Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

... e 'mái nada!

... e 'mái nada!

A Forma da água - corrida aos Óscares #6

  A filmografia de Guillermo Del Toro é povoada por monstros, os seus monstros, como se lhes refere. E em todos os seus filmes ele mostra o monstro e lida com este como sendo o outro, com uma entidade própria e exterior à sua enquanto realizador - e pessoa.   Em A forma da água, Guillermo dá o salto e atinge um breaktrough: no filme o monstro  é apresentado de dentro para fora, é interiorizado de uma forma completa e comovente por parte do realizador. Talvez também por isso, (...)