Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

... e 'mái nada!

... e 'mái nada!

A Pegada

Abro a porta e responde-me o silêncio que reverbera nas paredes. Vazia. Uma casa vazia de ti, vazia de nós. Sem estarmos juntos, posso ser eu, mas nunca nós. E poderei, mesmo, ser eu?   Quem sou eu sem ti?   De quem é o reflexo no espelho quando o olho? O que aconteceu ao casal que estava nas fotos que nos enchem as paredes, os aparadores. O que nos aconteceu? O que nos resta dos anos que passamos juntos, da vida que construímos juntos, o que farei com os planos que fizemos, do (...)