Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

11
Jul17

No Netflix, para não variar - River

Fátima Bento

Acabei ontem uma serie de 2015 no canal de streaming que é a melhor invenção desde o pão fatiado, de seu nome River. É britânica toda passada em Londres

 

River_2015_BBC_TV_series_title.png

 

- o que só por si, já é um pesadelo de ver comigo ao lado, que vou enunciando os locais

(quando dei por estar a fazê-lo, logo no primeiro episódio, fechei a matraca...

mas de longe em longe dou por mim a abri-la...)

 

Pela minha parte gosto muito de fazer maratonas de series no Netflix (vi as três temporadas de Grace and Frankie em um nadinha menos de 72 horas...), mas quando vemos séries a dois, o máximo a que posso almejar é a dois episódios diários... pelo que River foi começado na sexta e acabado ontem (saltámos domingo).

 

A serie é uma ternura absoluta. O detetive que dá nome à serie é um nórdico (excelente forma de disfarçar de qual dos países o personagem é oriundo) que tem dificuldade em socializar... com os vivos. Já em contrapartida está rodeado pelos "seus" mortos - nomeadamente pela parceira, morta há poucas semanas, sendo a investigação do homicídio desta, o fio condutor da mini série. Aos poucos (mesmo muuuito devagar) este vai quebrando a barreira que o isola socialmente.

 

river-netflixstellan-skarsgrd.jpeg

 

Mais de que uma serie de policias a perseguirem ladrões, esta é uma série que vai além das investigações policiais... é a história da superação do ser humano, daquelas coisas que não dizemos a quem queremos enquanto podemos... e depois é tarde demais.

 

Em River, o ser tarde demais esbate-se num poema visual emotivo que me lavou em lágrimas no final.

 

E tenho de o dizer: estou completamente em sintonia com o 8.1 que o IMDb lhe atribui.

 

31
Mai17

Ver ou não ver (e o quê?), eis a questão...

Fátima Bento

Eu sou assim: às vezes estou na fila da frente, e as estreias são minhas; outras vezes, deixo assentar o pó, e vejo. E é assim com Penny Dreadful (em tradução livre, literatura de cordel): comecei há dois dias a ver a primeira temporada, com o marido

 

[este pormenor é importante, porquanto eu consigo devorar uma temporada num dia, quando acompanhada, é a "fome": dois episódios de segunda a sexta, ao fim de semana, cinema, e continuamos de novo na segunda seguinte... temos serie até às férias (quase, sua exagerada!)]

 

Penny-Dreadful.png

 

Pecado é ainda não ter começado a ver House of Cards - que é o meu tipo de série. Ainda para mais que agora acabou a segunda temporada de Designated Survivor (ou a primeira... bem, foi o 21º episódio), não há previsão para o inicio de uma terceira, e eu ainda me sinto orfã de Kieffer... o Kevin Spacey poderia colmatar a minha infelicidade, pese embora a imensa distância entre as duas sérias - a ingenuidade e boas intenções do presidente Kirkman vs a perversidade dos Underground...

 

series.jpg

 

Mas não me sinto com vontade para esse agora... acho que me vou divertir com a Teoria do Big Bang (SIM, AINDA não vi nenhum episódio e SEI que toda a gente já viu!), que a minha irmã já me falou tanto da série (como a minha filha já tinha feito antes) que acho que não tenho volta a dar-lhe...

 

the-big-bang-theory.jpg

 

E além disso rir continua a ser o melhor remédio.

 

- e quem tem Netflix tem (quase) tudo...

 

05
Out16

Downton Abbey na minha vida: valeu a espera.

Fátima Bento

Treze dias após ter carregado no play para ver o primeiro episódio da primeira temporada de Downton Abbey, precisamente às 4:20h desta madrugada, desliguei o tablet no final do último episódio da sexta e última temporada.

 

Foi uma viagem, e que viagem!

official-downton-abbey-will-end-after-season-six.j

 

Chamam-lhe a british masterpiece, acumulou Emmy's, Golden Globes, Baftas, SAGA's... e eu que estou num dos extremos: 

 

ou sou das primeiras a ver 

o que quer que seja

ou das últimas a ver

   o que quer que seja 

 

por um lado quero dar com a cabeça numa coisa dura enquanto me pergunto em espiral 'onde é que estive durante 6 anos??', - e ao mesmo tempo agradeço aos deuses o timing em que  todos entraram na minha vida.

 

Se houve serie que me fez sentir blessed por ter sido agraciada com o  privilégio de a ver, foi esta. De coração cheio e quentinho, deixo o teaser do último episódio - que não faz qualquer justiça à emoção sentida.

Obrigada.

 

P.S.: haveria tanto mais a dizer que me remeto ao silêncio. Só uma ultima nota: não poderia ser melhor.

 

19
Ago16

A correr: Tyrant

Fátima Bento

Vi as duas primeiras temporadas. A primeira, acho que vimos os três, a segunda já avançou só comigo. Bastidores políticos são a minha chávena de chá, ao contrário de outros gostos por parte do marido, que prefere algo que o distraia.

Agora assisto à terceira, com episódios que ultrapassam os 50 minutos cada, e que são densos e transbordam conteúdo.

img-web-tyrant-1400x750-1024x548.jpg

A terceira temporada de Tyrant é um dramalhão sem tamanho. A sério. Hajam desgraças para despejar, nomeadamente sobre o (agora) presidente Bassam. Se gosto? Bastante. Se é demasiada ficção?

Infelizmente não.

Aqui a teia é tecida à volta do personagem principal e apertam-lhe a malha, parece demaisado mas, infelizmente, é uma realidade perfeitamente possível nos países Arabes.

Para quem se interessa por política internacional, mas que sabe de antemão que vai andar ombro a ombro com histórias familiares e emocionais.

 

De ver.
 
MESMO.

Sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

...porque outubro é quando quisermos...

mini.JPG

 

Pesquisar

A ler agora

camilla.png

 

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Sigam-me aqui:

Bloglovin.JPG

 

Instagramem-me:

Aqui e agora