Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

... e 'mái nada!

... e 'mái nada!

Porque eu Posso #5 - Texto da Cristina

Giveaway dos 7 anos do blogue

pexels-photo-3975677.jpeg

 

Não quero agora escrever sobre pessoas que não sejam boas, neste mundo das letras não quero que haja maldade, e vai ser assim, porque eu posso!

 

"Quero continuar a escrever contos, receitas de cozinha, pensamentos alegres, tristes, sérios, tolos, o que me apetecer, porque eu posso.


A escrever sinto uma liberdade total, não tenho chefe, prazo, tutela, o que seja! Eu escrevo porque eu posso e como eu quero. Posso não escrever bem, mas isso que importa se ainda assim eu tiver prazer nisso? Posso tentar escrever mais e melhor, ou então escrever pouco e devagar.


Quero escrever coisas que ainda não sei, coisas que vão acontecer e que me vão levar a imaginar outras num rodopio imparável que é a vida a acontecer e o indomável e veloz pensamento a galopar. Vou regalar-me a inventar fantasias de mundos imaginados onde tudo é possível, desde prédios que andam, a vacas que voam, a pássaros que vêm da lua e a peixes que andam pelos bosques, e tudo isto porque eu posso. Que ninguém se atreva a impor regras, muros ou portas nesta vontade de fazer diferente do que há e do que está à nossa volta. De repente, pode não haver gravidade e passamos a levitar e não há peso, ou as pessoas começam a mudar de cor quando andam por aí como os camaleões.


Quero escrever sobre as pessoas, o que sentem, o que fazem, ou faziam no passado. Não quero agora escrever sobre pessoas que não sejam boas, neste mundo das letras não quero que haja maldade, e vai ser assim, porque eu posso!


Quero escrever sobre as perguntas do como e do porquê que me enchiam a cabeça quando era pequenina. Queria saber como eram feitas as coisas, como funcionavam os motores, as fábricas, a eletricidade, os aviões e como viviam os animais e as plantas aqui e em lugares distantes. Vou escrever sobre estas coisas, vou falar do que aprendi e aprender mais, porque eu posso.


Vou escrever para as crianças para usar as histórias como forma de lhes transmitir valores de amor à Terra, às pessoas e aos animais.

 

Quero usar a escrita para deixar o Mundo um pouco melhor do que o encontrei, porque eu posso".

 

Não posso deixar de agradecer à Cristina o belo texto que escreveu, em que a criatividade andou de mãos dadas com a felicidade e a alegria, com muito otimismo à mistura. 

 

E amanhã - amanhã quem será? Passem aqui e venham ver, logo de manhã!

 

Até amanhã 

 

A Ana De Deus a Bii Yue, a Célia, a Charneca Em Flor, a Cristina Aveiro, a Isabel,  o João-Afonso Machado, o José da Xã, a Maria Araújo, a Marta, a MissLollipop a Rute, o Último, e a Rita Pinto, mais a Inês (FB) e a Helena (FB) , aceitaram este desafio. Acompanhe a publicação dos textos dos participantes aqui e no blogue do autor do texto, às segundas, terças, quintas e sextas de manhã. 
 
 

11 comentários

Comentar post