Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

... e 'mái nada!

... e 'mái nada!

As 5 coisas boas desta semana, que me ocorrem...

  Mais uma semana em largura e não em comprimento... não consigo separar cada um dos dias. Continuo a culpar as noites, que me cortam o dia às fatias, e às tantas não sei muito bem onde acaba um dia e começa o outro...   Por isso, 5 coisas boas? A ver...    chegou o Verão (pelo menos até ver); as temperaturas subiram, o sol já brilha. Ir à praia, com o inquilino novo, parece-me mesmo muito difícil antes de ir para cima, mas quando regressarmos será possível. E já não (...)

O (mais atípico de que tenho memória) mês de (até parece mentira...) junho, foi assim...

  Vocês acreditam que Junho acaba hoje? Serio? É que eu não. Deve ter havido um qualquer engano, uma alucinação coletiva, e trocaram-nos as voltas, só pode! Julho vai entrar com temperaturas - e chuva, senhores, ainda ontem choveu! - que parece que estamos no Outono! Bolas, quando o Verão chegar, as praias vão ficar de lotação esgotada, que o pessoal vai andar a ressacar de uma meia estação infinita...    (não éramos nós que andávamos sempre a queixar-nos que ah e (...)

Estou (sem palavras)

E diz o Victor: tu nunca ficas sem palavras!   Recebo o Bloglovin daily digest. Acabei de abrir o email e tenho dois posts destacados. Juntamente com o Às nove no meu blogue, o Not so fast, A Beautifull Mess, o Coveteur, o Dolce Far Niente.   Volto a repisar o título do post.   Sou um grão de areia numa praia (muito!) grande, mas estou visivel!     Repito mais uma vez: estou sem palavras...  

AGRADECER

Obrigado.(é que não me ocorre mesmo mais nada para dizer :) )

Eu estou... eu não estou... olhem, nem sei que diga... OBRIGADO, acham que serve?

Agradeci ao sapo hoje de manhã, no Facebook, os recortes de ontem, que me deixaram super contente. Há um bocadinho, abro a pagina principal do sapo, olho de relance para o contador e quase me dá uma coisinha má...vou à procura da causa da (benvinda) invasão do estaminé... e descubro  Eu não 'tou em mim. Juro que me custa acreditar... Só me ocorre dizer OBRIGADO.Mu (...)