Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

26
Mar21

Porque eu Posso #16 - Texto da Ana de Deus

7 anos de porque eu posso

pexels-photo-1405520.jpeg

 

"quando sai da casa onde cresci, fui sozinha construir a minha vida a trezentos quilómetros de distância. tinha vinte e seis anos. senti uma certeza inabalável de que era o passo certo e nunca a questionei. a minha mente estava serena. continuo segura de que tudo tinha de acontecer como aconteceu. estou infinitamente grata por tudo. mesmo pela minha desordem esquizoafectiva se ter revelado quando eu tinha trinta e oito anos. eu acredito que a Vida cuida sempre. acredito, por experiência, que todas as vezes que peço ajuda ela manifesta-se. raramente é o que eu estava à espera, mas é o melhor para todos. para mim, acreditar que posso, são saltos de fé."

 

E será tão bom, Ana, ter essa certeza no coração, essa esperança que te enche a alma e te apazigua nos momentos menos bons... muito obrigada pela partilha 

 

Por aqui andaram, nas últimas quatro semanas, os textos daqueles que decidiram festejar os sete anos deste blogue. Além deste, da Ana De Deus, foram publicados textos da Bii Yue, da Célia, da Charneca Em Flor, da Cristina Aveiro, da Isabel,  do João-Afonso Machado, do José da Xã, da Maria Araújo, da Marta, da MissLollipop, da Rute, do Último, e da Rita Pinto, da Inês (via FB) e da Helena (via FB). 

 

Depois dos contribuitos de todos acho que devo também dar o meu, por isso na próxima segunda feira publicarei o meu texto sujeito ao tema porque eu posso.

 

Para todos, um excelente fim de semana 

 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Fátima Bento 26.03.2021

    Igualmente, Rute, tudo de bom


  • Comentar:

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.