Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

27
Jun18

Hoje (ainda o Ippo)

Fátima Bento

Hoje o piolhito acordou às 3:30h; trouxe-o para a sala, foi ao caixote, comeu, bebeu leite (especial para gatinhos), lavou-se e adormeceu. Acordámos os dois às seis quando o Victor se levantou. Ele voltou a adormecer, mas eu já não consegui - e estive sempre põe-mão/tira-mão, porque ele deu em dormir no braço do sofá e eu fico com medo que caia (todos juntos: deves achar que o gatinho é de cristal!). E devo achar que sou mãe dele... 

 

Fiquei ali deitada até às sete e picos e depois sentei-me e peguei no pc. Ele hoje estava mais dorminhoco, e eu lá me convenci que podia sair e ir ao cinema e às compras (grande mentirosa! quando me sentei na sala de cinema - que era toda só minha - até estava agoniada... e ele não ficou sozinho, ficou com o Tomás... ). Tenho de vos dizer: o filme foi absolutamente lindo. E por isso merece um post só por si, que seguirá dentro de momentos - momentos grandes, não voltem já a correr...

 

Depois fui ao hipermercado, e para resumir, cheguei a casa quatro horas e picos depois de ter saído. 

 

E deixem-me que vos conte, para ter a receção que tive, valeu a pena a angústia: o Ippo nem sabia bem o que fazer - e esteve a ronronar um quarto de hora! Foi das coisas mais queridas... tão bom, tão bom, tão bom! 

smiley.PNG

25
Jun18

Felicidade? É isto...

Fátima Bento

A felicidade é bestialmente simples, ou então sou eu que me contento, e valorizo, pouco - e este pouco é tanto que me transborda o coração!

 

A entrada do bebé Ippo (o meu filho deu-lhe o nome, inspirado numa serie japonesa que ele e o pai veem) na nossa vida foi uma surpresa; eu tinha, de facto, vontade de adotar mais um bichano, mas essa ideia tinha sido afastada, para já, dado o estado de saúde da Mia. Até que outros valores mais altos se impuseram e o pequenito veio aumentar a família.

 

20180624_100022.jpg

 

Vai daí que desde a madrugada de sábado tenho dormido quatro horas por noite - mas hoje consegui dormir mais uma hora e meia e uns pozinhos a partir das 7:30h, no sofá, onde me encontrava, tal como na véspera, desde as 4:00h. Uma vez que o pequeno, que começa por dormir connosco na cama, à hora certa acorda e tenho de o trazer à sala, dar-lhe de comer e deixá-lo ir ao caixote. Depois, esta noite por exemplo brincou. E quando fica K.O, lava-se deita-se e adormece. Encostado a mim - se eu me for embora temos choradeira, uma vez que não consegue, por enquanto, encontrar-me - além de estar perto de completar apenas dois meses de vida, como sabem, não vê...

 

ó-ózinho.jpg

 

A evolução dele desde sexta-feira, quando chegou, até hoje é espantosa. Se chorava pela mãe na primeira noite, agora  já anda casa fora, segue os meus pés, trepa para cima de mim ou para o meu lado, chora se me afasto, começou a ronronar (e agora não quer outra coisa), usa o caixotinho, sabe pedir comida...

 

A verdade é que ele é um raio de sol. A sério. Eu tenho dormido pouco, mas ninguém me tira a felicidade que sinto quando olho para o lado e o vejo a dormir tão descansado. Ninguém me apaga este sorriso parvo do rosto!

 

bebéHypo.jpg

 

A Mia e a Piccolina estão a reagir espantosamente bem. A Piccolina está numa de: ok, ele que esteja aí mas que não me chateie; desde que me vão dando mimos, 'tá-se! A Mia ontem já foi para o colo do Victor, estando o Bebé Ippo deitado entre mim e ele, e hoje, quando eu estava deitada no sofá com o pequenito aninhado, ela deitou-se sobre a otomana que estava a 30 centímetros, e eu fiquei com uma mão numa e a outra mão no outro. A seu tempo vão acabar todos a conviver de forma amistosa. 

 

Já agora, a Mia não piorou (era o meu medo) e não voltou a vomitar (a última vez foi há uma semana, aquando do que me pareceu um pequeno AVC - mas que já me disseram que pode ter sido um pouco do liquido vomitado que tenha entrado para o ouvido e provocado a perda do centro de gravidade, felizmente, tanto que passou depressa). E está um nadinha menos magra!

 

E tudo isto só comprova: a felicidade está mesmo nas pequenas coisas!

 

23
Jun18

O gatinho: a aventura começa...

Fátima Bento

Ontem ao meio da tarde o pulguinha entrou na minha casa (reparem que está em minúscula, não é o nome, é um apelido...); vinha assustado, e ficou uma hora ou um pouco mais ao colo, a criar laços. Saí, regressei, e voltei a colocá-lo ao colo. Comeu bem - meia lata de Gourmet para crias! - e quando chegou a hora de dormir, foi para a cama connosco.

 

Parêntesis: se eu comecei por estar apreensiva com a reação das minhas duas ao pequenote, nesta altura estava mesmo muito assustada com a forma como a Mia se sentiria por ver a cama - que é o território dela - invadido pelo gatinho.

 

Acabei por colocá-lo entre mim e o Victor, e a Mia ocupou o lugar do costume, do lado exterior do espaço onde durmo. Nesta altura surgiu-me o pavor de o Victor se virar e esmagar o piolho... consegui pensar em pô-lo sobre a almofada que uso debaixo das pernas quando leio, onde primeiro coloquei a minha camisa de noite (por ter o meu cheiro). Assim mesmo que a minha ametade se virasse, não havia risco.

 

ó-ó.jpg

 (atrás dele, as costas do Victor)

 

Virei-me para a Mia, fiz festinhas, foi-se embora. Voltei-me outra vez para a almofada e fui dormindo aos bochechos: ou era o pequenino que levantava a cabeça e começava a procurar-me (durante uns minutos dormiu sobre a minha bochecha), ou que caía da almofada para se encostar a mim... eu adormecia, e quando voltava a acordar, a Mia estava nas minhas costas... retorcia-me para lhe fazer festinhas sem me virar - senão ela ia-se embora, e eu não queria que se sentisse posta de lado...

 

Ou seja, noves fora nada, às 6:00h, quando o Victor acordou, eu não tinha dormido quase nada e tinha a cabeça a querer sair disparada do meu pescoço. O pequeno, nesta altura ligou o volume no máximo e eu atrás dele... até gatinhei para a marquise, para não o assustar com o barulho de levantar o estore. E ele ia para a cozinha, e miava para a parede, por baixo da janela, e procurava uma saída (a família estava do outro lado, e ele sentia-o). Segurei a situação durante quase uma hora e cedi; puxei a casota, pu-lo dentro e desci-o (e mais um pedacinho do meu coração): os irmãos apareceram a correr, e mais os outros todos, mãe inclusive. Dei um pequeno almoço antecipado à malta toda e depois de comerem, a mãe começou a lambê-lo. Voltei para dentro triste, mas disposta a aceitar que as coisas quando não têm remédio, remediadas estão.

 

Fui ao quarto do Tomás que chorava pelo gatinho (estava mesmo desesperado...) e depois fui-me deitar, a ver se conseguia, finalmente, dormir. Adormeci e duas horas depois acordei com um grito do gatinho vindo da rua (eu encaixo tão bem o papel de mãe, rásmapartam). Levantei-me o mais rápido que pude e fui à janela: o pequenino estava ao colo da minha vizinha do rés do chão ao lado: tinha saído do quintal da esquerda, e ido para o da direita (será que andava à minha procura??) e fora surpreendido pelo bom do cão Sam que não lhe fez mal mas não achou muita piada... e pronto: desci as escadas e trouxe-o outra vez para cima - e finalmente está a dormir há meia hora. Não vê um boi, mas alguém o segura?

 

Michel.jpg

 

Já lhe chamei Michel (mas o nome não é definitivo), por causa da frase "Michel, tu vas tomber, Michel! que eu o Victor usamos em tom de brincadeira por tudo e por nada, e que me fartei de repetir, porque o rapaz coloca-se em cada situação que só não se esbardalha porque eu ando atrás a amparar a coisa - e mia que nem um doido!

 

Mas é um docinho 

 

Acordei o Tomás - que com isto tudo não dormiu quase nada - para ir trabalhar e ele ficou feliz, feliz! 

 

E desta vez não o vou pôr lá fora nem que a vaca tussa. Quer miar? Pois que mie.

A sobrevivência dele depende de ficar connosco. Cego dos dois olhinhos, não terá hipotese...

 

Sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

...porque outubro é quando quisermos...

mini.JPG

 

Pesquisar

A ler agora

deveraux.png

 

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Sigam-me aqui:

Bloglovin.JPG

 

Instagramem-me:

Aqui e agora