Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

03
Jun19

Rocketman - o (grande) filme

Fátima Bento

elton.jpg

 

Podia ser mauzinho. Muito facilmente, cheio de clichés, lavadinho com lixívia, polindo a imagem do cantautor.

 

Podia.

 

Mas revelou-se um daqueles filmes que não esquecemos e que faz uma abordagem diferente a classica biopic. 

 

Gosto de filmes que me façam sentir, e este, deixou-me dois dias agarrada. O filme é mesmo um musical, mas isso torna-se secundário - embora seja obrigatória uma grande vénia a Taron Egerton, que está, no mínimo, soberbo.

 

O filme é terno, cria uma empatia com Elton John que extrapola do écran. Nunca mais vou olhar para ele como antes de ver o filme. Não que lhe ligasse muito, gosto das canções que toda a gente conhece e é da sua autoria a banda sonora d'O Rei Leão da Disney. Isto é a sua lendária coleção de óculos era fundamentalmente o que sabia a seu respeito... esta mania que temos de achar que os ricos e famosos são felizes e/ou devassos, sem quaisquer razão que o justifique, é um conceito cilindrado na película.

 

É preciso sementes para germinar o fabuloso, o angustiante, o bom e o decadente (já lá dizia a outra que nothing comes from nothing)

 

Elton John, sou tua fã.

 

rocketman-taron-egerton.jpg

 

16
Mar15

Dolce & Gabanna, Elton John, boicote, economia e os 'Charlies' - em comum? Dão-se alvissaras...

Fátima Bento

Pois que Sir Elton John e amigos pedem boicote à casa Dolce & Gabanna. Pois que sim, e os outros de resposta no 'Corriere della Sera' chamam-lhe fascista, e yada, yada, yada - ou melhor, cat$hing, cat$hing, cat$hing.

Então anda tudo a dormir, a cabecinha só serve para usar uns penteados jeitosos e pouco mais (uns chapéus, talvez?)

Na revista 'Panorama', o ex-casal na vida e par de facto nos negócios, defende a familia tradicional, condenando tudo o que foge a isso, metendo fertilização in vitro, barrigas de aluguer e tutti, e tutti no mesmo pacote, enfia num saco - de papel! - com o logo D&G, e andor. 

O inglês passa-se, então os meus filhos não são meus filhos?, fica de cabelos em pé, e dispara a sugestão do boicote.

Ó pessoas, segurem os caváis, e vamos lá  fazer um apanhado de factos e perceber que nada disto tem perninhas para andar (e que na volta o ex casal italiano e o casal britânico estão fartinhos de rir de volta de umas taças de 'Cristal' e de umas linhas de coca...)

Tema(s) da(s) última(s) coleção da maison D&G:

La Famiglia Tradizionale

Sabeis vós, que empestais as redes socias de hate coments sobre o assunto, de aplausos e apupos, o volum€ da casa D&G? Se há coisas com as quais não se brinca, uma delas é definitivamente o sacrossanto dinheiro. 

Verdade ou nem por isso, as afirmações dos dois sócios presta-se ao croquis. E a retaliação do cavaleiro de Sua Majestade só engrossa a cacha - e a caixa! - no principio de 'falem mal mas falem', enquanto rolam (mais) uns milhões valentes porta dentro.

Resumindo e baralhando, nesta época em que a informação voa, e em que é facílimo criar uma noticia de um não assunto, e de criar tempestades com o deslizar de um dedo sobre o teclado ou o visor de um qualquer aparelho ligado à rede, quase sempre o que parece e o que é são duas coisas dispares. Às vezes até estão emparelhadas, mas nem existe já necessidade disso, do fácil que é manobrar, esticar, encolher e espalhar - sendo o lado negativo que, depois de sacudir a almofada de penas aberta a favor do vento, é impossível voltar a juntar as mesmas e recolocá-las dentro da fronha

(mas sem dramas que é para isso que servem os mestres do marketing)

E agora vamos fazer contas: então onde é que fica o 'Charlismo' em meio a tudo isto? Liberdade de expressão, somos todos tão livres de pensamentos e ações, e de passar de uns aos outros, ao que parece desde que não se fale do verde da MINHA relva, muito menos que se compare a tonalidade desta com a do(s) vizinho(s), senão aqui d'El Rei, acabou o espírito democrático, e quem manda nesta democracia sou eu.

Repito, isto vindo de quem andou a reivindicar o direito de se autodenominar Charlie, mesmo sem perceber - como se pode ver - o que isso implicava de facto.

Eu por mim, continua a manter o 'je suis' aí ao lado, já que, mesmo com um ou dois sapitos a mais ou a menos, defendo o principio em causa.

Os italianos continuam a somar e a seguir, que este não é um Gallianogate - e mesmo esse já está atrás da maison Margiella, que no mundo da moda a palavra de ordem é o efémero, e não apenas nos trapos, e os zigotes-do-boicote bem podem engrossar a lista dos que se esqueceram que a liberdade é um principio fundamental, mesmo quando (ab)usado em favor do engrossamento da conta bancária de quem empola polémicas.

DG.png

- já agora, se quiserem, aproveitem e cliquem na foto para verem o desfile de Outono Inverno dos meninos. 

Sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

...porque outubro é quando quisermos...

mini.JPG

 

Pesquisar

A ler agora

camilla.png

 

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Sigam-me aqui:

Bloglovin.JPG

 

Instagramem-me:

Aqui e agora