Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


 

52.0.JPG

Pois que na passada semana não coloquei a resposta à questão da semana 11, por isso hoje é dose a dobrar...

 

Então bora lá...

 

S11.JPG

 

Pois que eu devo ter nascido numa época paralela... tinha carradões de brinquedos. Os meus pais iam a Badajoz duas ou três vezes por ano e a mãe atestava-se de tralha para o meu aniversário e Natal.

 

E de jogos de tabuleiro a bonecas, casa de bonecas (mas com divisões separadas e térreas - até há poucos anos atrás ainda sonhava com uma casa vitoriana grande...), e nunca tive Barbie, porque a mãe embirrava com esta - e quando comecei a fazer as viagens com eles, vinha sempre a suspirar pela boneca. 

 

Mas com o que eu adorava brincar - passava horas agarrada aquilo! - era com legos. Nunca tive com bonecos, acho que nem havia, mas era uma arquiteta e tanto, fazia casas fabulásticas! Só me irritava a placa base ser tão pequena... e houve então uma no em que lá recebi duas maiores, e duas ou três árvores. Ó felicidade, era cada casarão!

 

De resto, brinquei na rua, havia uma quinta nas traseiras dos prédios em que íamos todos para lá e cada um escolha uma árvore e era a sua casa. E tínhamos famílias, as bonecas eram as filhas, e levávamos tachinhos e passávamos tardes de brincadeiras!

 

À hora do jantar era uma sinfonia de vozes: a minha avó ia à janela e gritava: Ó Rusíííííínha!!!!! - nunca fui Rosinha, era sempre com U, eheheh - e lá fazíamos a trouxa... até ao dia seguinte.

 

Mais tarde foi a fase do jogo-do-elástico, em que ficamos tardes a saltar naquilo - foi a única atividade física que dominei. Treinei tanto em casa que cheguei a ganhar a todas, e quando era a pares passei de ser a última escolhida para a primeira!

 

S12.JPG

(e agora para algo completamente diferente...)

 

    - Ler um bom livro;

    - Ficar no sofá com uma mantinha nas pernas;

    - Andar de pijama pela casa (eu não durmo de pijama - durmo com um top de alças - visto-o quando me levanto...);

    - Ficar na cama a ouvir a chuva a bater nas janelas;

    - Ir à praia e levar um thermos com chá ou chocolate quente;

    - Comer castanhas assadas compradas a um vendedor (e se descobrissem um lugar para meter o raio das cascas que funcionasse, dava mesmo jeito...):

    - Sopa. Comer sopa, coisa que só faço no frio... mal o tempo aquece nem quero ouvir falar nisso...

    - ir ao cinema (em qualquer altura do ano);

    - ficar no sofá, com a sacrossanta manta, a fazer maratonas no netflix, na companhia de gatos (quem os tem);

 

Coisa a não fazer no frio: queixar. Temos o melhor clima da Europa, e mal o termómetro chega aos dez graus, quem nos ouve parece que são negativos: óp'amordasanta!!!!!!

 

 

Neste TAG participam para além de mim, a 3ª face, a Ana, a Ana Paula, a Catarina, o Carlos, a Carlota, a Charneca em Flor, a Daniela, a Desarrumada, o David, a Fátima, a Gorduchita, a Hipster Chic, a Isabel, a Mãe A, a Mariana, a Maria Mocha, a Marquesa de Marvila, a Mimi, a Paula, oP.P, a Sweetener, a Sofia, a Tatiana, a Tita e o Triptofano 

(nomes ordenados alfabeticamente)

Espreitem o que cada um de nós vai respondendo ao longo do ano também podem espreitar pelo tag  52 semanas

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


8 observações

Imagem de perfil

De A 3ª face a 23.03.2018 às 14:09

Bons tempos... na minha rua também havia a hora de recolher, tocada pelas vozes esganiçadas das mães.
E com o frio, é mesmo como dizes! Aproveitar sem queixinhas.
Bom fim-de-semana. 
Imagem de perfil

De Fátima Bento a 25.03.2018 às 11:36

A hora de recolher era tão engraçada! Se hoje alguma mãe estava para se pôr a gritar à janela - também não há necessidade...


Este clima que nós temos é uma bênção! Mau são as construções que não estão preparadas, como a Happy refere no post dela. Mas é o que temos... e assimcumássim não é, de todo mau 
Imagem de perfil

De Gorduchita a 23.03.2018 às 14:23

Eu até sou mais rapariga de frio que de calor, por isso da minha parte não ouves queixas! :)


Jogar ao elástico era espectacular! Adorava!
Imagem de perfil

De Fátima Bento a 25.03.2018 às 11:38

Ah, eu sou de calor. Mesmo. Mas não me chateio com o frio - principalmente quando passamos o Inverno a queixar-nos do frio e somos - de longe - o país com temperaturas mais elevadas da Europa...


Aio elástico! A nostalgia que me deu escrever este post!
Imagem de perfil

De Happy a 23.03.2018 às 15:00

Realmente não tiveste a infância normal: naquela altura, não havia esses brinquedos dessa forma. Boa para ti, que tiveste tudo isso. Mas o que era comum, era brincrmos na rua. Algo que se perdeu e perde cada vez mais...
Quanto ao frio, bem, esqueci-me da questão da chuva a bater na janela... ohhh... 
Imagem de perfil

De Fátima Bento a 25.03.2018 às 11:46

Não tive não. Foi bom, mas não cor de rosa, que ela só me deixava com brincar com uma série deles quando lhe dava na bolha... lembro-me de um boneco de babygrow de malha azul, que chorava, e estava em cima do móvel da sala. Muito eu lhe pedia para me deixar brincar com ele, mas a resposta era sempre  mesma. 
Um redondo não.
Até que houve um dia que resolveu deixar, eu brinquei, e às tantas despi-o e fui espreitar - e vi que tinha um disco dentro das costas, e que esse disco era amovível. 
E foi vê-la a correr as bonecas mecanizadas todas a ver se tinham disco - tinham. A partir dali aquele boneco mudo não ficou, mas nunca mais chorou...
Imagem de perfil

De Charneca em flor a 25.03.2018 às 23:57

Também brinquei na rua mas muito pouco. A minha mãe só me deixava ir muito raramente. Talvez porque numa das vezes que fui, parti a cabeça.
Imagem de perfil

De Fátima Bento a 26.03.2018 às 09:45

Isso também faria a minha mãe não me deixar brincar na rua... eu nunca parti a cabeça na vida!
E eu era tudo menos maria-rapaz. Era daquelas que têm um autocolante na testa a dizer: puxem-me os cabelos, levantem-me a saia, chateiem-me que eu choro... a verdadeira chóninhas...

Opiniões, ta-taus, miminhos... AQUI!



Mais sobre mim

foto do autor



cinq.JPG

 


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Instagramem-me:




Leitura do momento

fogo.png

 


bloglovin1.jpg

 


Sigam-me aqui: