Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

05
Out19

Vinte e quatro quilates

Fátima Bento

Há quase cinco anos atrás, a 2 de Fevereiro de 2014, fui à (na altura) Meo Arena ver Michael Bublé ao vivo pela primeira vez. Se quiserem podem ler o que escrevi aqui, qual fã deslumbrada e apatetada com o profissionalismo, o carisma, o tudo de Bublé.

 

E este ano regressei, com mais uns quantos concertos de jazz vistos, não tão virgem tonta como em 2014. E sem saber o que esperar. O titulo do concerto, An evening with Michael Bublé criava a expetativa de algum intimismo, mas como a (agora) Altice Arena leva quinze mil pessoas, parecia impossível conseguir tal feito. 

 

IMG_20191002_131907.jpg

 

A noite abriu com "Feeling Good", e estava lançado o desafio a que o cantor se tinha proposto.

 

cut.jpg

 

E o espetáculo foi-se desenrolando com tantas musicas que conhecemos, com o profissionalismo do costume, e algumas falhas quase indetetáveis em termos de som,  prontamente corrigidas.

Também teve direito a canções que (pelo menos eu) não conheço, tocadas no segundo palco, em que ficou patente a alegria do cantor, e o prazer por as interpretar.

 

IMG_20191005_111024.jpg

 

De regresso ao palco principal, cantou Forever More, limpou a emoção do rosto, e depois sentou-se nos degraus e falou connosco. E esquece-mo-nos que éramos tantos, e sentimos que estávamos sentados numa pequena sala, a conversar, melhor, a escutar a assunção das dores e o lado tão humano do profissional. E ali, naquele momento ele conseguiu o inimaginável: era cada um de nós, e ele, só. E quando falou do filho mais velho, limitou-se a pedir a continuação das orações de toda a gente que já as fez. E chorou.

 

E porque the show must go on, este continuou. E não faltou Everything, cantado em coro pelos quinze mil presentes.

 

Houve um encore, e só não pedimos mais pela noção da entrega, e do seu direito ao devido descanso.

 

IMG_20191005_110659.jpg

 

Foi sem duvida um concerto que não se esquece. Muito diferente e mais maduro de que o primeiro, Com qualidade à prova de bala. Os 24 K mais puros que é possível ser e dar.

 

23
Nov18

Eu sei, ando fugida...

Fátima Bento

animal-koala-nature.jpg

E acho que vos devo pôr a par das últimas.

 

Cinema

 

No domingo fui ao cinema, ver Monstros Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald. Não vou dizer que mais valia ter ficado em casa, porque tinha de ver. E sei que também irei ver o próximo. 

No entanto, não gostei muito deste. A história é muito fraquinha, há tantos! efeitos especiais, computador, e chromakey (ok, este último é indispensável, senão não tínhamos monstros fantásticos...). Presumo que a coisa não possa ser feita de outro modo, mas o que eu gostei do primeiro não está neste... ou seja, dou-lhe três bolinhas, mas acreditem que estou a ser simpática. e não estou a ser justa com os outros todos que tenho visto... gostei da prestação de Johnny Depp: está um bom vilão, sóbrio sem os trejeitos habituais.

 

Música

 

E no meu telefone já toca Love, de Michael Bublé (e não toca mais nada, que enquanto não conseguir cantar as musicas todas, não largo o osso).

E perguntam vocês: ele vem cá, não vais ver?

Bom, antes de subirmos para o cinema, fomos à bilheteira da Fnac. Havia uma pequena fila, mas nada que  fizesse fugir. Os bilhetes para o concerto foram postos à venda no sábado e faltando praticamente um ano (10 meses e meio, vá) para o evento, achei que não teria problemas em conseguir ingressos. Chega a nossa vez: dia 30 está esgotado (pois. Burra. Claro que era muito provável!) mas temos uma nova data, dia 1. Pode ser? Ó minha senhora! Claro minha querida! Cá beijinho! (bem não dei beijinho, sosseguem, senão qualquer dia começava a andar com um cartãozinho do Júlio de Matos na carteira...).

E não é que conseguimos os lugares que queríamos? Bem, são as duas cadeiras ao lado das cadeiras que eu queria, mas se não me falha a memória, a visualização é excelente - fomos vê-lo há cinco anos atrás, na mesma sala aqui (é um post um nadinha histérico, cof cof, com fotos minhas, tiradas com um telefone assim p'ó miserável, que por acaso na altura era um HTC quase topo de gama...) e aqui.

Agora é só esperar até dia um de outubro... e tenciono chegar lá assim:

 

16560795_AaNWm.jpeg

(mas com outra roupa e mais cinco anos em cima. Mas com este corpito, pouco mais ou menos)

 

Saúde

 

Lembram-se que voltei a tomar anti depressivos? Eu calculei que a dosagem fosse baixa, mas experimentei. O efeito foi engraçado. Tive os incontornáveis dias de náuseas, mas foram só três ou quatro. E depois fiquei meio apática. Mexia-me, mas devagar. Não me sentia como antes, mas esta melhoria era relativa. Aumentámos a dose esta segunda feira. E agora, sexta feira, eu já sou eu. Ufa.

De forma que este sobe e desce da medicação deixou-me um bocadinho pouco capaz de vir aqui. Mas agora parece que a coisa se compôs!

 

Por isso a ver se nos próximos dias aqui a xafarica vai mexer. Tenho uns planos, mas vamos ver... Mas por agora, vamos todos concentrar-nos nisto: 

 

postais1.JPG

 

Sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

...porque outubro é quando quisermos...

mini.JPG

 

Pesquisar

A ler agora

camilla.png

 

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Sigam-me aqui:

Bloglovin.JPG

 

Instagramem-me:

Aqui e agora