Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

... e 'mái nada!

... e 'mái nada!

Kevin Spacey caíu do armário abaixo: hipocrisia e inveja, um conto de dois defeitos...

Ora sábado caiu o carmo e a trindade.

 

rs_1024x759-171029202301-1024.anthony-rapp-kevin-s

 

O senhor da esquerda, Anthony Rapp deu uma entrevista ao site Buzzfeed a contar que foi assediado por Kevin Spacey há 30 anos atrás, quando Spacey tinha 26 anos e Rapp... 14. Isto surgiu em sequência do caso Weinstein, que criou a celeuma que todos conhecemos e deu origem à ashtag #metoo; a partir daí tod@s os que foram assediados durante as suas carreiras vieram a público denunciar os predadores sexuais que @s assediaram. 

E Rapp chegou-se à frente e denunciou o ator de (entre tanta coisa) House of Cards.

 

maxresdefault.jpg

 

 

Ora é impossível ficar impassível (não sei se esta é uma frase memorável, se apenas parva) ao facto de KS ser, aparentemente mais um predador sexual. E sendo fã absoluta do mesmo, fiquei abalada e desencantei montes de desculpas para o mesmo. Mas se é verdade o que Rapp conta, shame on you Kevin Spacey!!!!

 

Este apresentou publicamente - ou seja tweetou - um pedido de desculpas ao ator que o denunciou, alegando não se lembrar do sucedido, e aproveitou para acabar com o secretismo em relação à sua vida privada, assumindo a sua homossexualidade.

Tudo no mesmo tweet - o que foi uma péssima ideia... 

 

 

Penso eu que toda a gente sabia que Kevin Spacey é homossexual. Mas uma vez que ele nunca o tinha assumido - escusando-se a responder a perguntas sobre o assunto com respostas como "que eu saiba ainda não abdiquei do meu direito à privacidade..." - o tweet caiu mal na comunidade LGBT, já que passa a ideia que se não tivesse sido denunciado, manter-se-ia confortavelmente dentro do armário - que no caso dele é de certeza um walk in com espaço para estacionar meia dúzia de automóveis de luxo. E sim, esta frase era uma piada.

 

 

Vai daí, o mundo do show bizz enlouqueceu. Ele há os do mesmo meio que apontam o dedo (e ele é um alvo tão grande que até devem fazer fila...); ele é a comunidade LGBT a gritar j'accuse! e somos nós a assistir a isto sem saber bem o que pensar...

 

Uma coisa é certa: as festas regadas a álcool e drogas em Hollyood não são mitos urbanos. As coisas com toda a certeza descontrolam-se muitas vezes. Se isso justifica o comportamento do ator? A resposta é um redondo não. Assim como redondo é o não em relação a um incidente não fazer dele um predador, pelo menos enquanto não aparecerem mais relatos fidedignos. 

 

Agora, é lamentável se tudo isto for um aproveitamento descarado. Eu nunca tinha ouvido falar em Rapp e neste momento o que não falta na net são artigos com o perfil do mesmo... as ofertas de trabalho devem começar a chover. 

 

Vamos esperar para ver... mas nada está claro. De todo.

 

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.