Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

Adeus 49, hoje é o teu último dia!

01.10.17 | Fátima Bento

Pois que a Mula me deixou uma pergunta pertinente para este dia de despedidas:

O que é que tencionas deixar totalmente para trás nesta nova etapa?

 

Tenciono levar pouca bagagem comigo, pelo menos da mais pesada.

 

Nos quarentas vão ficar muitas dúvidas que não têm razão de existir. Muitos e se... que não tem resposta nem sentido. Alguns arrependimentos de coisas que não fiz porque, consigo ver agora claramente, que não pude.

 

Vão ficar também algumas ideias de projetos que "perderam a validade", não pela idade, mas pelos interesses, que mudaram. Vão ficar excessos, tralha mental, coisas que além de não me fazer falta, só atrapalham. 

 

Já ficou (não vamos entrar no inconsciente, que isso é mais complicado, e está a ser trabalhado) a dúvida sobre o que os outros pensam do que quer que seja, e se posso arriscar dizer que foi antes dos quarenta, também acrescento que só nestes últimos anos fui mais fundo e resolvi adotar este imenso encolher de ombros de que me orgulho.

 

Nos quarentas vai ficar uma boa parcela desta culpa que me acompanha desde muito novinha. Esta mania de assumir que tenho responsabilidade em muito mais de que é possível alguém ter. Vai ficar a luta com o espelho. Continuarei a tentar melhorar o reflexo porque quero, e não porque é suposto. Nos quarenta ficam a obrigação e o tenho de, substituídos pelo vou e/ou pelo quero. 

 

Comigo vou levar muitas dúvidas porque, como já disse algumas vezes, as repostas devem sempre terminar num ponto de interrogação, já que no dia em que terminarem com um ponto final, batemos numa parede de betão, e por ali não há caminho. E sim, há perguntas que precisam desse muro, mas outras devem ter um continuum ad infinitum, pela luta, pelo desafio.

 

Comigo vou levar certezas - de que sou suficiente, de que me basto, de que quero estar com quem me apoia e me ajuda a crescer.

 

Comigo vou levar vontade - de continuar a crescer, de ser uma pessoa maior, melhor, mais completa.

 

Comigo vou levar a certeza que isto é um recomeço. Mais forte, mais firme, mais capaz.

 

A cada dia que passar.

 

 

257541-160R009320810.jpg

(imagem: nature and civilization by okalinichenko)

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.