A minha avó pede desculpa do Fredric Bacman - não é que o deiem, mas fazem logo comparações com o O Homem chamado OVE, do msmo autor, que sim, é magnifico, mas este não lhe fica, de todo, atrás. Para mim é, até, melhor...

 

3) Um triângulo amoroso onde a personagem principal terminou com o personagem que tu não querias ou um OTP de que não gostas.

Bem, embora se pensarmos bem, seja melhor assim, tive pena que no final da primeira temporada de Sex Education, o puto ficasse com a mocinha com que ficou e não com a mais maluca vivida (vejam a serie, que percebem, eu não vou procurar nomes, sorry).

E fiquei com uma nostalgia do caraças no final do Lalaland.

 

4) Um género popular de livros que raramente lês.

Ficção científica. Never - faço minhas as tuas palavras, dEsarrumada!

 

5) Uma personagem adorada ou popular de que não gostas.

Qualquer uma de qualquer telenovela portuguesa. Não gosto, não vejo, não quero ver, 

 

6) Um autor popular de que não consegues gostar.

Margarida Rebelo Pinto.

 

7) Um cliché literário que estás cansada/o de ver.

Aquele thriller que mal começa, o setting é tão óbvio que só pode dar merda.

 

8) Uma série popular que não tens interesse em ver.

Ai, são tantas... My crazy ex girl friend, por exemplo.

 

9) Já diz o ditado "o livro é sempre melhor que o filme", mas qual é a adaptação para filme ou série que achas melhor que o livro?

A Rapariga no Comboio. Achei uns bons pontos acima...

 

Desafiados:

Happy

3ª Face

Gorduchita

Marquesa

Célia

Espero que respndam - e avisem, para eu espreitar!

22
Mar19

Aquelas alturas em que nos acontece tudo

Fátima Bento

bo.jpeg

 

Tenho estado, como disse antes, soterrada por chatices e problemas de saúde. Mesmo mesmo à beirinha do burn out. No inicio do mês, estilhacei-me. Peguei nos pedaços, e fiz-me à estrada: tirei uns dias para recuperar, num espaço onde há bastante tempo queria ir. Infelizmente, foi pouco tempo, mas vim de lá mais inteira, a grande maioria dos pedaços colados, e tudo e tudo.

 

Nas o meu sistema imunitário mandou-me dar uma curva, e neste momento apanho muita coisa. Estou a ser seguida de perto, e já sei que duma cirurgia não escapo, mas falarei disso na altura certa.

 

Gostava tanto de vos dizer para abrandar, não ligar ao que não tem importância, não sofrer por antecipação, etc, etc, mas a verdade é que não tenho soluções.

A app que uso para meditar, que me conta uma história para adormecer e tem musica zen para quando estamos mais stressados ou queremos meditar sozinhos, ou whatever (e faz mais coisas, mas ainda não pesquisei muito), tem ajudado.

Isso, ler e ver cinema - embora as salas de cinema estejam a ser tomadas de assalto pela Disney-Marvel e pela DC Comics, e esse É o tipo de filmes que dispenso. Mas em meio a isso tudo lá se vão encontrando umas coisas...

 

Mas a serio, não se deixem chegar aqui. Criem momentos só vossos, mimem-se, gostem de vocês. A prevenção é a melhor arma.

 

Ter um burnout quando já se tem uma depressão há décadas é lixado, porque o corpo todo começa a falhar...

 

Enfim, não há-de ser nada, não tarda estão aí os dias de praia, e esqueço estes tempos lúgubres.

 

Fiquem bem, todos, e citando o Raúl Solnado,

 

façam o favor de ser felizes!

 

21
Mar19

ÓPAMORDASANTA!!!!!!!!!!

Fátima Bento

headphones.jpeg

 

Há coisas que não percebo. Ora imaginem a cena:

 

Uma pessoa está de cabelo apanhado, earplugs no ouvido a escutar musica, de telefone na mão a jogar uma patetice qualquer, enquanto espera. 

 

Repetindo: a pessoa tem um rabo de cavalo no cocoruto da cabeça, os earplugs têm fios ligados ao telefone para onde está a olhar, concentrada.

 

Entretanto apercebe-se de uma forma à sua frente, levanta os olhos e vê: é uma pessoa debruçada sobre si a falar animadamente. A estupefação apodera-se da pessoa que tira um fone, devagar. Ouve e responde. Quase se sente na obrigação de pedir desculpa por não estar a ouvir a outra antes. Mas ainda vai a tempo de raciocinar, e não pede.

 

Canudo, um toque para me chamar a atenção, não seria mais produtivo? A quantidade de palavras que aquela senhora perdeu até eu a ouvir, só deus sabe...

 

E só não explico o contexto porque isto já me aconteceu em tantos lugares e tantas vezes que lhes perdi a conta. Quando estou com o cabelo solto, compreendo, tiro o coiso do ouvido e peço desculpa. Mas de cabelo apanhado??? Eu tenho pele clarinha nesta altura do ano e o cabelo, à falta de melhor descrição, é loiro.

 

Isto é, e há-de permanecer, um mistério...

 

20
Mar19

Olha quem chegou hoje!

Fátima Bento

gerbera lilás.jpg

 

Olá gente!

 

Isto aqui em casa, desde que começou o ano, tem sido uma carambola de coisas menos boas... acho que volta e meia me cheia a enxofre  ...

 

Fuck, lembram-se da constipação que demorou um mês a curar-se? Já apanhei outra. Mas tenho para mim que esta não vai ser tão cola como a primeira. Mais não seja porque está aí a Primavera

 

BEM VINDA PRIMAVERA!!!!!!

 

E por agora é mesmo só isto... mas ainda volto hoje, ok?

25
Fev19

Muito contente com o resultado

Fátima Bento

greenbook.jpg

 

Gostei mesmo que tivesse ganho, foi o filme que me trouxe mais ternura, a vontade de acreditar que os finais felizes são possíveis.

 

Do resto... a abertura foi boa: isto de não ter apresentador não pesou, porque abriram com os Queen (sou só eu que fico mesmo à beirinha de uma apoplexia quando vejo o Adam Lambert a ocupar o lugar do Fredie?), depois foi seguindo bem, só me custou mesmo o prémio de melhor atriz não ter ido para Glenn Close,

 

Se formos a ver, no meio disto tudo, a haver vencedores, foi claramente a Netflix, logo seguida da  Disney Marvel.

 

'Sa lixe...

 

A verdade é que é nesta altura do ano que vemos melhores filmes de uma enfiada. 

 

O final da cerimónia é que foi bastate estranho, com a Julia Roberts a dá-la por encerrada ... weird...

 

De resto Oscares... são e serão(?) sempre os Óscares...

23
Fev19

Óscares - At Eternity's Gate: o MEU filme destes Óscares

Fátima Bento

5c058f45f1957f30aa8153138.jpg

 

Penúltimo filme a ter visto; ah... não me parecia que fosse entusiasmar-me, e coiso...

 

Pois, meus amigos, foi a surpresa do ano (não devia ter sido assim uma surpresa tão grande, mas deem desconto à velhota que ela não anda muito bem...)

 

Apaixonei-me completamente pelo filme. Por tudo: a interpretação de Willem Dafoe é irrepreensível (como de resto, já no ano passado tinha sido no The Florida Project, onde encarnava uma personagem doce como o mel, de forma perfeita) e o olhar do realizador, soberbo. Já para não falar numa cinematografia tão-perfeita-quanto-é-possível. Uma master piece!

 

 Julian Schnabel consegue, não apenas mostrar o quanto a pintura é importante para Vincente Van Gogh, como, e isto é extraordinário, nos mostra o que o pintor sente quando o faz. A sua bipolaridade é-nos mostrada na forma como vê o que pinta, onde o preto e branco e a cor se intercalam tal como os estados de espírito.

 

Sem mais delongas, afirmo aqui a pés juntos: este é o meu filme destes Óscares, e Willem Dafoe devia levar a estatueta para casa.

 

Honestamente, há outra mão cheia de filmes bons, e que vou ficar satisfeita se ganharem. Adorei, com maiúsculas, o Green Book, um road/feelgood movie que nos mostra tanto nas entrelinhas, e tem um final muito fechar o circulo.

 

Fiquei passada com BlakKklansman, que foi o filme que mais mexeu comigo, e é um tema que deve mesmo de ser abordado fórmula murro-no estômago (isto é a parte final, o filme até tem momentos em que nos rimos com vontade). Spike Lee no seu melhor;

 

The Favorite: sai uma pessoa descansadinha de casa, esta semana é um filme leve, divertido, e sai-me o filme com uma carga de violência psicológica que vai lá vai...

 

Bohemian Rhapsody é Queen. Quem gosta mesmo de Queen, gostou do filme. Quem como eu viu o Live Aid em direto, não pode deixar de sentir um arrepio quando entramos com eles no palco.

 

A Star is Born é fantástico. Bradley Cooper é o homem dos sete instrumentos e está muito bem, tal como Lady Gaga (mas a verdade é que como atriz faltou-lhe um bocadinho assim...). Shallow leva a estatueta de melhor canção, e na minha opinião poderá não levar mais nada...

 

Vice é um filme com um peso imenso (e não estou a dizer que é um filme pesado, nada de confusões). É um relato que choca - gostava de saber se aquele cabrão consegue dormir bem à noite, mas claro que pessoas assim conseguem sempre. Ficamos a olhar para Bush filho como um tipo burro que só serve para aparecer e tem um poder de decisão nulo. Christian Bale faz um Dick Cheney inacreditável.

 

De Roma falei no último post. Não entendo, aquele México está distante do atual, a história é banal (empodera duas mulheres, é essa a punch line?) A cinematografia é bonita mas fica aos calcanhares de At Eternety's Gate. E o titulo, senhores??? Ok, a Netflix conseguiu levar um filme aos Óscares, o que só por si é histórico e memorável. Mas vamos com calma, sim?

 

E agora o elefante na sala: vi Black Panther no dia 22 de Fevereiro, em 4DX, portanto antes da cerimónia dos Óscares 2018. Achei um filme muito bonito, esteticamente falando. Já não tenho paciência para filmes da Marvel, mas gostei da história e deste novo super herói. Fim.

 

Meaning: Black Panther não devia estar nomeado. Houve tantos filmes a merecer estar a ocupar aquele espaço: Beautiful Boy (grande, grande Steve Carrel!)... ou The wife. Talvez Tully?

 

So para fializar: 

Melhor ator, Willem Dafoe, embora aposte no Rami Malek, Bohemian Rhapsody

Melhor atriz, Glenn Close, The wife.

Melhor actor secundário, Richard E. Grant, Can you ever forgive me?

Melhor atriz secundária, Amy Adams, Vice

 

E pronto,estas são as minhas apostas para a cerimónia de amanhã. Eu vou estar deste lado do blogue, a acompanhar em direto. Se alguém quiser fazer companhia,por aqui ou no messenger do FB - da minha conta pessoal, https://www.facebook.com/fatima.bto eu aceito as amizades todas que surgirem até começar o espetáculo.

 

Ah, e não se esqueçam, é na Fox, com direito a red carpet desde as 23:30h

 

 

22
Fev19

Óscares - Roma: que alguém me explique!

Fátima Bento

roma.jpg

 

Bommmm... eu tinha dito que já tinha visto os filmes todos a Óscar,mas era mentira: faltava o Roma. Acabei de o ver. Tem uma cinematografia fantástica, mas se alguém me explicar porque é que é favorito ao Óscar, agradeço.

 

E não estou a ser irónica, estou mesmo a falar a sério! Não percebo, juro!

 

"(...) is a drama named after the central Mexico City neighborhood where the acclaimed film maker grew up: Colonia Roma."

 

Boa, finalmente pelo menos entendi o porquê do título... que continua a não fazer sentido nenhum...

 

Sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

...porque outubro é quando quisermos...

mini.JPG

 

Pesquisar

A ler agora

as gemeas.png

 

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Sigam-me aqui:

Bloglovin.JPG

 

Instagramem-me:

Aqui e agora