Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

Leituras e visionamentos...

07.07.14 | Fátima Bento

Hmmmm...olho para o editor em branco e hesito... afinal vou escrever sobre quê? Outra vez sobre livros? Não li muito mais desde a última vez que aqui falei do assunto; li o 'Reencontro em Barcelona' (o pior da Elizabeth Adler até agora) e 'The wrong man', do John Katzenbach que, ráismapartam, foi o pior que li dele, e já li bastantes... 500 paginas, praticamente uma semana - irra que foi uma semana e tanto, ishhhh! No sábado comecei 'Viagem a Capri', da mesma E.A., e acabei-o ontem (sim, dois dias). Salvou-me os últimos sete dias - uma fantasia cor-de-rosa bem montada como a autora costuma fazer. Não entendo o 'espalhanço' em Reencontro em Barcelona, mas está bem, whatever...

Hoje quando me deitar vou começar outro, mas ainda não decidi qual. Tenho uns quatro à espera no reader, tenho um na 'Indigo' à espera de ser comprado (pois, do Katzenbach...) e dois da EA a estrear. Depois tenho 'O Centenário que fugiu pela janela e desapareceu', do Jonas Jonasson, o 'Café Amore', da Nicky Pellegrino, 'Vidas estilhaçadas', de Bernardine Kennedy (acho que vou tirar este da lista), mais 'A vida secreta de um mãe desleixada' (está-me a soar bem...), de Fiona Neill, 'Depois de tu partires', da Maggie O'Farrel, 'Mensonges sur le divan', do Yalom, e 'L'appel de l'ange', do Musso, que comecei aí há um ano e larguei, e 'The cradle will fall' da Mary Higgins Clark.

{Mas sim, logo começo 'A vida Secreta de uma mãe desleixada, está a parecer-me divertido, que é o que privilegio na leitura neste momento}.

Estou tão ou mais silly que a estação, eheheh.

De resto, também tenho visto cinema. Ontem vi o 'The Lego Movie', e adorei. Fui uma criança 500% Lego - era capaz de passar tardes inteiras de volta das peças, a inventar, e guardava o secreto desejo de ir à Legoland quando crescesse. Nos primeiros dez minutos do filme foram só ohhhh's e ahhhh's que se ouviam da minha boca. Às tantas entrei no filme e parei de e concentrar tão completamente nas pecinhas.

Tenho visto muito mais, e, engraçado, guardo na memória um filme que vi precisamente uma semana antes, 'Only lovers left alive',que é muito diferente de tudo o que tenho visto e que tenho a sensação de não ir esquecer tão cedo. A cor desbotada, meio sépia, o facto de ser um filme com vampiros sem ser, de todo, um filme de terror... interessante, mesmo muito.

Recomendo.

3 comentários

Comentar post