Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

27
Jul18

Assim de repente...

Fátima Bento

... a primeira coisa que me ocorre em relação à questão desta semana,

S30.JPG

 ... são queixinhas.

 

Há pessoas que, como diz o meu terapeuta, se lhes tirarmos os mimimis, ficam só as rodas e o volante. Queixam-se que ninguém se preocupa com elas e passam o tempo todo sozinhas, menos de cinco minutos depois de a porta fechar atrás de uma amiga. Que lhes dói isto ou aquilo, e deve ser qualquer coisa, não sei o que será. É uma dor, a mais das vezes provocada pela ansiedade de quem analisa o corpo dos pés à cabeça à procura de desconfortos...

 

Certo, a maioria das vezes é solidão - e tantas vezes daquela que nem uma multidão colmata. Mas se moem as pessoas que desejam perto com tantas queixas e tantos coitadismos, cada vez mais essas pessoas vão dar um passo atrás. Ou dois. Ou meia dúzia.

 

Também me aborrecem as pessoas que se está sol, ai, se está enevoado, ai, se está de chuva, ai... se não come tem fome, se come fica mal disposta... cruzes, para algumas pessoas viver é incómodo à brava!

 

- e não estou a falar de pessoas com patologias mentais; só mesmo de pessoas pica-miolos. Eishhhh!!!!

20
Jul18

As minhas manias e filmes favoritos

Fátima Bento

Ora cá estamos com o tag da sexta feira, e que falhei na passada semana, pelo que esta semana vou responder a duas questões, das semanas 28 e 29 (de 52). A saber:

S28.JPG

 

Hummm...

 

Tenho um jeitinho para me tornar indispensável que irrita... com o marido, o filho, os gatos. E, tirando os gatos, a dependência é mais psicológica - já sabem todos que não sou muito dada ao que tenha a ver com a casa, não sabem? E depois admiro-me(!!) quando quero ir de férias e fico de coração nas mãos porque tenho de deixar a gata fragilizada com o pikeno, durante 6 dias, e fico cheia de medo que ela desista de viver por eu não estar aqui... a sério, quero mesmo deixar de provocar este efeito nos outros, mas a vinculação que fiz ao pequeno Ippo mostra-me que é mesmo de mim... grrrr...

 

Não gosto de simetrias, as coisas demasiado certinhas irritam-me. Mas gosto de assimetrias gritantes, não aquelas que parecem resultado de desleixo... 

 

Sou perfecionista, e considero o perfecionismo um enorme entrave ao crescimento de qualquer um; se não posso fazer perfeito, não faço, soa familiar? Não? Nem sabem a sorte que têm...

 

Haverá mais, mas estas já chegam...

 

Sugestão de leitura: Em Busca da perfeição, de Tal Ben Shahar, dos melhores livros de psicologia positiva/desenvolvimento pessoal que li até hoje...

 

S29.JPG

AKA, os filmes que vi mais vezes até hoje - se vi muitas vezes é porque me disseram algo com veemencia, não é?

 

Então, o TOP 5 é:

 

     - O amor acontece/love actually - adoro tudo neste filme. Tudinho.

     - Dá tempo ao tempo/About time - do realizador (e autor) do primeiro... o que eu já chorei com este filme! Ternura em estado liquido... 

     - O diário da princesa/The princess diaries - os dois. Gosto do debut oficial da Anne Hathaway, e a Julie Andrews é a Julie Andrews... o que me leva ao

     - Musica no coração/The sound of music - o filme que vi mais vezes na minha vida toda. A minha mãe adorava e como não havia streaming, Blu ray, VHS ou Betamax, arrastava-me para o cinema! A minha primeira memória é vê-lo no cinema Tivoli (sim, o actual Teatro Tivoli BBVA era um cinema...), era eu bem pequenina - não sei em que data estreou cá, mas o filme é de 1965 (!!!) e eu nasci em 67.

     - The greatest showman recente, mas com direito a entrada direta. Um filme que me agarra inteira de cada vez que o vejo. Tão, tão bom!!!!

 

Menção honrosa

Pela quantidade de vezes que o vi, com amigas, sozinha e com as minhas sobrinhas - e mais tarde com a minha filha: 

     - Grease, um filme com uma mensagem meio sexista, mas que tem fundalmentalmente a ver com as dores de crescimento... foi o filme da minha adolescência, e sim, levei a vida toda a achar que a Sandy não tinha de mudar para agradar ao Danny, mas agora acho que a Sandy muda porque percebe que tem de deixar a Good Girl para trás e crescer... teorias...

 

E pronto, como vêem, musicais é comigo... 3/6! 

 

E vocês, quais são os filmes que vos acodem à memória como sendo os que vos falam ao coração?

11
Jul18

É que me esqueci...

Fátima Bento

O tag das sextas feiras, na última, passou-me. E até agora estava alojado algures no oblívio, que é um lugar onde encontramos todos os tipo de coisas... por isso, vamos lá pôr isto mais ou menos em dia antes que chegue a o último dia desta semana...

 

E a pergunta era

 

S27.PNG

 

Como 27 e o número da pergunta, vou partir do principio que não me estão a pedir para sugerir igual número de coisas...

 

Assim que me ocorram:

 

esplanar

praiar

piscinar

passear

piquenicar

descansar

ler

nada

 

 

Acho que não são precisas explicações ou adendas, não é?

 

Neste TAG participam para além de mim, a Happy, a 3ª face, a Ana, a Ana Paula, a Catarina, o Carlos, a Carlota, a Charneca em Flor, a Daniela, a Desarrumada, o David, a Gorduchita, a Hipster Chic, a Isabel, a Mãe A, a Mariana, a Maria Mocha, a Marquesa de Marvila, a Mimi, a Paula, oP.P, a Sweetener, a Sofia, a Tatiana, a Tita e o Triptofano 

(nomes ordenados alfabeticamente)

Espreitem o que cada um de nós vai respondendo ao longo do ano também podem espreitar pelo tag  52 semanas

30
Jun18

Profissão alternativa?

Fátima Bento

S26.PNG

 

A minha profissão, nos últimos vinte e poucos anos tem sido mãe a tempo inteiro. Não me arrependo da opção que fiz, mas não recomendo: eles crescem e o que fica é uma sensação de vazio... 

 

Não sei, honestamente, responder a esta pergunta... fiz tanta coisa antes... quis ser modelo e fui, até tirar o curso de design de moda, depois tive um atelier e uma loja, mais uma escola de manequins. Fui assistente de bordo. Trabalhei numa loja de decoração, envolvi-me em Associações de Pais, na concelhia, na distrital e estive nas listas para a nacional, quando atirei a toalha ao chão. Fiz formação de formadores, coaching parental... entrei para o Ispa, para psicologia, congelei o mestrado porque os miúdos precisava de mim, fui mãe, enfermeira, psicóloga, terapeuta, motorista, cozinheira, empregada doméstica, personal shopper, cheerleader... e mais uma mão cheia de coisas que eles precisaram. No meio disto tudo fui companheira, amante, neta, filha, cuidadora, mais uma vez enfermeira... tenho desempenhado tantos papéis nesta vida... acho que no meio disto tudo me esqueci de ser eu. Esqueci-me mesmo de quem eu era, de quem eu sou. Quando dei por mim, olhei para o espelho e o reflexo não era da mesma pessoa que eu tinha visto a última vez, tinham passado um punhado de anos num sopro.

 

Em meio a isto tudo, não sei qual a profissão que escolheria... não sei mesmo muita coisa. 

 

Neste TAG participam para além de mim, a Happy, a 3ª face, a Ana, a Ana Paula, a Catarina, o Carlos, a Carlota, a Charneca em Flor, a Daniela, a Desarrumada, o David, a Gorduchita, a Hipster Chic, a Isabel, a Mãe A, a Mariana, a Maria Mocha, a Marquesa de Marvila, a Mimi, a Paula, oP.P, a Sweetener, a Sofia, a Tatiana, a Tita e o Triptofano 

(nomes ordenados alfabeticamente)

Espreitem o que cada um de nós vai respondendo ao longo do ano também podem espreitar pelo tag  52 semanas

22
Jun18

Fobias e pavores

Fátima Bento

S25.PNG

 

Quando era miúda, tinha pavor de insetos - principalmente de gafanhotos e louva-a-deus. Pavor a ponto de desmaiar! Uma vez, na escola, puseram-me um gafanhoto dentro da camisola e eu acabei estendida no chão - depois de ter gritado e esperneado... quando fomos a ver, não se encontrou mais de que uma pasta de gafanhoto, tal não foi a esfrega que lhe dei, pobrezinho... depois fui pedir à professora para não fazer queixa do meu colega, que ele não ia adivinhar que eu tinha a fobia, e era só uma brincadeira. Parva, mas uma brincadeira. Depois falei com a DT, e ele não foi castigado. O rapaz, Francisco, era mulatinho, ainda me lembro do rosto dele branco como a cal da parede quando viu a minha reação, acho que é a última imagem que guardei, antes de cair para o lado...

 

Agora os gafanhotos já não me incomodam, e nunca mais me cruzei com um louva-a-deus, mas gostava. Provavelmente, agora, ficava a admirar a beleza do inseto - é arrepiante, mas muito bonito. 

 

De resto, não tenho fobias. Nem de alturas, nem de espaços fechados... não conseguiria, no entanto, enfiar-me naqueles túneis em que só cabe um corpo, a rastejar - tenho a impressão que aquilo colapsaria sobre mim... mesmo que desembocasse na mais bela das grutas (estes túneis estão muito presentes em espeleologia).

 

No entanto, isso não é algo que tenha de me confrontar. O único pavor real que tenho é de me ver envolvida num acidente de automóvel, daqueles que mandam o carro para a sucata. Nunca penso em mim, só penso no carro. O meu terapeuta teria uma teoria e eu até sei qual é... 

 

Neste TAG participam para além de mim, a Happy, a 3ª face, a Ana, a Ana Paula, a Catarina, o Carlos, a Carlota, a Charneca em Flor, a Daniela, a Desarrumada, o David, a Gorduchita, a Hipster Chic, a Isabel, a Mãe A, a Mariana, a Maria Mocha, a Marquesa de Marvila, a Mimi, a Paula, oP.P, a Sweetener, a Sofia, a Tatiana, a Tita e o Triptofano 

(nomes ordenados alfabeticamente)

Espreitem o que cada um de nós vai respondendo ao longo do ano também podem espreitar pelo tag  52 semanas

 

16
Jun18

E a pergunta é: casais preferidos...

Fátima Bento

S24.PNG

Romeu e Julieta, Tristão e Isolda, Penélope e Ulisses... ná.

 

A minha pequena seleção de entre o que me ocorre:

 

- Jamie & Claire (Outlander)

 

-  Pat & Tiffany (Silver Linnings Playbook)

 

- Benny & Joon (do filme com o mesmo nome...)

 

... e é do que me lembro. De certeza que deixo de fora alguns, quiçá mais importantes, mas pronto...

 

Neste TAG participam para além de mim, a Happy, a 3ª face, a Ana, a Ana Paula, a Catarina, o Carlos, a Carlota, a Charneca em Flor, a Daniela, a Desarrumada, o David, a Gorduchita, a Hipster Chic, a Isabel, a Mãe A, a Mariana, a Maria Mocha, a Marquesa de Marvila, a Mimi, a Paula, oP.P, a Sweetener, a Sofia, a Tatiana, a Tita e o Triptofano 

(nomes ordenados alfabeticamente)

Espreitem o que cada um de nós vai respondendo ao longo do ano também podem espreitar pelo tag  52 semanas

 

 

10
Jun18

Incómodos contemporâneos

Fátima Bento

S23.PNG

 

Para manter-me longe de listas infinitas (que se começo a desbobinar, estamos aqui horas a fio...) vou resumir as coisas que me incomodam em duas palavras:

 

Intolerância e extremismo

 

Penso que tudo o que detesto, tudo o que me dá volta às entranhas está contido numa delas - ou em ambas. E cada vez mais as noto presentes e socialmente aceites. Aflige-me mesmo, a mania de que todos somos policias uns dos outros, que há cidadãos de primeira e de segunda, e o ir até ao fim do mundo com a espada da verdade e riste, como se esta fosse só uma...

 

Gostava de dizer que acredito que tudo venha a mudar, mas honestamente, não acredito. E tem vindo a piorar a olhos vistos...

 

Neste TAG participam para além de mim, a Happy, a 3ª face, a Ana, a Ana Paula, a Catarina, o Carlos, a Carlota, a Charneca em Flor, a Daniela, a Desarrumada, o David, a Gorduchita, a Hipster Chic, a Isabel, a Mãe A, a Mariana, a Maria Mocha, a Marquesa de Marvila, a Mimi, a Paula, oP.P, a Sweetener, a Sofia, a Tatiana, a Tita e o Triptofano 

(nomes ordenados alfabeticamente)

Espreitem o que cada um de nós vai respondendo ao longo do ano também podem espreitar pelo tag  52 semanas

 

01
Jun18

No meu frigorífico:

Fátima Bento

S22.PNG

 

Primeiro tem de haver... frigorífico. Depois da historia que se passou no ano passado, é eletrodoméstico que tem  mesmo que existir na cozinha E tem de funcionar. Ponto parágrafo.

 

Mas vocês querem saber o que tenho no meu? Eu digo...

 

 iogurtes naturais. E Skyr.

 frutos do bosque: framboesas, mirtilos, amoras, morangos...

 legumes para a sopa. Chegando o verão, legumes para salada;

 diria ovos, mas nesta altura do ano não os guardo no frio. Mas pronto, ovos.

 jalapeños de conserva.

 malaguetas. E malaguetas.

 molho de soja, molho worcestershire, ketchup e maionaise para o Tomás. Tabasco, polpa de tomate, alcaparras, anchovas, azeitonas;

 leite do Tomás;

 queijo fresco, do Victor.

 

E de resto, não cabe lá mais nada. Quando há espaço, entram legumes... ou ingredientes para o jantar do próprio dia.

 

E é isto.

 

Neste TAG participam para além de mim, a Happy, a 3ª face, a Ana, a Ana Paula, a Catarina, o Carlos, a Carlota, a Charneca em Flor, a Daniela, a Desarrumada, o David, a Gorduchita, a Hipster Chic, a Isabel, a Mãe A, a Mariana, a Maria Mocha, a Marquesa de Marvila, a Mimi, a Paula, oP.P, a Sweetener, a Sofia, a Tatiana, a Tita e o Triptofano 

(nomes ordenados alfabeticamente)

Espreitem o que cada um de nós vai respondendo ao longo do ano também podem espreitar pelo tag  52 semanas

 

25
Mai18

Olh'ós defeitos fresquinhos!...

Fátima Bento

S21.PNG

 

É engraçado a dificuldade que temos em responder a esta pergunta. Haverá exceções, mas quando se trata de enunciar a nossa maior qualidade, nós até conseguimos ter um na ponta da língua, que às vezes enfeitamos com modéstia.

Agora defeitos?

A maior parte das vezes fazemos uso de um defeito que, olhado de perto, é uma qualidade in disguise... e não considero isso estranho porque, da forma como vejo, não existem defeitos e qualidades, mas características. Se quiserem, podem apelidá-las de positivas e negativas, mas nem vou por aí... cada um de nós tem uma história que valida cada uma delas, independentemente das análises que terceiros fizerem destas.

 

Tudo isto para dizer que é-me extremamente difícil enunciar os meus... mas pelo desportivismo, vou fazer um esforço e encontrar alguns, tendo por base os cinco sentidos...

 

Olfato

 

 Cheiro mal dos pés. A sério, principalmente quando calço (um par em particular de) sapatilhas, sem meias. Man, às vezes consigo sentir o cheiro ATÉ com elas calçadas...boy oh boy...

 Testado e aprovado: o VIPpoo. Não têm noção, é que não têm noção... as minhas idas à casa de banho são excelentes para confinar as moscas que eventualmente existirem dentro de casa, a uma única divisão... mas o VIPpoo até resolve. E nos piores dias, quando não resolve, assimcumássim, minimiza...

 Finalmente, sofro de flatulência e meteorismo (já por aqui falei que tenho barriga de stress). Para encurtar, a Mia, que dorme dentro da cama, uma vez saiu de lá a abanar a cabeça, completamente atordoada... 

 

Visão

 

 Ao perto não vejo um boi. Népia. Quando estou com alguém, peço que leiam. Quando estou sozinha, se não tiver os óculos comigo, primeiro faço uma tentativa (ridícula) de pôr o braço à distância exata dos olhos por forma a ler. Ato continuo, pouso o objeto, e se for mesmo importante ler, volto noutro dia.

 Adoro cinema (como todos sabem). Mas mesmo se aqueles filmes em camadas, que nos fazem ler as entrelinhas das entrelinhas, e em que até o papel de parede ter flores azuis em vez de qualquer outra cor tem significado, me apaixonam, há alturas em que só quero mesmo entreter os olhos e a cabeça com qualquer coisa assim a atirar para o medíocre que me divirta. Adoro os Diário de uma Princesa, 1 e 2, (nem  me venham dizer que são maus!) e coisas muito, muito mais simples. Agora não me lembro de nada em particular, mas vou do excelente ao medíocre num piscar de olhos...

 O mesmo do que se lê acima sobre cinema se aplica a livros. E até gosto de ler alguns livros de auto ajuda, vejam bem! É ou não é defeito?

 

Audição

 Sou aquela que ouve jazz. Sim, até há bem pouco tempo, de rádio só ouvia a Smooth FM. Mas o meu lado apimbalhado gosta de Roberto Carlos. Porque sim. E há mais uma série de contra censos (olhá Dolly Parton! Olhó Kenny Rogers!) em meio ao que gosto de ouvir - a mais das vezes nem oiço, porque não me lembro, mas gosto...

 No carro ouço M80. Quando dá uma musica que gosto e não oiço desde milnovecentosecarqueja, entupo os ouvidos dos outros condutores que comigo se cruzares e tiverem os vidros abertos. Assim, à bimbalhona, mesmo.

 

Paladar

 Nada a assinalar. Não gosto de queijo nem de enchidos. Não como peixe com espinhas, que se calha ir uma à minha delicada boca, vou a correr para a casa de banho e vomito. Idem com gordura: se sinto demasiada gordura, casa de banho. Prontus.

 

Tacto

 sou uma santa! Quando estou em mim (não distraída) tenho todo o cuidado em não magoar terceiros! 

(não é esse tacto, idiota...)

 Nada a declarar, então...

 

Neste TAG participam para além de mim, a Happy, a 3ª face, a Ana, a Ana Paula, a Catarina, o Carlos, a Carlota, a Charneca em Flor, a Daniela, a Desarrumada, o David, a Gorduchita, a Hipster Chic, a Isabel, a Mãe A, a Mariana, a Maria Mocha, a Marquesa de Marvila, a Mimi, a Paula, oP.P, a Sweetener, a Sofia, a Tatiana, a Tita e o Triptofano 

(nomes ordenados alfabeticamente)

Espreitem o que cada um de nós vai respondendo ao longo do ano também podem espreitar pelo tag  52 semanas

18
Mai18

8 coisas que me tiram do sério...

Fátima Bento

52 peq.PNG

- semana 20 -

 

 Gente arrogante. Daquela arrogância insultuosa, que passa por cima de tudo como um bulldozer -  não um bulldozer qualquer mas aquele que sentem ser o melhor do mundo... pessoas que sentem ter ascendido a um qualquer Olimpo em vida, e que todos os outros seres são meros peões num jogo de xadrez que não tem outras peças. 

 Violência gratuita, predominantemente sobre crianças, idosos e animais. A utilização do poder do forte sobre o fraco e indefeso sob a forma de atos físicos ou psicológicos. Sinto raiva, desprezo e asco.

 Violência doméstica, seja dele sobre ela, seja dela sobre ele. O perpetrador de violência é invariavelmente um ser cobarde e que só se consegue sentir legitimado através do terror que provoca no outro, um carrasco que, sem vítima, não é nada. 

 Gente que minimiza a depressão. Felizmente nem toda a gente passou, ou tem alguém próximo que tenha passado por uma. Mas em 2018 existe informação suficiente a circular para que qualquer pessoa não tenha o cuidado de se informar, antes de disparar afirmações absurdas que não ajudam ninguém... muito pelo contrário: além de minimizarem a importância e abrangência da saúde mental, fazem o doente ficar ainda pior.

 Ases do volante, daqueles que põem em perigo os outros condutores que calha estarem na estrada na mesma altura, os peões que calha estarem nos passeios ou (deus nos livre,!) a atravessarem numa passadeira, que ultrapassam pela direita, que mudam para a outra faixa quando um carro está em manobras, pisando traços contínuos e não obedecendo a sinais verticais (por exemplo, o de passadeira)... esses energúmenos. E motociclos que passam em segunda ou terceira fila, em tangente, quase provocando ataques cardíacos...

 Pessoas que não ouvem - não não me refiro a pessoas surdas... é mais a quem fala, fala, e quando nos permite (finalmente!) fazer uso da palavra, ao invés de ouvir o que dizemos, vai congeminando o que vai dizer a seguir... já nem falo de quem nos faz uma pergunta e a meio da nossa resposta se vira para uma outra pessoa que está próxima e começa a falar de outro assunto, porque isso é (só pode ser...) patológico.

 Donos da verdade. Ai o que eu gosto (#sóquenão) de quem tem a certeza absoluta que é assim, e não há qualquer hipótese, por mais remota que seja, de ser de outra maneira...

 A frase mas quem é que fez/não fez  o que quer que seja (é um bocadinho indiferente, porque serve para tudo). O que é que interessa quem foi? Toca a arregaçar as mangas e tratar do assunto! Caracoles!

 

De certeza que há mais, mas por ora, ficamos com estas, sim?

 

Neste TAG participam para além de mim, a Happy, a 3ª face, a Ana, a Ana Paula, a Catarina, o Carlos, a Carlota, a Charneca em Flor, a Daniela, a Desarrumada, o David, a Gorduchita, a Hipster Chic, a Isabel, a Mãe A, a Mariana, a Maria Mocha, a Marquesa de Marvila, a Mimi, a Paula, oP.P, a Sweetener, a Sofia, a Tatiana, a Tita e o Triptofano 

(nomes ordenados alfabeticamente)

Espreitem o que cada um de nós vai respondendo ao longo do ano também podem espreitar pelo tag  52 semanas

 

Sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

A ler agora

Dicker.png

 

A reler agora

O-Movimento-Slow.jpg

 

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Sigam-me aqui:

bloglovin1.jpg

 

Instagramem-me:

Aqui e agora