Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

05
Abr21

Acordar

- desafio tramadinho da nossa abelha mais querida

pexels-photo-7315259.jpeg

 

Acordo. Olho com os olhos da alma para tudo à minha volta, com um sorriso no rosto. A calma assalta o caminho traçado por sonhos, sinais, histórias por outros contadas, amor manso na cama macia. A vida aproxima o amor, sou agora una comigo própria, sol, lua, mar, fogo, tudo vou colocar no livro da vida. Da minha vida.   

  

Agora, os jardins proibidos dominam os fantasmas, dançam nas ruas concubinas, palhaços, bobos, há jogos partilhados por anjos, muitos, mas não consigo contar quantos são. Brilhos iluminam um obscuro passado, o sol voltando a brilhar na manhã tranquila. 

 

A Ana de Deus encomendou esta pérola ... era pedido um texto de até cem palavras, sem usar a letra 'E'... nunca pensei que fosse capaz - juro! É que além de não poder usar 'de', 'que' e o 'e', que fazem tanta falta, ainda tinha o teto de cem palavras, o que para mim é um espirro, já que quando começo a escrever, como todos sabem, o céu é o limite, ou quase. Mas aí está o resultado: não tem um único 'E', e tem precisamente 100 palavras 

 

Os Desafios da Abelha são assim! Se ainda não conhecem, espreitem que vale a pena. E este desafio tramadinho está lançado até dia quinze - participem!

 

13 comentários

Comentar post