Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

20
Fev18

Fui à janela!

Fátima Bento

Vocês não imaginam a confusão que me fazia pensar nos bichanos do quintal enquanto estava na cama... eu sei que há mais pessoas a dar-lhes de comer, que eles não passam fome (nem pouco mais ou menos). Mas eu só pensava que eles não me iam reconhecer... é que a febre fez-me perder completamente a noção do tempo. Foi uma semana, mas podia perfeitamente ter sido um mês.  

 

Quando me sentei aqui na sala pela primeira vez depois dos dias infinitos na cama, o Victor perguntou-me se eu queria o pc - que estava no quarto - e eu que não, e deixei-me estar com um sorriso pateta a olhar para cada detalhe da sala que conheço de cor e a observá-lo. Só isso. 

 

 

Ontem já lhes fui dar de comer. A uma hora que não estava frio, empastelada dentro do pijama e do roupão apertado até ao queixo. Espreitei, antes de abrir a janela, e não vi nenhum, mas abri na mesma. Saíram de dentro da casota num atropelo de ansiedade e saudades (falo por mim), cinco. Juro que esta é grandinha, mas não tão grande, tanto que o último a sair vinha todo azamboado a abanar a cabeça, quase a cair de atordoado (devia estar em baixo dos outros, eheheh - tão má!).

 

E foi a doideira. Toda a minha gente miava em cumprimento - habitualmente o Bebé mia, a Bolinha Preta também mas os outros esperam... qual quê! Era um coro desafinado de aquecer qualquer coração!

Ele era "gente" a subir pela parede como que a pedir festas - o Bebé pediu e levou, mas os outros ficam mais inseguros. Comeram o paté, enchi as duas caixinhas com ração e vim para dentro, depressa, para não apanhar frio.

 

Mas hoje, que a temperatura está tão agradável, já me pude lambuzar mais um bocadinho! O meu rapaz subiu e veio dar-me mimos à janela. Os outros quatro (são sempre cinco e o que falta nunca é o mesmo...) ronronavam, fechavam os olhinhos, faziam a dança de se esfregarem nas pernas, mas como as pernas estavam dentro de casa, esfregavam-se na parede. Dei de comer pelo nome (é tão giro!), com calma. A tarde hoje está quentinha, ensolarada e tão bonita! Quando enchi as caixas, três meninas, já de barrigota cheia, afastaram-se e foram para o solinho. O Bebé e a Olhinhos Azuis (a.k.a. Oínhos) ficaram perto de mim, que me deixei ficar na janela a sentir os cheiros da rua e a falar com ambos. Depois finalmente vim para dentro, tirei um café e vim para a sala. A respirar mal e porcamente, mas quentinha de tanto carinho e de um dia tão bonito.

 

A ver se amanhã não me esqueço do telefone, para tirar umas fotos... por isso fiquem com uma já com uns meses em que estão os seis...

 

esta1.JPG

 Da esquerda para a direita: Oínhos, Princesa, MiniMe, Bolinha Preta, Bolinha Branca (o segundo macho) e o  empoleirado... é o Bebé, off claro...

 

10 comentários

Comentar post

Sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Leituras do momento

1507-1 (1).jpg

 

Cartas-da-Toscana.jpg

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Sigam-me aqui:

bloglovin1.jpg

 

Instagramem-me:

Aqui e agora