Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

03
Out18

Há dias assim - OBRIGADA!

Fátima Bento

Ontem foi um dia tão bom, tão bom!

 

Do almoço como marido e a companhia do filho, ao telefonema da filha, a coisa não podia ter corrido melhor.

 

E depois, vocês.

 

Vocês transbordaram o meu dia de energias positivas! Aqui no blogue os vossos votos e desejos de feliz aniversário atiraram o post E porque eu hoje faço anos - a primeira grande surpresa... para os blogues quentes. Obrigada, acima de tudo por estarem desse lado e me terem oferecido o vosso carinho em doses maciças. Sou uma mecinha de sorte!

 

Não me vou cansar de dizer isto, mas a dinâmica daqui da blogolândia é a melhor coisa de ter um blogue! É fantástico conhecer um pouco todos os que aqui vêm com maior frequência. Há coisas que não têm mesmo preço 

 

Continuem por aí que eu vou continuar por aqui. E mais uma vez, muito, mas mesmo 

 

MUITO OBRIGADA

 

bday.jpeg

 

- não posso deixar passar o agradecimento a todos os que me felicitaram pelo Facebook, Instagram, Messenger, Whatsapp, SMS, telefone... o meu coração quase que não coube no peito! 

 

(yup, sou uma lamechas do pior... mas é só às vezes #not!)

30
Set18

Post mimimi das 7:32h

Fátima Bento

Ai meus amores, aturem-me lá um bocadinho,que isto já passa (mas passa mesmo, não sou eu a a armar-me em valente...)

 

relógio.jpg

 

Acordei, pouco passava das 7:00h, com a ressaca antecipada de que hoje não ia ao cinema. É impressionante, o hábito de irmos ao cinema ao domingo é recente, mas eu já o enraizei de tal modo que a imprevisibilidade de um dia em que não sei o que vou fazer, mas sei que não é o habitual, me deixa a sentir à deriva.... e se vocês seguem a conta de Instagram sabem que eu não tenho razões de queixa, se há espaço que tenho frequentado, é esse!

 

Mas intelectualizando um pouco o que estou a sentir - vício que me vem de antes de fazer psicoterapia, mas que se refinou entretanto, e que se pauta por ter de dar uma explicação mais ou menos obviamente lógica a tudo - sei que esta inquietação não advém da quebra daquilo que já se tornou uma quase rotina para mim; é mais um reflexo da turbulência que vai aqui dentro com a aproximação do meu aniversário (48 horas and counting...).

 

Este ano não estou particularmente eufórica com o dia (não gosto do número, 51 é mnhé, enquanto que 52, por exemplo já é um número mais apresentável - e sim, eu bem sei que sou estranha), e decidi fazer uma coisa simples, ir almoçar a um restaurante de que gostamos, a três. Sem bolo (bom, já não tenho um bolo de aniversário há uns anos - e eu gosto tanto de bolo de aniversário...) sem velas nem parabéns.

 

Mas o chato, o mesmo chato, é que o cérebro, esse querido (#sóquenão) faz - ainda que em background - sempre, uma retrospetiva. E como é mesmo fofinho (#sóquenão), não se limita a fazer uma do último ano: vai recuando, recuando, até que nos começamos a sentir realmente desconfortáveis e não sabemos bem porquê...

 

De forma que se instala uma inquietação inexplicável, que nos corre nas veias, não nos deixa estar relaxados - e cada vez menos com a aproximação da data. É o não ter posição de estar no sofá quando estamos ver um filme na tv, é o adormecer tarde e o acordar cedíssimo porque a caixinha dos pirulitos não descansa.

 

E então vem aquela vontade de ir a correr enfiar-me numa sala de cinema porque naquelas duas horas é só o écran negro e eu, que me limito a ser a espetadora da vida alheia. A minha fica em compasso de espera. 

 

Para seguir, inevitavelmente, dentro de momentos...

 

15
Out17

Amanhã

Fátima Bento

Amanhã, 16 de Outubro, o meu pai faria 86 anos, mas desde há 5 anos que não está aqui; faleceu quando faltavam precisamente quarenta dias para completar 82. Chamou-me ao quarto, abraçou-me e morreu dentro do abraço.

 

Não chorei a sua morte; fiz TUDO - e enfantizo bem a palavra - para que ele estivesse feliz. E essa foi a única explicação encontrada para o mesmo não sentir dores aqui em casa, quando no hospital tinha tantas. Mesmo depois de amputar a perna não precisou de analgésicos, só tomava um ben-u-ron de vez em quando (!!!) que lhe dava para o caso de estar a dizer que não tinha e ser mentira. Na véspera estivemos a conversar e a rir durante duas horas - até a farmácia fechar e não haver razão para sair de casa, que ele queria que eu estivesse sempre perto dele.

 

Foi um punhado de meses em que só existia ele. O Victor e o Tomás tinham de apanhar as sestas dele para ter a minha atenção a 100%. Das duas vezes que esteve internado, eu passava a tarde com ele. Saía do HGO por volta das 21:00h todos os dias (exceto ao domingo, que era mais cedo), e era a felicidade quando eu chegava, dizia que tinha saudades do meu sorriso, da minha gargalhada. E eu ria e ele acompanhava e apresentava-e às enfermeiras - que já me conheciam - como a jóia da (sua) coroa. E a cumplicidade estendia-se a estas, quando havia medicamentos para ele tomar, davam-mos já que com elas ele às vezes espingardava e comigo era um carneirinho - e por isso saía às 21:00, para a última toma, a seguir ao jantar.

 

Repito, sei que foi feliz, no meio da sensação de estar a deixar de ser gente (quando percebeu que não voltaria a andar - e a conduzir, o seu maior prazer, e nisso somos parecidos - morreu um bocadinho), da dificuldade de comer -  era mais birra, a partir de certa altura já só lhe dava batidos para diabéticos que comprava no hospital e mesmo assim tinha quase de fazer o aviãozinho e ele não bebia tudo... sei que o fiz tão feliz quanto era possivel ser. Por isso não chorei a sua morte e não fico triste no dia do aniversário desta, nem dele, nem no dia do pai. Ele vive cá dentro e vai continuar a viver enquanto eu viver também.

 

Mas de qualquer forma nunca me esqueço dele em nenhuma das três datas. E se manhã é também dia de comemoração - casei no dia em que fez 62 anos - não me esqueço que se ele estiver algures a olhar para mim vai estar feliz na sua bonomia.

 

Se assim é, pai, um grande beijo para ti. Fazes falta, mas estás sempre connosco, em todos os dias do calendário!

 

14b5497cc0c20d3ae42ee59cfc1aa5a3.jpg

 

 

06
Out17

The day after

Fátima Bento

E no segundo - e último - dia, acordámos no Inverno. Nevoeiro espesso, vento e frio, o que imprimia uma outra magia à paisagem.

 

IMG_20171003_100346.jpg

 

Descemos para o pequeno almoço relativamente cedo, que ainda queríamos voltar a usar o banho turco. O buffet satisfazia - ao contrário do jantar, era bem diverso. Fiquei-me pelo pão de sementes, e pelo incontornável iogurte natural com müesli, chá, e no final um café expresso. Mas havia mesmo muito por onde escolher - e sem atropelos!  Quando acabámos, estavam a chegar os formandos (ou afins) espanhóis. Os alemães não sei se haviam madrugado ou tinham a manhã livre...

 

Subimos, trocámos de roupa e fomos a banhos... turcos, que o cloro estava longe de me atrair e em contrapartida o vapor fazia-me muitíssimo bem. Depois de duas incursões subimos ao quarto onde ainda pudemos repousar - como é suposto - durante meia hora. E depois foi reunir a tralha e fazer o check out.

 

Nesse momento, perguntaram se não queríamos ficar a usufruir das amenidades do hotel, porque não tardava e o nevoeiro levantava e de certeza ia ficar agradável. Juro que não contava que fosse possível ficar pelas piscinas e banhos até apetecer, mas de qualquer modo, tínhamos feito outros planos. Agradecemos e ficou "guardado" para uma próxima vez.

 

vimeiro.png

 

Saímos do Hotel pela linha da costa passando por Santa Cruz, e mais à frente Ericeira, onde íamos almoçar numa cervejaria pequena recomendada por um amigo. Estacionámos junto à Praia dos Pescadores e enveredámos pelas ruas estreitas de GPS na mão à procura do local. Não foi difícil encontrar, até porque tínhamos como ponto de referência o restaurante em frente, dos mesmos donos.

 

Ora entrámos no Sete Janelas suficientemente cedo para nos sentarmos de imediato e, apesar de não ter encontrado no menu, inquiri se haviam asinhas de frango - mais uma vez porque me tinham dito ser um pitéu. Pois claro que tinham! E serviram-nas no ponto, quase uma hora depois (quem mandou pedir uma entrada que não estava na lista?)...

 

20171003_143002.jpg20171003_134834.jpg

 

(acima, as asinhas que ainda haviam quando me lembrei de fotografar... e pouco mais duraram)

 

Pedimos como prato principal, hamburguer de atum - ele - e linguini de camarão - eu. As bebidas foram cerveja 7 Janelas - excelente! - e rosé para mim.

As asinhas justificaram o tempo de espera, e os pratos principais agradaram - o meu estava estupendo! Depois vieram os cafés, que não cabia mais nada!

 

20171003_135705.jpg

 

Saímos e o vento que se tinha levantado metia respeito - não fosse a Ericeira conhecida pelas suas ondas excelentes para o surf! Entrámos no carro com um sol muito brilhante, mas arrepiados. Brrr!

Depois seguimos para casa, onde chegámos às 16:00h, mais coisa menos coisa. Esperava-me a flor que o meu filho me tinha comprado - um girassol, a minha favorita, e cinco alminhas esfomeadas, duas de casa e três do lado de fora.

 

Foi mesmo um aniversário para não esquecer! 

 

01
Out17

Adeus 49, hoje é o teu último dia!

Fátima Bento

Pois que a Mula me deixou uma pergunta pertinente para este dia de despedidas:

O que é que tencionas deixar totalmente para trás nesta nova etapa?

 

Tenciono levar pouca bagagem comigo, pelo menos da mais pesada.

 

Nos quarentas vão ficar muitas dúvidas que não têm razão de existir. Muitos e se... que não tem resposta nem sentido. Alguns arrependimentos de coisas que não fiz porque, consigo ver agora claramente, que não pude.

 

Vão ficar também algumas ideias de projetos que "perderam a validade", não pela idade, mas pelos interesses, que mudaram. Vão ficar excessos, tralha mental, coisas que além de não me fazer falta, só atrapalham. 

 

Já ficou (não vamos entrar no inconsciente, que isso é mais complicado, e está a ser trabalhado) a dúvida sobre o que os outros pensam do que quer que seja, e se posso arriscar dizer que foi antes dos quarenta, também acrescento que só nestes últimos anos fui mais fundo e resolvi adotar este imenso encolher de ombros de que me orgulho.

 

Nos quarentas vai ficar uma boa parcela desta culpa que me acompanha desde muito novinha. Esta mania de assumir que tenho responsabilidade em muito mais de que é possível alguém ter. Vai ficar a luta com o espelho. Continuarei a tentar melhorar o reflexo porque quero, e não porque é suposto. Nos quarenta ficam a obrigação e o tenho de, substituídos pelo vou e/ou pelo quero. 

 

Comigo vou levar muitas dúvidas porque, como já disse algumas vezes, as repostas devem sempre terminar num ponto de interrogação, já que no dia em que terminarem com um ponto final, batemos numa parede de betão, e por ali não há caminho. E sim, há perguntas que precisam desse muro, mas outras devem ter um continuum ad infinitum, pela luta, pelo desafio.

 

Comigo vou levar certezas - de que sou suficiente, de que me basto, de que quero estar com quem me apoia e me ajuda a crescer.

 

Comigo vou levar vontade - de continuar a crescer, de ser uma pessoa maior, melhor, mais completa.

 

Comigo vou levar a certeza que isto é um recomeço. Mais forte, mais firme, mais capaz.

 

A cada dia que passar.

 

 

257541-160R009320810.jpg

(imagem: nature and civilization by okalinichenko)

29
Set17

Vocês são os maiores do mundo e arredores!!!!

Fátima Bento

 

 

511_wow.gif

Lancei um repto que pensei não conseguir: juntar 50 perguntas feitas por quem me lê até dia 2 de Outubro, dia em que faço 50 anos; uma pergunta por cada ano!

 

E não é que no dia 26 a lista ficou completa?

 

Eu estou pasma com a vossa adesão ao desafio! E tão, tão contente!

 

 

Olhem a lista:

  1. Neste meio século de vida, quais foram as aprendizagens mais importantes que fez acerca da vida? (PP/insensato)
  2. Assim à guisa de resumo de meio século, o que te falta fazer? (happy)
  3. Se fosse possível, voltavas atrás? (David Marinho)
  4. O que é que tencionas deixar totalmente para trás nesta nova etapa? (mula) 
  5. Qual a maior lição de vida que aprendeu ao longo destes 50 anos? (chic)
  6. O que é mais valioso nesta vida? (chic) 
  7. Quais as coisas que mais gostaste de fazer ao longo destes 50 anos? (Célia/raios de sol)
  8. Quais as coisas que mais detestaste  fazer ao longo destes 50 anos? (Célia/raios de sol)
  9. Aos 50, és a pessoa que esperavas ser quando tinhas 20 anos? (Alexandra/blog de algo)
  10. Que tem a Fátima atual a dizer à Fatinha dos 15 anos? (alexandra)
  11. Já agora, manda um recado à D. Fátima, de 80 anos. (alexandra)
  12. Se tivesses que escolher um, e apenas um, cosmético para usar durante o resto da tua vida qual seria? (abordar sff a marca, zona para onde ele é destinado e outros detalhes pertinentes) (Triptofano)
  13. Se pudesses dar um conselho ao teu eu de 20 anos, qual seria? (mami)
  14. De que mais te orgulhas neste teu percurso? (mami) 
  15. Qual a canção que mais tempo te acompanhou? (mami)
  16. É verdade que o sexo é mais gostoso aos 50 anos do que aos 20? (desarrumada)
  17. Se pudesses ser a primeira mulher presidente de Portugal aceitarias? (desarrumada)
  18. Se tivesses nascido e vivido noutro país, qual teria sido para ti o sítio "ideal"? (desarrumada)
  19. Agora, com 50 anos, terias deixado de trabalhar para estar com os filhos a tempo inteiro? (Angela)
  20. Vantagens e desvantagens da decisão de ter deixado de trabalhar para estar com os filhos a tempo inteiro?(Angela)
  21. Como te sentes com 50 anos? (Angela)
  22. Tens projectos? (Angela)
  23. É verdade que não há regrets, que a maturidade nos traz também aceitação?(happy)
  24. Qual 'O' momento mais marcante da tua vida?(happy)
  25.  A vida vai-nos mudando. Quais os princípios que consideras serem os mais valiosos, os que te acompanharam sempre e nunca mudaram?(happy)
  26. Amar um homem só?(happy)
  27. Que opções diferentes terias tomado?(happy)
  28. Aos 50, olhando para trás achas que a tua vida seguiu o rumo que escolheste ou foi o destino que te trouxe até aqui? (Psicogata)
  29. A partir dos 50 é que é! Pronta para a ramboiada?(Inês) 
  30. Tens medo de ficar careca, desdentada, com verrugas e com tufos nos sinais?(happy)
  31. A Tena Lady já te contactou?(happy)
  32. Se pudesses mudar alguma coisa na tua vida o que mudavas? (Célia)
  33. Países ou lugares que ainda queres visitar? (Célia)
  34. O que muda em nós mulheres dos 40 para os 50? (Célia)
  35. De presente de aniversário dizem que podes ser, por 24 horas, quem tu quiseres. Em quem se transforma a Fátima? (pode ser alguém que existe, ou alguém que gostavas que existisse) (Alexandra)
  36. Cai-te 1 milhão de euros do céu (pode ser o do Euromilhões, vá) o que fazes? (Alexandra)
  37. Qual foi aquela loucura, mas loucura assim a sério de fazer corar as pedras da calçada, que ainda não tiveste coragem de fazer? (Triptofano)
  38. O que mais amas fazer na tua vida?(Tânia @TGV via Instagram)
  39. Sentes o peso do 50? (cheia)
  40. Achas que podes ser sempre jovem, contes os que contares? (cheia) 
  41. Como te sentes ao chegar aos cinquenta? (João B., via MP Facebook) - resposta aqui
  42. Olhando para trás, o que ficou por fazer, por dizer e alcançar? (Carlos)
  43. Aceitavas ser barriga de aluguer, para que outra mulher concretizasse um sonho: ser mãe sem poder ter filhos?(cheia)
  44. Livro da tua vida? Porquê? (Leonor, via MP, Facebook)
  45. Achas que os 50 correspondem a meia idade? (anónimo)
  46. Se tivesses que ser uma super vilã qual seria o teu maléfico poder?(Triptofano)
  47. Sai uma lei que obriga todas as mulheres a irem ao registo civil dar dois nomes próprios e dois apelidos à sua vagina! Como se chamaria a tua? (Triptofano)
  48. Na mesma onda da minha pergunta anterior, qual é o filme da tua vida? (Leonor, via MP, Facebook)
  49. Qual foi a pergunta que não te fizeram e que adorarias ter respondido?(happy)
  50. O que dizem os teus olhos (alexandra)

 

 E porque as perguntas são como as cerejas:

 

  • Aos 50 anos ainda há algum sonho da infância por realizar?(C.S)
  • Aos 50 o que é que se faz: acredita-se mais ou duvida-se mais?(C.S)
  • É pá tu sentes-te com esta idade?(Marrocos e o Destino) - resposta aqui 

 

Eu agradeço, do fundinho, a quem me deixou as perguntas, das mais sérias às mais divertidas, daquelas que se respondem de um sopro, às que me vão obrigar a procurar a resposta cá dentro. E vou agradecendo pessoalmente à medida que for respondendo. Algumas vão ter um post só para aquela pergunta, outras vão ser respondidas em grupo, porque o texto abrangerá mais de que uma... isto foi o que já consegui descortinar. O resto ainda não sei...vou vendo, e respondendo.

one5.JPG

 

O primeiro post com resposta à primeira pergunta escolhida será publicado no domingo, mais ou menos às 14/15h, e será à pergunta da Mula

"O que é que tencionas deixar totalmente para trás nesta nova etapa?" (nº 4)

Porque ISTO pode ser respondido mesmo antes de mudar o ano!

 

Por isso domingo passem por aqui. 

 

Amanhã vou fazer alguma introspeção para responder adequadamente sem deixar nada para trás!

Cherioo!!!

26
Set17

BIG 5.0 Wishlist

Fátima Bento

É tradição.

Faz parte.

Todos os anos é obrigatória uma wishlist para o aniversário/Natal, não é? Mesmo que a gente SAIBA de fonte mais-que-segura que não vai receber nada do que lá põe (não é mimimi, é verdade)

Por isso cá vai ela: 

 

Fnac

 

big.jpg.pngchico.jpg

 

 Zara

 

7285201040_2_6_1.jpg5102201040_1_1_1.jpg

 

 TOP SHOP

 

TS24S18MBLK_Zoom_F_1.jpg TS61E07MGLD_Zoom_F_1.jpg

 

 Sekonda

(só em Londres, não dá para comprar online...)

 

sekonda.JPG

 

 E o mais adorado:

Mon-Guerlain-EDP-Fragrance-2.jpg

 

 - ah, mas este há na equivalenza, segundo me chegou aos ouvidos! Não é a mesmíssima coisa, mas custa uma fração do preço... e eu vou comprar 

 

De resto, noves fora nada, alguns destes itens hão-de vir morar cá para casa. Parágrafo.

 

PS: favoritos, o saco Top Shop, as botas Zara, os dois itens Fnac

 

12
Set17

Lá a ver...

Fátima Bento

Ora vamos lá pôr (a) ordem (possível) na Assembleia.

Pois que vos ando a chagar há algum tempo

vá lá, não é assim tanto quanto isso

 

ah, e tal, façam-me umas perguntas, e coiso, que eu estou quase a fazer cinquenta anos - para ser exata, faltam 18 dias 15 horas e quarenta e três minutos, give or take

 

(à hora que comecei a escrever, não à que publico, são agora 17:37h)

 

e vocês até têm correspondido, sim senhores!

 

Mas a verdade é que eu gostava de juntar cinquenta perguntas. Uma por cada ano. É difícil?

É.

Mas quando a gente quer mesmo uma coisa consegue!

Acham que sim?

 

Por isso ó para mim a apelar mais uma vez a todos e todas vocês (assim é mais politicamente correto - ai o pleonasmo! - não vá a Catarina Martins querer fazer uma pergunta...) para o fazerem aqui nos comentários, via twitter, via facebook, instagram, email, messenger, wahtsapp, correio azul, pombo correio...  

 

Vá lá....

 

As perguntas que os meus queridos amigos e amigas (olá Catarina!) me fizeram, estão aqui em baixo

 

E quando vais tu responder às perguntas?

Óy, é para os cinquenta... tenho de os fazer primeiro certo? CERTO?

 

  1. Neste meio século de vida, quais foram as aprendizagens mais importantes que fez acerca da vida? (PP/insensato)
  2. Assim à guisa de resumo de meio século, o que te falta fazer? (happy)
  3. Se fosse possível, voltavas atrás? (David Marinho)
  4. O que é que tencionas deixar totalmente para trás nesta nova etapa? (mula)
  5. Qual a maior lição de vida que aprendeu ao longo destes 50 anos? (chic)
  6. O que é mais valioso nesta vida? (chic)
  7. Quais as coisas que mais gostaste de fazer ao longo destes 50 anos? (Célia/raios de sol)
  8. Quais as coisas que mais detestaste  fazer ao longo destes 50 anos? (Célia/raios de sol)
  9. Aos 50, és a pessoa que esperavas ser quando tinhas 20 anos? (Alexandra/blog de algo)
  10. Que tem a Fátima atual a dizer à Fatinha dos 15 anos? (idem)
  11. Já agora, manda um recado à D. Fátima, de 80 anos. (idem)
  12. Se tivesses que escolher um, e apenas um, cosmético para usar durante o resto da tua vida qual seria? (abordar sff a marca, zona para onde ele é destinado e outros detalhes pertinentes) (Triptofano)
  13. Se pudesses dar um conselho ao teu eu de 20 anos, qual seria? (mami)
  14. De que mais te orgulhas neste teu percurso? (idem)
  15. Qual a canção que mais tempo te acompanhou? (idem)
  16. É verdade que o sexo é mais gostoso aos 50 anos do que aos 20? (desarrumada)
  17. Se pudesses ser a primeira mulher presidente de Portugal aceitarias? (idem)
  18. Se tivesses nascido e vivido noutro país, qual teria sido para ti o sítio "ideal"? (idem)
  19. O que dizem os teus olhos (alexandra - mas esta é suposto ser a quinquagésima pergunta... )
  20. Agora, com 50 anos, terias deixado de trabalhar para estar com os filhos a tempo inteiro? (Angela)
  21. Vantagens e desvantagens da decisão de ter deixado de trabalhar para estar com os filhos a tempo inteiro?(idem)
  22. Como te sentes com 50 anos? (idem)
  23. Tens projectos? (idem)
  24. É verdade que não há regrets, que a maturidade nos traz também aceitação?(happy)
  25. Qual 'O' momento mais marcante da tua vida?(idem)
  26.  A vida vai-nos mudando. Quais os princípios que consideras serem os mais valiosos, os que te acompanharam sempre e nunca mudaram?(idem)
  27. Amar um homem só?(idem)
  28. Que opções diferentes terias tomado?(idem)
  29. Aos 50, olhando para trás achas que a tua vida seguiu o rumo que escolheste ou foi o destino que te trouxe até aqui? (Psicogata)
  30. A partir dos 50 é que é! Pronta para a ramboiada?(Inês) 
  31. Tens medo de ficar careca, desdentada, com verrugas e com tufos nos sinais?(happy)
  32. A Tena Lady já te contactou?(happy)
  33. Se pudesses mudar alguma coisa na tua vida o que mudavas? (Célia)
  34. Países ou lugares que ainda queres visitar? (Célia)
  35. O que muda em nós mulheres dos 40 para os 50? (Célia)
  36. De presente de aniversário dizem que podes ser, por 24 horas, quem tu quiseres. Em quem se transforma a Fátima? (pode ser alguém que existe, ou alguém que gostavas que existisse) (Alexandra)
  37. Cai-te 1 milhão de euros do céu (pode ser o do Euromilhões, vá) o que fazes? (Alexandra)
  38. Qual foi aquela loucura, mas loucura assim a sério de fazer corar as pedras da calçada, que ainda não tiveste coragem de fazer? (Triptofano)
  39. O que mais amas fazer na tua vida?(Tânia @TGV via Instagram)
  40. Sentes o peso do 50? (cheia)
  41. Achas que podes ser sempre jovem, contes os que contares? (cheia) 
  42. Como te sentes ao chegar aos cinquenta? (João B., via MP Facebook)
  43. Olhando para trás, o que ficou por fazer, por dizer e alcançar? (Carlos)
  44. Aceitavas ser barriga de aluguer, para que outra mulher concretiza-se um sonho: ser mãe sem poder ter filhos?(cheia)
  45. Livro da tua vida? Porquê? (Leonor, via MP, Facebook)
  46. Achas que os 50 correspondem a meia idade? (anónimo)
  47. Se tivesses que ser uma super vilã qual seria o teu maléfico poder?(Triptofano)
  48. Sai uma lei que obriga todas as mulheres a irem ao registo civil dar dois nomes próprios e dois apelidos à sua vagina! Como se chamaria a tua? (Triptofano)
  49. Na mesma onda da minha pergunta anterior, qual é o filme da tua vida? (Leonor, via MP, Facebook)
  50. Qual foi a pergunta que não te fizeram e que adorarias ter respondido?

 

Vomecêses que já fizeram perguntas, sintam-se à vontade para bisar por aí afora! Se quiserem até podem usar pseudónimos! Vale tudo!

 

- eu quero é chegar às cinquenta 

 

Obrigada!!!!!   

 

E o amigo sapo blogs, não quer fazer uminha?

É que isto meio século só se atinge uma vez, e eu nem tenho ilusões de centenária...

29
Ago17

Os meus cinquenta anos e onde vocês entram...

Fátima Bento

Minha gente, amigos, followers, gente que gosta de mim e me detesta, e tudo e tudo...

 

Aqui a gaiata faz 50 anos no dia 2 de Outubro. E está esfuziante - se já é uma maluca de primeira de cada vez que faz anos, este ano então nem se fala!

 

Além de gostar do número, redondinho (como eu) é meio século gentxe!

 

Por isso queria pedir a vocês que aqui passam com maior ou menor regularidade que me deixem uma (ou várias) perguntas que gostavam que eu respondesse, ali em baixo nos comentários. O ideal era chegar às 50 - era muito giro, não era? Eu ia respondendo e no dia D, publicava um post com as mesmas... o que acham?

 

Vamos nessa?

Posso contar com a vossa ajuda?

Please, please, please, please?

 

'brigados

 

(ainda vos vou voltar a chagar com este assunto... ai não que não vou!!!)

este.jpg

 

 Para quem quiser conhecer as perguntas feitas até agora, a lista encontra-se neste post!

10
Fev17

3 anos de Porque eu posso (sim, eu sei, estou adiantada...)

Fátima Bento

Hoje é sexta feira E ao fim de semana aqui a blogosfera não roda acima dos 20/30km /h, e é se estiver mau tempo, senão nem isso.

 

Ora acontece que aqui a xafarica faz 3 aninhos neste domingo. E vai haver muito menos gente para celebrar de que se fosse a meio da semana, porque estão todos na vossa vidinha (e eu na minha, muito provavelmente). Por isso,

 

e independente de no domingo vir aqui brindar a todos os que têm a pachorra de cá passar e de comentar e tudo e tudo,

 

tenho que botar discurso... hoje, que tenho esperança que alguém o leia.

 

Se o tivesse feito mais cedo haveria mais quem o lesse, mas hoje (e ontem) estive a sofrer do síndrome da página em branco, pelo que, no can do, buckaroo...

 

E o momento é agora.

 

Ora pois que não sei como não me repita. Sei que há 12 dias saltei !! e viva eu !!, que ando a teimar na martelada das teclas (e já vou no terceiro pc!) mas desta vez não é viva eu por ser teimosa e ter insistido nestas lides.

 

Não.

 

Desta vez os parabéns são mesmo para vocês.

 

Para os 235 que subscreveram este blogue, para os 1011 (neste preciso momento) que seguem a pagina no no Facebook,  e para todos os que seguem no blogs Portugal e no Bloglovin', nomeadamente para os que lêem mais de que o comentário introdutório e o titulo do post (no FB) e que seguem porque sim nos outros.

 

Ou seja, agradeço a todos os que têm a pachorra de ler o que aqui escrevo, seja quando  sai menos bem, ou assim assim, ou... sai bem. Porque às vezes até eu gosto de me ler (e xô falsa modéstia).

 

Mas é só às vezes que me consigo agradar. Pelo que penso que com vocês é igual.

 

(e que atire a primeira pedra quem nunca me mandou dar banho ao cão silenciosamente...)

 

E acredito que seja chato quando me ponho com mimimis, mas os vossos mimos quando estou MESMO em baixo (acreditem, é TÃO difícil me vir queixar aqui, onde gostaria acima de tudo que o ar fosse tão clean quanto possível) sabem-me pela vida. A grande maioria das vezes não respondo na hora porque não sou capaz...

 

Mas é fundamentalmente é isso. estou aqui a arrastar-me em loops mentais e

 

a única coisa que quero fazer, hoje e durante os 357 dias que se vão seguir, é gritar a plenos pulmões:

 

alerta lamechas.jpg

 

Tenho os melhores leitores do mundo e arredores! Obrigado gente!

 

 

Continuem por aí que eu continuarei deste lado

 

Muntos     

 

 

Sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

...porque outubro é quando quisermos...

mini.JPG

 

Pesquisar

A ler agora

O passado.png

 

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Sigam-me aqui:

Bloglovin.JPG

 

Instagramem-me:

Aqui e agora