Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

... e 'mái nada!

... e 'mái nada!

Ando a ler um livro.

E ontem quando me deitei, equilibrei os óculos na cana do nariz, peguei no livro, li três frases, fechei-o e disse hoje não, a ver se o sono me faz o favor de aparecer mais cedo. O marido, que anda a ler o último do Robert Galbraith, aka, JKRowling, ainda perseverou mais um nadinha. Sou sincera: não estivesse eu a ler o livro que estou, que é de quem é, e largava.   Só que eu sei o quanto achei aborrecida a primeira parte do seu primeiro livro, e de repente dá-se um imenso fogo (...)

Perguntem a Sarah Gross - tanto, mas tanto...

Já disse e escrevi isto um sem número de vezes, e vou repetir-me: as unanimidades assustam-me. Não é bem assustar, é mais deixar-me 'de pulga atrás da orelha'... quais são as probabilidades de toda a gente gostar da mesma coisa? Foi com esse espírito, o de 'vamos lá então ver isto...', que iniciei a obra que dá titulo a este post. À segunda pagina interrompi a leitura - a minha e a do Victor, que anda enrolado com o Jo Nesbo - e afirmei: ráispartóhomem que escreve bem que se farta! (...)