Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

... e 'mái nada!

... e 'mái nada!

Aquele momento...

Aquele momento em que, se tinhas dúvidas, as perdes.

Em que se pensavas, 'sa lixe, é só mais um/a deixas de pensar

Em que achavas, ah, isto é hormonal, amanhã já não é igual, paras de achar.

 

Aquele momento em que decides ir à Conforama ver os sofás-cama, e decides parar no coffee corner. Tiras o café e a garrafa de água das maquinas de vending, diriges-te à mesa - daquelas altas, com cadeiras de bar, escandalosamente altas, e descobres... que não consegues subir. Que aquela merda até tem uma alavanca no assento, mas nada. Que se metes o pé no apio para os pés, se balda a cadeira, e a mesa, que (WTF?) é leve e não está pregada ao chão (desculpem: uma mesa de metro e vinte de altura em que se deres um murro ela se esbardalha para cima de ti?? Diz muito da qualidade dos produtos dos senhores...) 

 

Aquele momento em que sussurras (a metro e meio de distância): marido, não consigo subir... mesmo baixinho, para ninguém ouvir. Tão baixinho que nem ele, que está de costas viradas à espera que a maquina acabe de urinar o café para o copo de plástico (atenção, o café era bom!) te ouve. 

E depois ele vem senta-se e tu repetes: não consigo subir... ele mete a mão no manipulo e a cadeira dele desce - ativada pelo peso do corpo dele. E trocamos. Eu sento-me (finalmente!) e começo a agitar o café, mas quero-a um nadinha mais alta.

E então, levo a mão ao manipulo (oqueéqueeuestavaapensarsenhores???) e BUM, caio na cave, e fico com o tampo da mesa à altura do queixo. E faço beicinho, enquanto o Victor diz: agora ficas assim, prontx. E eu com cara de criancinha que fez asneira mantenho o beicinho, levanto o cotovelo e vou agitando o café à altura dos olhos. Vá anda lá outra vez... e nova dança das cadeiras. Sento-me e digo, eu já não toco em nada a não ser no agitador e no copo, chiça!

 

 

Meus amores se isto não me puser amanhã na pedovia, imbuída de boas intenções, depois de tomar o detox ao levantar, ter engolido o batido breakfast protein da Gold Nutrition*, com o qual terei empurrado duas capsulas de café verde, não sei o que fará...

 

 - mas olhem que se rir emagrecer, já devo ter perdido perto de três quilos desde que comecei a escrever este post...

 

* o nome não é bem este mas: é batido, é proteína, é breakfast, é Gold Nutrition.

10 comentários

Comentar post