Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

20
Jul18

As minhas manias e filmes favoritos

Fátima Bento

Ora cá estamos com o tag da sexta feira, e que falhei na passada semana, pelo que esta semana vou responder a duas questões, das semanas 28 e 29 (de 52). A saber:

S28.JPG

 

Hummm...

 

Tenho um jeitinho para me tornar indispensável que irrita... com o marido, o filho, os gatos. E, tirando os gatos, a dependência é mais psicológica - já sabem todos que não sou muito dada ao que tenha a ver com a casa, não sabem? E depois admiro-me(!!) quando quero ir de férias e fico de coração nas mãos porque tenho de deixar a gata fragilizada com o pikeno, durante 6 dias, e fico cheia de medo que ela desista de viver por eu não estar aqui... a sério, quero mesmo deixar de provocar este efeito nos outros, mas a vinculação que fiz ao pequeno Ippo mostra-me que é mesmo de mim... grrrr...

 

Não gosto de simetrias, as coisas demasiado certinhas irritam-me. Mas gosto de assimetrias gritantes, não aquelas que parecem resultado de desleixo... 

 

Sou perfecionista, e considero o perfecionismo um enorme entrave ao crescimento de qualquer um; se não posso fazer perfeito, não faço, soa familiar? Não? Nem sabem a sorte que têm...

 

Haverá mais, mas estas já chegam...

 

Sugestão de leitura: Em Busca da perfeição, de Tal Ben Shahar, dos melhores livros de psicologia positiva/desenvolvimento pessoal que li até hoje...

 

S29.JPG

AKA, os filmes que vi mais vezes até hoje - se vi muitas vezes é porque me disseram algo com veemencia, não é?

 

Então, o TOP 5 é:

 

     - O amor acontece/love actually - adoro tudo neste filme. Tudinho.

     - Dá tempo ao tempo/About time - do realizador (e autor) do primeiro... o que eu já chorei com este filme! Ternura em estado liquido... 

     - O diário da princesa/The princess diaries - os dois. Gosto do debut oficial da Anne Hathaway, e a Julie Andrews é a Julie Andrews... o que me leva ao

     - Musica no coração/The sound of music - o filme que vi mais vezes na minha vida toda. A minha mãe adorava e como não havia streaming, Blu ray, VHS ou Betamax, arrastava-me para o cinema! A minha primeira memória é vê-lo no cinema Tivoli (sim, o actual Teatro Tivoli BBVA era um cinema...), era eu bem pequenina - não sei em que data estreou cá, mas o filme é de 1965 (!!!) e eu nasci em 67.

     - The greatest showman recente, mas com direito a entrada direta. Um filme que me agarra inteira de cada vez que o vejo. Tão, tão bom!!!!

 

Menção honrosa

Pela quantidade de vezes que o vi, com amigas, sozinha e com as minhas sobrinhas - e mais tarde com a minha filha: 

     - Grease, um filme com uma mensagem meio sexista, mas que tem fundalmentalmente a ver com as dores de crescimento... foi o filme da minha adolescência, e sim, levei a vida toda a achar que a Sandy não tinha de mudar para agradar ao Danny, mas agora acho que a Sandy muda porque percebe que tem de deixar a Good Girl para trás e crescer... teorias...

 

E pronto, como vêem, musicais é comigo... 3/6! 

 

E vocês, quais são os filmes que vos acodem à memória como sendo os que vos falam ao coração?

2 comentários

Comentar post

Sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mini.JPG

 

Pesquisar

A ler agora

LaIslaPortafda.jpeg

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Sigam-me aqui:

Bloglovin.JPG

 

Instagramem-me:

Aqui e agora