Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

30
Dez14

Revista do 2014 pelos meus olhos

Este ano consegui fazer uma coisa inédita: reduzi o número de carateres de cada post, o que é obra: no "dona de casa" era cada testamento... mas fazer uma resenha do melhor do ano é impossível de resumir como gostaria, e isso é um facto.

Por isso a ver o que para mim foi o melhor deste ano que 'caminha para o pôr do sol':

  • O melhor filme do ano, é dificil de decidir... perco-me no colorido de Hotel Budapest, na criatividade de Interstellar e na 'perfeição'de Gone Girl/Em parte incerta. Escolho o último porque o argumento e a produção são assinados e endossados pela autora, o que resulta numa das melhores adaptações de uma obra escrita ao cinema que vi (e claro, em 2013 adorei o livro);

    PicMonkey Collage.jpg

  • Mais de que um melhor livro do ano, entrou-me pela vida dentro um novo autor que me arrebatou desde a primeira pagina do primeiro romance que li: Carlos Ruiz Zafón. Dele li O Jogo do Anjo, A sombra do vento e estou a meio do Marina (os url's levam ao site oficial do autor, pelo que as explicações dos livros estão em castelhano, mas são super completas, vale a pena espreitar);

    PicMonkey Collage1.jpg

  • A melhor série de TV - que descobri em 2014, foi Rectify, uma produção Sundance. Sinopse: acusado de violar e assassinar a namorada, Daniel Holden é preso aos 18 anos e condenado à pena de morte. 19 anos depois é libertado porque as provas de ADN se revelam, à luz ds avanços da ciência, inconclusivas. No entanto, a acusação continua a procurar provas incriminatórias, e a querer fazer confirmar a valência da primeira acusação. Por outro lado (o mais interessante), vemos alguém que esteve no corredor da morte - i.e. em solitária - durante 19 anos, a tentar incorporar e aceitar a liberdade, adaptando-se como consegue à mesma. Numa palavra: MA-GIS-TRAL.

    transferir.jpg

  • O melhor álbum: Symphonica, live de George Michael. Porque gosto muito do talento deste senhor, e pela surpresa. 

    GM.png

No próximo post analiso 2014 de forma pessoal. Por agora é só.

Bacci.