Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

... e 'mái nada!

... e 'mái nada!

Eu fui...

  ... ao mecânico.    O problema do Rocinante, é que a porta do condutor deixou de abrir com a chave. Por isso, se um dia destes viram uma caramela a abrir a porta do pendura, a pôr o joelho sobre o banco, a espichar-se através do habitáculo até chegar ao botão que destranca as quatro portas, a sair do carro, fechar a porta, dar a volta ao carro, abrir a outra porta e sentar-se... era eu.   Vai daí, lá foi ela ver se (...)

Ah, Primavera! As saudades que eu não tinha!

... de deixares o Rocinante amarelinho, soprando os alergénos da árvore do outro lado da rua!     Desde que ele voltou da oficina, sou a melhor cliente da self auto wash*, ó caraças!   - ele é quase dia sim dia não...   (mas não me estou a queixar, antes assim que um tempo ainda mais idiota... venha o Verão!)     * vou lá duas ou três vezes por semana e ainda não decorei o nome daquilo...  

Oficina de bata branca

Lembram-se que o Rocinante foi "atacado por trás", ficou com o para-choques K.O., mais uma amolgadela na traseira e a mala a abrir mal e em riscos de não fechar? E cuja peritagem foi feita numa oficina indicada pela seguradora do condutor que se encostou ao meu corcel, e que no momento em que entreguei o meu baby, recebi um Mitsubishi Space Star para usar enquanto o meu estivesse no hospital?   O que eu não falei foi da oficina - e do tipo de serviço que prestam. Apesar de terem (...)

Nesta semana

  Foi uma semana muito mexida, mas teve um final estupido. Porque não há palavra que melhor defina a sexta feira...   Dia de greve, daqueles senhores de quem ainda não decorei a profissão, mas que quando fazem greve fazem os comboios andar-mas-pouco, por isso tinha desmarcado a terapia. Mas o dia começou cedo, com a avaliação física no ginásio. Não houveram novidades nesse departamento - bem sei como estou - a única coisa que me deixou de boca aberta foi a taxa de (...)

Eu e o outro: segundo dia.

Hoje pus o ginásio de folga, porque ontem estava sentadinha imóvel e não havia músculo que não me doesse. Por isso resolvi deixar o ácido lático fazer o que lhe compete - que não me lembro o que é, e não vou pesquisar - e fiz-me à estrada com o substituto, para ir ao cinema.       E fui ver o Ready Player One, do Steven Spielperg, com os efeitos todos, óculos 3D cadeiras a mover, safanões, inclina para trás, para frente... água na cara... ou seja, nem me perguntem se (...)

O substituto - dia um

E hoje como determinado,o Rocinante ficou na oficina.      O meu adorado corcel é um Toyota Corolla Liftback de 1993 - tem por isso 25 anos. Apesar da provecta idade, tem fecho central e direção assistida. Mas é só. Veículo de substituição:um Mitsubishi não-sei-quê. Vocês não estão a ver aqui a menina a conduzir o dito. É que, acreditem,   não estão!   Vocês, que têm carros recentes, não vão achar nada de transcendente, mas o meu tem uma fechadura e uma chave. (...)

Rocinante na oficina, Fátima no autocarro

Eis que está ao virar da esquina a inspeção do meu fiel corcel, pelo que este está na oficina - acreditam que o ano passado embirraram com o facto do cinto se estar a desfiar? E que isso é o que vai levar mais tempo a amanhar?    Bom, a ver vamos se ainda temos montada esta semana, se só na próxima (é uma gaita, que no segundo caso nos lixa o fim de semana...)   Daqui a nada vou para a capital, que tenho terapia. Vai daí, bus-comboio, comboio-bus-casa. Grande coisa, (...)

Fait divers #9 - Oh yeah!

Já tenho montada! O marido ligou, que o carro estava pronto, eu estive a medir como me sentia, tipo duas horas no sofá, café, pequeno almoço, tomei dois paracetamol e fui para a paragem, apanhei o autocarro e trouxe o bichaninho, meu rico Rocinante!    De seguida (mas é que podia estar a morrer!) dei um pulo ao Aldi comprar porridge. Ontem já não tinha - o que eu fui descobrir! Adoro,ador, adoro. Carrego na canela e miam!   Cheguei a casa, toda arrastada (estou de tal maneira (...)

O spa do Rocinante e o meu filme

O Rocinante ontem foi ao spa. Deixei-o às 14:30h e fui buscá-lo três horas depois. E como ele estava lindo e cheiroso!     Aqui a je, uma vez que tinha tempo para matar e não estava com disposição para assassinar (ainda mais) o cartão, enfiou-se no cinema. Tinha visto o cartaz e torcido o nariz aos filmes que não tinha visto. E às tantas estava lá um que até 'marchava' mas... o horário estava desencontrado... assim fui ver 'Rings'.   Para que não digam que só vejo filmes (...)