Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

... e 'mái nada!

... e 'mái nada!

Férias numa palavra: "CULTURA", primeira semana

(sim, com aspas)

 

Eu disse que este ano não levaria um livro, só revistas. Pois que levei um saco cheio (porque é que sou tão exagerada?): para o marido foi a Courrier, a Visão e a Men's Health. Para mim a Biba, a Activa, a Máxima, a Marie France, a Hors Serie da Psychologies francesa - com testes e afins, a Santé e a Top Santé.

 

E (prontx) levei um livro, não fosse dar-me a vontade: o Ove, que andava a poupar... e no qual não peguei.

 

Aliás pegar, peguei na Máxima - num dia em que a temperatura esteve um nadinha mais baixa e tempo enevoado; peguei na Activa noutro dia e consegui ler a crónica da Catarina Fonseca e a do Rodrigo, mas a entrevista com ele ainda está para ler. E andei com a Biba atrás quarto-piscina a semana toda e não passei das últimas cinco paginas (foi, comecei a ler do fim...). Mái nada.

 

Já o Ove em que não toquei... tocou o Victor. Leu-o num instante e, claro, adorou - por isso valeu mesmo a pena ter levado o livro!

 

No terceiro dia, tivemos wi-fi - o que quer dizer que tivemos Netflix!

Vimos assim duas series policiais britânicas, Broadchurch (1ª temporada, e se não quiserem ver as quatro, o último episódio da primeira dá um closure 5 estrelas) e London Spy, porque não estávamos de todo virados para filmes - isso ficaria para a segunda semana.

 

series.jpg

 

A minha banda sonora: carreguei o MP3 com música até não caber mais mas - CLARO! - só ouvi um álbum, em loop - foi Divide do Ed Sheeran (que continua em loop até hoje...)

 

Pormenor: este ano tivemos televisão no quarto: mal chegávamos da piscina carregávamos no on... nos canais de rádio. Como eu sou gaja de hábitos, dá-lhe Smooth FM!

 

- e agora já entenderam as aspas em cultura, no título do post?

 

6 comentários

Comentar post