Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

... e 'mái nada!

... e 'mái nada!

Maratona - Desafio das 52 Semanas

Não estavam à espera que eu deixasse o Desafio das 52 Semanas incompleto,  pois não? Por isso, e com o devido super-hiper-mega atraso, aqui vão as respostas às últimas perguntas, relativas às cinco semanas anteriores!     Quando me apaixono por um projeto, ou uma causa, ou o que for, visto a camisola de tal maneira que quase fica tatuada. Não aconselho: há sempre alguém que se aproveita, e depois para a despir, dói c'umó raio...     Fazer bridge jumping. Mas também não (...)

Oh pá...

Andar de bicicleta. A serio,é um pequeno desgosto que me tem acompanhado. Em miúda, a minha mãe tinha medo que eu ficasse debaixo de um carro, e nunca me deixou ter uma bicicleta, nem andar na de ninguém... se ainda vou a tempo? Vou. Mas não tenho bicicleta para aprender, e não vou comprar uma para o efeito...   Neste TAG participam para além de mim, a 3ª face, a Ana (...)

Tag das 52 semanas - e três em atraso postas em dia!

E com um imenso atraso, aqui estão as três (TRÊS, que vergonha!) respostas às perguntas das últimas semanas...     Tenho fases. Gosto de tanta coisa! Neste momento, uma musica que me deixa mesmo bem disposta é esta, do John Mayer. Mas não é a única. E estou a entrar na fase das musicas de Natal - os álbuns do Bublé e da Dianna Krall vão, como é hábito, bombar como se não houvera amanhã... ainda (...)

O presente perfeito

O que fica bem dizer: um beijinho, carinho, o teu tempo, o teu ombro, a tua presença...   O que a maior parte das pessoas, aposto, vai dizer: livros.   A minha verdade: uma edição (texto integral) do Drácula de Bram Stoker. Só tenho a de bolso, e uma de capa dura que vai-se a ver não é nem metado do livro...   Neste TAG participam para além de mim, a 3ª face, a Ana (...)

Pela longevidade de um relacionamento amoroso

  ... uma: parar.   Parar de preparar o que queremos dizer a seguir antes de escutar o que o outro está a dizer; Parar de fazer comparações com os outros, de quem só vemos o lado publico e polido, sem saber o que se passa quando a porta se fecha; Parar de querer mudar o outro. Foi por ele que nos apaixonámos, não foi? Parar de viver em compasso de espera; quando... se... um dia... qual quê, é agora, é hoje, é já!  Se não pode ser, esqueçam! Parar de dar mais (...)