Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

22
Fev18

A Hora Mais negra - Corrida aos Óscares #2

Fátima Bento

Darkest Hour.JPG

 

Darkest Hour é Gary Oldman. Assim de ponto assente - e não quisera o realizador que assim fosse e teria escolhido outro ator. Oldman engole o personagem e transforma-se em Winston Churchill com uma verosimilhança assustadora. 

 

Mas Darkest Hour é mais de que apenas uma excelente interpretação: é um olhar (surpreendente) em roda de uma figura histórica - talvez a europeia mais importante do século passado -  vista pelo buraco das fechaduras, mas aqui de portas escancaradas.

 

O Churchill que aqui nos é servido, é tão humano que nos surpreende pela sua proximidade. 

Todas as suas pequenas idiossincrasias, o medo do público, mas o gostar de ser o centro das atenções, as suas atitudes politicamente incorretas, e tão deliciosas enquanto pessoa. A sua imensa insegurança insuspeita, a primeira decisão verdadeiramente difícil, que afinal foi o que o empurrou para o cargo que ocupou durante todos os anos subsequentes. 

 

Deste excelente filme ficaram-me dois momentos, que provavelmente lembrarei sempre: a cena de inicio da sua amizade com o Rei George VI, quando o monarca se dirige a sua casa, e o diálogo entre ambos.  Uma cena soberba e inesquecível... e, claro, a sua descida ao metro de Londres para auscultar o povo, que terá sido o mote para a decisão que tomou em relação a Dunkirk. Ali, e como reza a História, Churchill terá mostrado o seu lado mais humano, e ganho a confiança de grande parte dos ingleses - momento registado por Wright com uma sensibilidade imensa.

 

Darkest Hour conta com uma excelente cinematografia, discreta e funcional, que não nos levanta qualquer dúvida em relação à época e contexto histórico da mesma.

 

E Gary Oldman soma e segue, é certo que a estatueta é como se já estivesse gravada à sua espera. Absolutamente brilhante!

 

Um filme que vale a pena ver com atenção e que vem connosco para casa, pairando na memória durante dois ou três dias... e esse é o meu medidor de qualidade mais fiável.

 

8 comentários

Comentar post

Sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Leituras do momento

1507-1 (1).jpg

 

Cartas-da-Toscana.jpg

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Sigam-me aqui:

bloglovin1.jpg

 

Instagramem-me:

Aqui e agora