Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

(Nem tudo) São rosas, senhor!

24.08.18 | Fátima Bento

Ando desaparecida, e penso que a explicação lógica seja está de férias

 

Pois que não, tenho estado com uma valente crise depressiva; 2018 tem sido muito difícil em tantas vertentes, e este ano nem nas férias conseguimos relaxar - os dois, não fui só eu! Voltámos mais cedo, e com o arrastar dos dias dei comigo no fundo do poço.

 

Pois sim que já o conheço bem, e sei que o caminho é só para cima - no entanto há aquela vontade masoquista (ou de auto preservação?), de ficar lá no fundo, deitada de costas, a deixar o dia suceder-se à noite no buraco cá no alto. Mas um dia a gente começa a trepar e sai - ou pelo menos põe a cabeça de fora.

 

Entretanto, deitada com as mãos atrás da cabeça a ver as nuvens que passam naquele recorte redondo de azul do céu, penso, repenso, ponho muita coisa em perspetiva. Entre tanta coisa, este cantinho; continuo, não, faço outro, deixo-me destas lides (no can do bucaroo!)? Crio rubricas semanais, novas, para não me perder em meio aos meus pensamentos caóticos...está tudo em aberto. E claro que ainda me não esqueci das BIG 5-0, as cinquenta perguntas que me fizeram e que VOU responder - vá, concordem comigo, ao fazer 51 consigo muito melhor responder a perguntas como - como é ter 50 anos?, uma vez que já levo um ano deles em cima!

 

Portanto este tem sido um período que mistura angústias com questões de maior e somenos importância. A amálgama de pessoa que para aqui vai, minha gente! Mas o caminho faz-se andando, e qualquer dia a cabeça espreita do buraco - e o resto  sai em seguida. Porque não pode ser de outra maneira.

 

04e107dee3da94dc5ef59609d2bb5d4a.jpg

 (via)

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.