Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

12
Jun18

Como tirar o máximo partido de uns dias em Londres

Fátima Bento

Uma amiga está a planear uma viagem a Londres e pediu-me dicas. Sendo que já lá fui algumas vezes, a última das quais à turista - e a próxima vai ser assim novamente - aqui apresento sugestões do que fazer se vai passar uns dias a Londres...

 

tower-bridge-homepage-image (1).jpg

 

 

Como deslocar-se:

 

Antes de mais nada, veja o preço dos transportes. Aqui, no site dos Oyster cards pode comprar o cartão-passe pré carregado para os dias que vai passar na cidade, com acesso a todos os transportes indicados. Tenha atenção: os transportes são MESMO caros em Londres, pelo que é de considerar um alojamento o mais central possível, e caminhar... não se esqueça do Google Mas (ou o Here we go, por exemplo), e se não quer gastar dados, descarregue o mapa da cidade e use offline. 

Tenha também instalado a app Uber, que às vezes vale mesmo a pena...

 

20160423_091212.jpg

 

O que ver:

 

Depende do que procura. Eu aconselho vivamente fazer um tour à cidade num autocarro turístico - recomendo a Original Tours não só porque foi a que usei, como porque estive a pesquisar as outras na net e esta continua a parecer-me a mais interessante e mais económica. Inclui um pequeno cruzeiro no Tamisa, e tem vários percursos que se podem escolher no mesmo dia, sendo um deles o circuito turístico - que abrange a zona do London Eye, Tower Bridge, Tower of London, as praças mais conhecidas - Picadilly Circus, Trafalgar Square, etc. - outro o circuito cultural, que faz o tour dos museus... e outros. É consultar o site - e comprar os bilhetes online, já que fica francamente mais económico...

 

Se quer ir ao teatro, ver uma peça ou um musical, aqui pode ver o que está em cartaz e comprar antecipadamente. Se preferir, pode comprar in loco no West End, e fazer figas para que estejam a distribuir, na rua, cupões de desconto da peça que tem debaixo de olho - é prática comum, mas também conta o fator sorte...

 

E turista que é turista vai ao Madame Tusssads (eu irei, definitivamente, na próxima vez que lá estiver), e junta-lhe o London Eye, o London Dungeon... bom, tem várias opções aqui - e vale a pena, quanto mais não seja, o 1+1...

 

E se estiver em Londres num sábado dê um pulo ao famoso Portobello Market (e vale a pena visitar o site...) - vai ver que não e arrepende... é toda uma rua (e não apenas a loja da foto) em que tem lugar um mercado que vai das antiguidades - pelo que é mais conhecido - à cozinha de vários pontos da Europa. Chegue cedo, que às 16:00h começam a arrumar - e o mercado tem muito para ver.

 

20160423_152403.jpg

 

Onde comer

 

Isso agora... a restauração em Londres pode "comer-nos" uma fatia considerável do orçamento... há, no entanto tudo o que é fast-food, com preços aproximados aos que pagamos aqui - mas com o simbolo £ em vez do habitual €... e pela sua sanidade mental não faça a conversão: pense em libras e deixe-se ir. Se quiser, faça logo à partida a conversão do orçamento total da viagem em libras e pense nessa moeda a partir daí. 

Tem os pubs - mas não pense que são mais económicos que os restaurantes... e a comida não é lá essas coisas...

Para almoços tem os EAT, os TGIF, e como já referi, os fast food McDonalds, KFC, Burger King... Para o jantar, se quiser algo mais cuidado, há restaurantes indianos com fartura, e italianos com muita qualidade. Depois se quer gastar um pouco mais há os Jamie's Italian, e mais uns quantos a experimentar... eu passei os dias de italiano em italiano, mas agora iria a um indiano, a um grego... foi jogar pelo seguro, já que gostamos mesmo de cozinha italiana. Mas abra o google e veja as reviews (e os preços) ou arrisque...

 

IMG-20160424-WA0009.jpg

 (aqui, num Ed's Diner perto da imperdível M&M's World, logo ao lado de Piccadilly Circus)

 

 

Onde ficar

 

Para poupar em transportes, fique em Londres Central... da última vez fiquei em Paddington e fizemos a maioria dos percursos a pé - inclusive para Notting Hill (que não é perto, mas fez-se bem). Logo no dia em que chegámos percorremos Oxford Street (e andámos que nos fartámos que aquela coisa é loooonga!!!!)

Por isso vá ao Booking e ponha no motor de buca Paddington (se quiser ir por mim) ou London (há uma serie de hoteis com preços simpáticos - mesmo agora vi um Prince William Hotel, em Westminster, em que quatro noites custavam pouco mais de 500 euros. Não reparei se o pequeno almoço estava incluído - mas habitualmente é à parte... e merece o preço que custa. No hotel onde fiquei (na foto) o pequeno almoço simples (bastante completo, mas sem quentes à exceção das bebidas) custava £7 e valia mesmo a pena - em comparação com tomá-lo na rua...

 

20160425_120600.jpg

 

O que eu acho que tem mesmo de ver: 

 

Da primeira vez que fui a Londres - e não "turistei" - só me senti mesmo em Londres quando vi o Big Ben. Foi tipo levar uma marretada, que até chegar ali, tirando a língua, era quase não saber onde estava (estava em Stoke Newington, onde fica um parque que amei de paixão, o Abney Park Cemetery, o cemitério mais vivo que conheci, onde se faz jogging, se passeiam os cãozinhos, ou apenas se vai ler...). Portanto, quando fui ao Southbank, senti-me realmente em Londres. Estamos ao lado do London Eye, em frente ao Big Ben e às casas do parlamento, e aqui decorre sempre um festival cultural de rua (estive ali num fim de semana) e... é mesmo Londres!!!!

 

Portanto, o Southbank é O local!

 

Também Picadilly Circus é incontornável. Conhecida pelo painel luminoso, conta também com a estátua do Cupido e é um bocadinho o centro de Londres... pertinho tem a M&M's World. uma mega store que é de visitar porque parece impossível criar tanto a partir da ideia dos chocolates que derretem na boca e não na mão...

 

E já agora sugiro um local onde ainda não fui: Covent Garden, onde pode passear, fazer compras e comer - e garanto que da próxima não escapa...

 

Se gosta de ver montras, vá ao Selfridges de Oxford Street, a maior loja de departamentos do Reino Unido (e da Europa) e passeie-se lá por dentro, mesmo que não compre nada. O mesmo é válido para o Harrod's em Knightsbridge. E tenha em conta que se não comprou nada no Selfridges aqui também (ou sobretudo) não puxará do porta moedas...

 

Eu, que gosto de museus, recomendo o obrigatório British Museum (bem visto é pelo menos um dia inteiro) e os Tate - há ligação por barco, gratuita, entre os dois, o Modern e o Gallery. Mas o que não falta em Londres são museus - de entrada gratuita!

 

E para encerrar este post que já vai longo, espreite aqui o guia de London on a budget, e fique com este video que provávelmente o vai esclarecer mais de que todo o post...

 

 

Boa viagem, Bárbara!

8 comentários

Comentar post

Sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

A ler agora

heartf.JPG

 

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Sigam-me aqui:

Bloglovin.JPG

 

Instagramem-me:

Aqui e agora