Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

02
Out18

BIG 5-0: tardo mas não falho!

Fátima Bento

Há um ano atrás pedi para me fazerem 50 perguntas para os meus 50 anos.

 

E fizeram.

 

E eu andei um ano, 365 dias, a ponderar, respondo uma por post... faço respostas longas... respostas curtas... o que é que eu respondo a esta (sendo esta, várias)... valhamosanto - e a paralizar. A meio do ano decidi que nada como dizer o que é ter 50 anos um ano depois de os ter feito: é como responder se a agua está boa NÃO quando estou a entrar, MAS ao sair!

 

Por isso, com os agradecimentos a todos os que me fizeram questões, inicio aqui as respostas, sendo as primeiras não pela ordem como me foram feitas - escolhi responder a dez perguntas de dez pessoas diferentes. Nos proximos blocos, a coisa será, provavelmente, diferente... ou não..

 

Então aqui vão as dez primeiras!

 

 01.Neste meio século de vida, quais foram as aprendizagens mais importantes que fizese acerca da vida? (PP)

Que tudo tem solução, que os momentos difíceis são finitos, e hão-de chegar dias melhores. Aprendi que devo seguir mesmo o meu instinto. E definitivamente, não existem verdades absolutas…

   02.Assim à guisa de resumo de meio século, o que te falta fazer? (happy)

Tanta coisa! Acho que faltam fazer mais coisas que as que fiz até agora… olha, ser avó!

Ai, tanta coisa! Faltam-me fazer coisas que ainda vou descobrir, porque descobrimos coisas a nosso respeito todos os dias!

   03.Se fosse possível, voltavas atrás? (David)

Nem pensar. E não estou a fazer uso daquela frase (de treta) que é costume dizer, não mudava nada porque isso faria de mim uma pessoa diferente, e gosto de mim assim… nada disso. É mesmo porque há muito no atrás que eu não gostava de voltar a passar, mesmo sabendo o que sei hoje…

“O passado ficou atrás, o futuro há-de vir,e o que temos é o agora, é por isso que lhe chamam presente” (não sei quem disse mas é verdade, verdadinha).

 

   04.O que é que tencionas deixar totalmente para trás nesta nova etapa? (Mula

O passado, que já ficou lá atrás – mais fácil dizer que fazer. Mas estou a tratar disso, dar por encerrados projetos meio abertos, a seguir direto para o arquivo morto (isso ainda existe?)

 

   05.Qual a maior lição de vida que aprendeste ao longo destes 50 anos? (Chic)

Que sei tão pouco! Que não tenho direito de fazer juízos de valor porque nunca – NUNCA – estou na posse de todos os factos. E mesmo que esteja, não sou o outro, com todas as condicionantes que a vida lhe infligiu.

Ai, Chic, foram, e vão sendo, tantas!

   06.Se tivesses que escolher um, e apenas um, cosmético para usar durante o resto da tua vida qual seria? (abordar sff a marca, zona para onde ele é destinado e outros detalhes pertinentes) (Triptofano)

Eu sei que já respondi a esta pergunta com um protetor solar da La Mer, mas per’aí!

Partindo do princípio que me passa esta preguiça de me besuntar, e que fico fã desses miminhos todos, achas que me contentava só com um? Ora seria o champô, o condicionador, a máscara capilar, o desmaquilhante, o sérum, o contorno de olhos, o hidratante, o óleo, o protetor solar, a espuma de duche (da Rituals), o creme corporal, o deo, o spray para a pele e tecido - igual à linha de duche - o creme para os pés, o creme para as mãos, o esfoliante, a máscara facial, o balsamo labial…

Querias tu substituir tudo isto por UM produto????

 

   07.Se tivesses nascido e vivido noutro país, qual teria sido para ti o sítio "ideal"? (desarrumada)

O Canadá. As pessoas são tão friendly que acho que me ia sentir em casa…

   08.Quais as coisas que mais gostaste de fazer ao longo destes 50 anos? (Célia)

Todos os dias têm coisas boas, temos é de as encontrar.

Assim de chofre: gostei (muito) de ir à Disneyland com a minha família. Gostei de tirar a carta e conduzir todos os dias (ou quase) desde aí. De ter passado os últimos dias da vida do meu pai junto a ele. Mas isto são gotas de areia numa praia com um areal imenso…

 

   09.Sentes o peso dos 50? (cheia)

Então não? Sinto eu e a balança…

 

   10.Qual a canção que mais tempo te acompanhou? (mami)

Mais tempo… acho que terá sido o How Deep is Your Love, dos Bee Gees. Ainda hoje oiço com prazer… a versão que me apaixona agora é esta

 

Daqui a uma semana publicarei as dez seguintes... me aguardem 

 

B'jinhos, e mais uma vez, obrigada a todos vocês!

02
Out17

OLÁ 50! CHEGUEI!

Fátima Bento

Deixem-me erguer o troféu: consegui chegar aos 50. Contra ventos e marés.

Por isso estou de parabéns -  pela perseverança e por tanto teimar. 

 

 

troféu50FB.png

 

E pergunta-me o João B. via FB, como me sinto ao chegar aos cinquenta... olha, com orgulho e esperança. E projetos. E garra. E, se me é permitido, pelo na venta, como diria a minha avó. Sinto que posso fazer pontaria e almejar a lua, porque sei que serei capaz de, se não a conseguir atingir, pelo menos agarrar muitas estrelas. 

 

Angela quer ainda saber como me sinto com estes fresquinhos e recentes cinquenta anos: pouco tenho a acrescentar ao que disse acima: mais te digo que são tão novinhos, que ainda nem sei bem... como a Joana, do blogue Marrocos e o Destino, inquiriu. à laia de desabafo, se me sinto com estes anos todos? Não minha querida, não sinto. Nem sei o que é, nem como podemos sentir um número. Porque cá por dentro sou a mesma, mas sinto que enfrentei o meu Adamastor e dobrei o cabo da Boa esperança.

 

Por isto tudo, Mami, chegar aqui é uma das coisas de que mais me orgulho no meu percurso. Porque para chegar aqui tive que derrubar muitas barreiras, algumas de pedra dura, mas por qualquer razão, nunca desisti de continuar, mesmo tendo quebrado algumas vezes.

 

Por isso sinto uma certa euforia. Sinto uma certa invencibilidade (que sei ser, em parte, um sentimento temporário).

 

E como quem é agraciado por um prémio costuma fazer, devo apresentar os meus agradecimentos a quem me ajudou a chegar aqui:

 

Agradeço ao meu marido por estar do meu lado durante os últimos quase 26 anos - contando-os a partir do momento em que começámos a namorar. De todo o suporte e apoio que tem dado e da paciência que tem demonstrado - eu às vezes valho por uma mão-cheia de Fátimas... é dose...

 

Agradeço aos meus filhos que de uma ou outra forma me ajudaram a ser quem sou hoje. Não seria eu sem eles, e gosto muito, tanto, bué daqueles dois!

 

Uma das pessoas mais importantes da minha vida foi o meu pai. Apoiou-me nos momentos mais difíceis, da melhor maneira que conseguiu, e deu-me todo o carinho do mundo até ao fim. Aí onde estás, obrigado pai! Dá uma beijoca à avó!

 

À minha irmã. Porque é a minha irmã, e eu adoro a minha irmã!

 

De uma forma retorcidíssima, a minha mãe também entra para o ramalhete: se não tivesse tido toda a influência nefasta da sua parte, eu não tinha conseguido florescer e tornar-me na mulher que sou hoje. Obrigado, mãe, embora não fosse a tua intenção, ó para mim aqui!

 

Finalmente, e numa categoria própria, obrigado Nuno Sacramento. Não fosse o trabalho que temos feito juntos e não estaria aqui agora, com esta força e dinâmica. Obrigada, do fundinho.

 

E - não, não me esqueço - a todos os que têm marcado presença aqui e deixado tanto carinho, tantas palavras ternas, divertidas, positivas. Vocês sabem quem são - não ponhas, em dúvida é DE TI que estou a falar... e de ti, de ti... de vocês.

 

Continuem daí que eu continuarei daqui. Porque fazemos um grupo tão giro!

 

E aogora: PARRRRTTTTTTYYYYY!!!!!!

 

 

Quando voltar - é já depois de amanhã - conto como foi a celebração... espreitem entretanto o instagram!

 

Obrigado a todos por existirem e fazer parte da minha vida.

MUITOS, MUITOS beijos!

 

Gosto TANTO de vocês todos! 

    

 

29
Ago17

Os meus cinquenta anos e onde vocês entram...

Fátima Bento

Minha gente, amigos, followers, gente que gosta de mim e me detesta, e tudo e tudo...

 

Aqui a gaiata faz 50 anos no dia 2 de Outubro. E está esfuziante - se já é uma maluca de primeira de cada vez que faz anos, este ano então nem se fala!

 

Além de gostar do número, redondinho (como eu) é meio século gentxe!

 

Por isso queria pedir a vocês que aqui passam com maior ou menor regularidade que me deixem uma (ou várias) perguntas que gostavam que eu respondesse, ali em baixo nos comentários. O ideal era chegar às 50 - era muito giro, não era? Eu ia respondendo e no dia D, publicava um post com as mesmas... o que acham?

 

Vamos nessa?

Posso contar com a vossa ajuda?

Please, please, please, please?

 

'brigados

 

(ainda vos vou voltar a chagar com este assunto... ai não que não vou!!!)

este.jpg

 

 Para quem quiser conhecer as perguntas feitas até agora, a lista encontra-se neste post!

Sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

...porque outubro é quando quisermos...

mini.JPG

 

Pesquisar

A ler agora

as gemeas.png

 

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Sigam-me aqui:

Bloglovin.JPG

 

Instagramem-me:

Aqui e agora