Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

03
Jul18

5 coisas boas - de 25 a 29 de Junho

Fátima Bento

5 rosa.PNG

 

Esta semana é difícil de dividir por dias e atribuir uma coisa boa por dia... o resultado seria um pouco assim:

 

Segunda - Ippo

Terça - Ippo

Quarta - Ippo

Quinta - Ippo

Sexta - Ippo

 

Por isso a única coisa que posso fazer é assinalar cinco coisas boas aleatoriamente.

 

  • o Ippo foi à vet e o tratamento prescrito - quatro medicamentos para aplicar na vista com um intervalo de 5 a 10 minutos - antecipava-se como não sendo nada fácil... vai-se a ver, até a dormir lho tenho feito. Tão bonzinho o pequenito!
  • depois de uma serie de dias sem dormir, e toda baralhada com as horas, e a esquecer-me de comer, e tudo e tudo, a balança acusa menos quatro quilos. Todas as moedas têm dois lados...
  • vi filmes fantásticos esta semana: no cinema,L'école buissonnière, e em casa The last PortraitA quiet place. Os três fantásticos e muito diferentes!
  • comprei o livro para as férias, estou à espera que chegue (e já devia ter chegado...)
  • a Mia continua alive and kicking - e deu umas patadas na cabeça do Ippo (!!!) que me deixaram sem chão, mas sem unhas, é mais para meter respeito... com o tempo tem espaço para se darem bem - haja, pois, tempo!

 

E por esta semana que passou fico-me por aqui. Com menos quatro quilos e umas valentes horas de sono em défice...

 

02
Jul18

Tag completando frases

Fátima Bento

complet.PNG

 

A Happy e a Marta nomearam-me para este tag, que aceito com todo o prazer, já que gosto tanto destas coisas - obrigada às duas!

 

 Sou muito... despistada, mas mesmo muito. Estilo guardar as chaves no frigorífico e depois, procurar - a única diferença é que em vez de me descabelar a virar a casa do avesso, sento-me e concentro-me a refazer o percurso da última vez que as usei - e como tenho de me acalmar para o conseguir "ver", funciona como um dois em um...

(para que conste nunca meti as chaves no frigorífico; mas fiz outras trocas igualmente disparatadas - mas as chaves provocam uma ansiedade terrível, porque só nos lembramos destas na hora de sair de casa, por isso tenho imenso cuidado: ou as coloco logo dentro da carteira, ou ficam perto desta)

 

 Não suporto... fundamentalismos, seja de que espécie for. É das poucas coisas que me pode mesmo fazer saltar a tampa... a escrever passo-me muitas vezes, mas no dia-a-dia é muito raro. Mas fundamentalismos tiram-me do serio e tudo pode acontecer...

 

 Eu nunca... digo nunca.  Essa  é uma das maiores lições destes 50 anos. Isso e não fazer juízos de valor - volta e meia lá me foge o pé para o chinelo, mas quando dou por isso, dou um passo atrás.

 

 Eu já... me perdi e levei muito tempo para me encontrar. E vou-me encontrado, um bocadinho cada dia...

 

 Quando era criança... tive os natais mais mágicos do mundo. A minha mãe conseguia transformar aquela noite em magia pura. As minhas melhores memórias são as madrugadas a entrar na cozinha e ver a chaminé cheia de presentes, e os Verões passados em Cardigos com o meu avô e a minha tia.

 

 Neste exato momento... estou a fazer o tratamento ao Ippo - só falta o gel ocular - e a ouvir rádio. Daqui a pouco vou ver Bargain Hunt na BBC Entertainment

 

 Eu morro de medo... de deixar coisas por fazer. É que nem fiz uma bucket list até hoje, para não ter noção do que poderei "falhar"...

 

 Eu sempre... gostei de musicais: em teatro ou no grande écran (ou no pequeno, já agora). Daqui a duas semanas estreia o Mamma Mia 2 e estou em pulgas para o ir ver... no dia de estreia tenho terapia, mas acho que vou desmarcar, só para o ver logo no primeiro dia. É um feel good movie que não será mais que isso, mas o que eu gosto de estar no cinema a cantar a plenos pulmões (sala quase vazia e ATMOS permitem); ainda não me perdoo não ter ido ver o The Greatest Showman logo por altura da estreia, para o ter visto mais vezes no cinema...

 

 Se eu pudesse... viajava muito mais. Para tal teria de não ser tão necessária aos meus felinos., e arranjar uma forma eficaz de pet sitting que não envolvesse estranhos... agora nas férias o Ippo vai connosco (felizmente aceitam animais no sitio onde ficamos) e a Mia e a Piccolina ficam com o Tomás, mas eu vou com o coração apertadinho por causa da Mia. E levar o pequenito para um quarto onde nunca esteve também não é a coisa mais entusiasmante, pobre bebé... mas deixá-lo com as outras duas é tão má ideia... a Mia tem estado aqui na sala junto de nós de vez em quando, mas quando ele se aproxima bufa, e já driblou a cabeça dele duas vezes (tadinho, deve ficar tão atordoado) - mal por mal recolhe as unhas. Já a outra se o apanha, não sei não...

Portanto gostava de viajar mais mas como gosto muito dos meus pequenos... ficamos assim.

 

 Fico feliz quando... os astros se alinham e eu consigo relaxar e concentrar-me no momento. 

 

 Se pudesse voltar no tempo... ah, este exercício não faço. Há uma serie de coisas que gostava tivesse sido possível ter feito de forma diferente, mas começo a desenrolar, a recuar, e embato sempre na incapacidade de o fazer, e por razões que me são alheias. Deverão haver algumas que poderia ter feito de outra forma, mas já bati naqule muro tantas vezes que desisti de tirar a prova. Já passou, os meus pés estão aqui, agora, e o caminho é para a frente, não para trás.

 

 Adoro... o Verão. Tudo na estação, desde a pouca roupa (é que basta um vestido e umas sandálias!), até à fruta - ele é um festival de sabores! - o sol, o sal, os dias compridos, aquela descontração que só o sol imprime à nossa psique. Este ano a coisa está atrasada... espero bem que chegue a tempo das férias...

 

 Quero muito... arrumar a casa - dentro e fora da cabeça...

 

 Eu preciso... de tranquilidade como de pão para a boca.

 

 Não gosto de... vampiros emocionais. Aquelas pessoas que nos deixam exaustos a falar dos seus problemas, não escutam nada do que dizemos, e depois se vão embora levezinhas e nós é que ficamos com o fardo... já não faço fretes, mas às vezes ainda me conseguem apanhar desprevenida...

 

Agora, quem eu nomeio: a Mimi, a Alexandra e a Simple Girl. espero que ainda não tenham feito...

26
Jun18

Uma coisa boa por dia - dos dias 18 a 22

Fátima Bento

Com um jet lag do camandro,  do que me virou as noites de pantanas e me está a deixar apardalada durante o dia, e com um atraso de dois ou três dias, aqui estão as minhas

pt.PNG

Como não tiro apontamentos, vamos ver como me vou sair...

 

seg.PNG

Pois que foi o dia do Portugal-Marrocos! E que jogo de... ganhámos, pronto! E isso é uma coisa boa! 


ter.PNG

Fui ver o adorável A Extraordinária Viagem do Faquir. Recomendo vivamente! 

 

qua.PNG

Dia de ir às compras. E fiz para o jantar uma receita da minha avó imprópria para vegetarianos - acho que é a receita mais animal que conheço.

Foi um dos meus desejos aquando da gravidez da Inez, e pedi à minha avó para mo fazer, Fui buscar, cheguei a casa literalmente a salivar, coloquei tudo no prato, preparei um tabuleiro, levei para a sala e... TUNGA no meio do chão! Foi pegar nas chaves e ir a correr chorar para junto da avó que me fez um segundo. 

É uma receita de que ambos gostamos bastante, que faço aí uma vez por ano e que só tem um pequeno inconveniente:  leva um quilo de cebola, cortada fininha (no processador, pois não!!!) que é frita em duas colheres de sopa de banha até ficar dourada (e docinha) - imaginem o tempo que leva, e o quanto é preciso estar a mexer, debruçada sobre a placa... e estava um dia bem quente 

 

qui.PNG

 Fui ver A Livraria, um filme muito bonito.

 

sex.PNG

O dia em que Ippo entrou na nossa vida*. Tão bom!

 

 

*os episódios seguintes da história do Ippo:

o segundo, e o terceiro - e não ficará, certamente, por aqui...

 

22
Jun18

Este Verão eu vou...

Fátima Bento

 

Tag.PNG

 

Resolvi criar este tag consiste em fazer uma lista de 10 coisas que pertende fazer este Verão.

 

Regras:

  1. Agradecer a quem o nomeou, fazendo uma ligação para o blogue em questão;
  2. Fazer uma lista de dez coisas que gostaria de fazer - e que sejam exequíveis - este Verão;
  3. Nomear cinco bloggers para fazer o mesmo.

 

E então, as dez coisas que quero fazer este Verão, são:

 

  • Fazer as férias do costume no lugar do costume... dolce far niente all the way! Vão ser só seis  dias, e vamos de Mia atrelada, mas ainda assim, são dias de puro descanso;
  • nadar, nadar, nadar; flutuar, flutuar, flutuar!
  • beber um mojito junto à piscina no final do dia;
  • visitar uma praia fluvial;
  • ir à praia, ficar de papo para o ar (nós, o sol e os protetores: 50 para o rosto e 50 para o corpo...);
  • fazer uma refeição num bar de praia;
  • ver o pôr do sol enquanto bebo um cocktail;
  • comer uma bifana (e uma fartura) nas festas da terrinha;
  • fazer um diário com todo o tipo de registos: cartões, bilhetes, talões, flores secas...
  • tirar muitas fotos!!!

E quem eu nomeio:

a Happy, a Marquesa, a Gorduchita, a 3º face, a Edite (editado porque os hiperlinks não funcionaram à primeira...)

 

(sinceramente, fico com pena de não nomear mais, mas eu sei que @s visad@s acabarão nomead@s)

 

#OVerãoChegouYeah

21
Jun18

Sunshine Blogger Award #4 - perguntas da Edite, d'O Livro Pensamento

Fátima Bento

transferir (1).jpg

 

E desta vez foi a Edite que me nomeou.Obrigada!!!!

Conhecem o blogue da Edite? Se gostam de livros, e de os ler faz favor de o visitarem - com certeza que não vão ficar dececionados!!

 

Sem mais delongas, vamos às suas perguntas e às minhas respostas.

 

1. O que sentiste por teres sido nomeada?

 

 Fiquei muito contente. Adoro desafios e quem é que não gosta de estar presente na mente dos autores dos blogues que seguimos e/ou visitamos?

 

2. Se com esta nomeação recebesses um prémio, qual seria? Porquê?

 

 O Prémio Teimosia. Por andar há 13 anos a bloggar aqui no Sapo e apesar de ter pensado muitas vezes em desistir - às vezes uma pessoa perde a capacidade de engolir, passo a redundância, sapos; toda a gente gosta de ver o seu trabalho ser reconhecido, e se vejo posts serem destacados duas vezes na mesma semana, o meu último destaque foi no dia 24 de Março... - nunca desisti (bem sei que há mais quem não seja destacado frequentemente, mas aguentar 13 anos disto... dá-me direito a um Prémio Teimosia!) Felizmente que quem me segue, e quem lê o que eu escrevo, me dá muito apoio e vontade de continuar...

 

3. Qual foi a situação mais hilariante que presenciaste?

 

 Bem, a última vez que chorei a rir, e não conseguia parar, foi a ler o post A diaba, histórias de uma diva, no blogue da Marquesa de Marvila. Como consigo visualizar o que leio com muita facilidade (como de resto, muita gente...), já o li três vezes e fui às lágrimas em todas. 

Agora não me consigo lembrar de nada que tenha presenciado... talvez dos mais engraçados tenha sido o que descrevi aqui, e do qual fui protagonista...

 

4. Qual é o assunto que mais te irrita hoje em dia? Porquê?

 

 Volto e meia falo nas minhas irritações, por isso aqui vou mencionar a que nestes últimos dias tem revoltado toda a gente, e que tem a ver com a separação das crianças na fronteira americana. É que não há palavras. Não há. Bem quero escrever sobre o assunto, mas não consigo... 

 

5. O teu blogue é o teu refúgio ou o teu vício?

 

 Nem uma coisa nem outra: é como se fosse uma tarefa prazerosa que me obrigo a cumprir. Um fio condutor que me liga os dias. E um registo para memória futura (e as vezes que eu já consultei o Diário de uma dona de casa para confirmar dados e datas, certifica que resulta)

 

6. O que te levou a criar o blogue?

 

 Respondi aqui, mas resumo: para escrever e ser lida. E não me sentir tão sozinha - na altura tinha duas crianças pequenas e estava um bocadinho limitada, nem sequer conduzia... assim sempre organizava as ideias, e falava de outra coisa que não apenas com - e de - filhos...

 

7. Que livro estás a ler neste momento?

 

 Cartas da Toscana. Já o teria acabado, não fosse o camadão de sono que me assola quando me deito... e hoje até era dia de ler uma hora inteira no comboio, mas decidi comprar a Visão, e nem o levei comigo. Estou a gostar, é leve, um excelente livro para ler na praia ou na piscina.

 

8. Qual é o teu livro preferido de sempre?

 

 Esta é uma das perguntas mais difíceis de responder do mundo... tal como autor preferido, a escolha é imensa! Mas vou ter de dizer que é o primeiro livro que adorei - e que adoro até hoje: Drácula, de Bram Stoker.

 

9. Como é que o blogue influencia o teu dia?

 

 É mais ao contrário... quando o meu estado de espírito está em baixo, não consigo escrever... ora como não tenho o hábito de agendar posts, é a bandalheira... os tags mudam de dia, e se consigo escrever alguma coisa, é algo insosso e sem alma... é muito fácil medir-me o pulso através do blogue... certo que há dias em que o tempo não chega para tudo, mas quando a coisa dura mais de 24 horas, ela não está muito bem...

 

10.O que achas que falta na blogosfera portuguesa?

 

 Não conheço um número de blogues que me permita chegar a uma conclusão. Nem arrisco...

 

11. Se ganhasses o euromilhões qual era a primeira coisa que farias?

 

 E é que não sei! Podia dizer que marcava já 'N' viagens - ou A viagem - mas não posso largar a minha Mia, e a ideia de a levar comigo em Agosto já me atrofia (e se quero ir de férias, não tenho alternativa), com o receio de que ela reaja mal, embora estejamos a falar apenas de 200 km... já disse algures que punha o meu carro na marca e substituía tudo, das borrachas aos estofos, porque preferia continuar com o Rocinante de que um carro novo - mas duvido que fosse a primeira coisa... também construiria um santuário para gatos, mas também demoraria tempo... é que não sei. Mesmo.

 

 

13
Jun18

Sunshine Blogger Award #3 Perguntas de JB, d'O Manifesto da Garota

Fátima Bento

transferir (1).jpg

 

Hoje vou responder às questões da J.B, que me desafiou com as suas 11 questões.

 

Obrigada, minha querida!

 

E então vamos às perguntas - dela - e respostas - minhas!

 

1 - Qual é a tua primeira memória?

 

Diz que tinha 8 meses (mas honestamente não acredito). Diz que tinha uma otite num estado bastante avançado e que o único tratamento era uma injeção de penicilina, à qual não se sabia se eu era alérgica. Diz que disseram aos meus pais que ou reagia favoravelmente, ou batia a botinha...

Agora o que me lembro: lembro-me da sala de espera ter bancos de ripas, brancos. Lembro-me de estar embrulhada numa mantinha de quadrados em amarelo e laranja. Lembro-me do meu pai não parar, e de eu estar ao colo da minha mãe. Lembro-me de sentir a ansiedade deles. Lembro-me de me deitarem na maca, da injeção e da enfermeira dizer: ai que a enfermeira picou a bebé, a enfermeira tem de cortar as unhas...

Portanto esta terá sido a minha primeira memória. Pelo menos diz que sim... tenho outra uns dois ou três meses antes de fazer dois anos, mas essa é bastante mais nítida. Esta é em flashes, pelo que deve mesmo ser anterior, só pode.

 

2 - Doces ou salgados?

 

Ah, doces, para mal dos meus pecados. Desequilíbrios hormonais, stress, ansiedade? Doces. E não há crómio que me valha...

 

3 - És mais produtivo de manhã, à tarde ou à noite?

 

Final da manhã, e da tarde. No tempo em que os animais falavam era de noite, mas a idade impôs-me limites...

 

4 - Qual é a coisa sem a qual não passsas?

 

Eu diria os meus gatos, mas como não são coisas, não vale... o computador. Fico um bocadinho atarantada quando falha a net... penso logo no blogue. Poderia dizer que é a internet, mas quando o wi-fi falha, arranjo qualquer coisa para fazer no pc, jogar ou escrever... 

 

5 - Imagina-te daqui a 5 anos. Achas que estás encaminhado para atingir o teu objetivo? Se não, o que podes mudar em ti para lá chegar?

 

Primeiro, tenho de definir um objetivo; depois, tenho de parar de procrastinar. Depois, então é perfeitamente possível que esteja a caminhar para ele.

 

6 - Tens animais?

 

Tenho: duas gatas em casa e (agora) dez no quintal...

 

7 - Preferes o Inverno ou o Verão?

 

Neste momento, 90% das pessoas inquiridas responderão Verão. Mas eu responderia sempre: Verão, Verão, Verão!!!!.

 

8 - Que conselho darias ao teu Eu com 5 anos? e com 16? e com 21? E agora?

 

5 anos: ela não sabe tudo e tu és uma boa menina;

16 anos: não tens culpa nenhuma e não tens de ser melhor que os outros - nem sequer diferente. Acredita em ti.

21 anos: Gosta de ti. Por amor de deus, gosta de ti. Não procures nos outros o que precisas... 

Agora: Força, gaja. Conseguiste chegar até aqui, tu consegues tudo!

 

9 - Quando foi a última vez que fizeste alguma coisa que te assustasse?

 

É difícil assustar-me... mas como tenho andado mariquinhas, a primeira vez que fomos à procura da cascata, ia toda borradinha no assento do pendura. Fora a conduzir e iria mais calma...

 

10 - Qual o teu feito de que mais te orgulhas?

 

Ter sobrevivido. É um feito e tanto (vão ter de acreditar na minha palavra... ou não...)

 

11 - Imagina que o dinheiro não é uma questão, o que é que farias?

 

Resposta para queijinho... metia o Rocinante na marca e mandava pôr tudo de novo, desde as borrachas aos estofos. Tudinho. E sei que ficava mais caro que comprar um carro novo, mas é o MEU ROCINANTE!

Comprava um carro a estrear para o Victor - provavelmente um Range Rover. 

Comprava um Ibiza para o Tomás (é o carro com que sonha)

Viajava muito.

Fico por aqui, mas fazia mais uma mão cheia de coisas - entre elas, construia um santuário para gatos.

 

Et voilá!

 

18
Mai18

Sunshine Blogger Award #2 Perguntas d'A 3ª Face

Fátima Bento

transferir (1).jpg

 

Agradeço desde já à 3ªFace a nomeação. Vou passar a responder às perguntas mas NÃO vou perguntar nada, nem nomear ninguém (desculpem qualquer coisinha...)

 

E então é assim (aquela frase que todos adoramos, não e?)

 

1) O que não sabes fazer e gostarias de aprender?

Andar de bicicleta. A minha mãe nunca deixou, e até hoje, é uma coisa que quero aprender. E falar alemão (estou a tratar disso)

 

2) Qual o teu lema de vida?

exc.PNG

 

3) O que estás a fazer para reduzir a tua pegada ecológica?

Evito comprar produtos com embalagem dupla - como pasta de dentes/cremes/cosméticos, champôs (p.ex) - dentro de caixas, compro recargas quando isso é possível, reutilizo o que posso. Separo o lixo; reciclo roupa - da que está em bom estado, faço doação, a roupa que só vale pela fibra, entrego na H&M para isso mesmo. Fecho a torneira enquanto espalho o gel de banho e/ou o champoo, mais o amaciador e a máscara - inclusive no ginásio...

 

4) Porque criaste o blog?

Já respondi a isso aqui, na primeira pergunta...

 

5) Se fosses ladrão por um dia, o que roubarias?

Tempo. Não roubava saúde, porque de certeza que quem a tem precisa dela.

 

6) Quem te inspira na vida e porquê?

Pode parecer arrogante mas ninguém. Há sempre dois lado para todas as moedas, e todos temos um lado lunar. Não consigo perguntar-me o que X ou Y faria no meu lugar, porque não estão, não estiveram. Só me resta inspirar-me no que vou fazendo e me vai transformando numa pessoa melhor.

 

7) Qual o teu hobby preferido?

Ui. Eu pintava livros, daqueles para adultos, mas deixei. Acho que não tenho hobbys! Há coisas que faço por prazer - escrever, ver cinema, ler... mas não são propriamente hobbys...

 

8) De que te arrependes?

De não ter feito uma força maior para implementar rotinas quando os meus filhos eram pequenitos...

 

9) Se eu te oferecesse um cheque-viagem de €5000, para onde ias?

Provavelmente dava uma volta ao país: fazia o roteiro, ficava em hotéis razoáveis, intercalados com outros bons e alguns muito bons, e conhecia e experimentava, o máximo que pudesse. 

 

10) Qual a tua maior qualidade?

Resiliência (agora se lhe podemos chamar qualidade...); paciência.

 

11) Que pergunta gostarias que eu te fizesse, e não fiz?

O que gostarias que constasse na tua lápide tumular? Mas não sei responder, precisava pelo menos de um dia inteiro a pensar no assunto...

 

18
Mai18

8 coisas que me tiram do sério...

Fátima Bento

52 peq.PNG

- semana 20 -

 

 Gente arrogante. Daquela arrogância insultuosa, que passa por cima de tudo como um bulldozer -  não um bulldozer qualquer mas aquele que sentem ser o melhor do mundo... pessoas que sentem ter ascendido a um qualquer Olimpo em vida, e que todos os outros seres são meros peões num jogo de xadrez que não tem outras peças. 

 Violência gratuita, predominantemente sobre crianças, idosos e animais. A utilização do poder do forte sobre o fraco e indefeso sob a forma de atos físicos ou psicológicos. Sinto raiva, desprezo e asco.

 Violência doméstica, seja dele sobre ela, seja dela sobre ele. O perpetrador de violência é invariavelmente um ser cobarde e que só se consegue sentir legitimado através do terror que provoca no outro, um carrasco que, sem vítima, não é nada. 

 Gente que minimiza a depressão. Felizmente nem toda a gente passou, ou tem alguém próximo que tenha passado por uma. Mas em 2018 existe informação suficiente a circular para que qualquer pessoa não tenha o cuidado de se informar, antes de disparar afirmações absurdas que não ajudam ninguém... muito pelo contrário: além de minimizarem a importância e abrangência da saúde mental, fazem o doente ficar ainda pior.

 Ases do volante, daqueles que põem em perigo os outros condutores que calha estarem na estrada na mesma altura, os peões que calha estarem nos passeios ou (deus nos livre,!) a atravessarem numa passadeira, que ultrapassam pela direita, que mudam para a outra faixa quando um carro está em manobras, pisando traços contínuos e não obedecendo a sinais verticais (por exemplo, o de passadeira)... esses energúmenos. E motociclos que passam em segunda ou terceira fila, em tangente, quase provocando ataques cardíacos...

 Pessoas que não ouvem - não não me refiro a pessoas surdas... é mais a quem fala, fala, e quando nos permite (finalmente!) fazer uso da palavra, ao invés de ouvir o que dizemos, vai congeminando o que vai dizer a seguir... já nem falo de quem nos faz uma pergunta e a meio da nossa resposta se vira para uma outra pessoa que está próxima e começa a falar de outro assunto, porque isso é (só pode ser...) patológico.

 Donos da verdade. Ai o que eu gosto (#sóquenão) de quem tem a certeza absoluta que é assim, e não há qualquer hipótese, por mais remota que seja, de ser de outra maneira...

 A frase mas quem é que fez/não fez  o que quer que seja (é um bocadinho indiferente, porque serve para tudo). O que é que interessa quem foi? Toca a arregaçar as mangas e tratar do assunto! Caracoles!

 

De certeza que há mais, mas por ora, ficamos com estas, sim?

 

Neste TAG participam para além de mim, a Happy, a 3ª face, a Ana, a Ana Paula, a Catarina, o Carlos, a Carlota, a Charneca em Flor, a Daniela, a Desarrumada, o David, a Gorduchita, a Hipster Chic, a Isabel, a Mãe A, a Mariana, a Maria Mocha, a Marquesa de Marvila, a Mimi, a Paula, oP.P, a Sweetener, a Sofia, a Tatiana, a Tita e o Triptofano 

(nomes ordenados alfabeticamente)

Espreitem o que cada um de nós vai respondendo ao longo do ano também podem espreitar pelo tag  52 semanas

 

10
Mai18

Sunshine Blogger Award #1 Perguntas da Joana

Fátima Bento

transferir (1).jpg

 

A Joana foi a primeira pessoa a nomear-me para este desafio. Que é sempre diferente, dado que as perguntas são diferentes, criadas pelo blogger que nomeia, o que também diz um pouco sobre este...

Obrigada, Joana, e aqui vou euuuuuuuu...

 

1. Porque decidiste criar um blog?

No tempo em que os animais falavam, 2002, a Internet em Portugal, em termos de chats e afins, era uns pontos abaixo de medíocre, e eu que era uma mãe a tempo inteiro, vi o Victor ir fazer uma formação para fora - e aqui a menina nem carta tinha...  envolvi-me numa comunidade americana, Family Corner, e criei um Organizing Journal que acabou a abranger assuntos muito mais vastos de que a proposta dos administradores. Ainda levei nas orelhas uma vez ou duas, mas depois desistiram - na altura eu era quem tinha mais page views. Isto foi o embrião do meu blogue, que nasceu aqui no Sapo, nos idos de 2005. A primeira razão foi combater a depressão; a segunda sentir-me menos sozinha; a terceira, que me lessem, já que desde miúda me diziam que o meu ponto forte era a escrita... nessa altura não havia a interação interbloggers que há agora, cada um ficava no seu canto, só comunicávamos virtualmente, maioritariamente pelos comentários, que eram escassos.

 

2. Por aqui pelo Sapo, ou fora dele, que blog ou blogs gostas?

Esta pergunta é terrível. Mas eu vou responder... gosto (muito) do teu, do Everygirl, do Coveteur... não vou cair no erro de citar outros que gosto aqui: iriam faltar-me alguns, e não quero melindrar ninguém.

 

3. Se tivesses que escolher um personagem animado, qual serias? 

Porque é que a Mafalda do Quino não se mexe?

Neste momento era capaz de ser a Magali, da turma da Mónica - mas era só por enfardar a bela da melancia, e toneladas de chocolate... ando c'uns stresses que me dão para comer chocolate à pazada...

 

4. Qual a musica que melhor te define?

Jazz.

That's life, do Sinatra.

 

5. Que livro estás a ler neste momento?

A livraria noite e dia do senhor Penumbra, de Robin Sloan. Esse e o Fogo e Fúria do Michael Wolff, e o The Power of Habit do Charles Duhig. E recebi ontem para ler nos próximos trinta dias, Amor em tempos de cólera, do Garcia Marquez.

 

6. Que viagem de sonho farias?

A palavra de ordem é mimo, todo o mimo do mundo. Um lugar fabuloso com um SPA, tipo uma semana ou duas, tudo incluído, tratamentos a la carte, até ficar enjoada de tantos toques, aromas, texturas... e podia ser num local com uma praia de areia branca e águas transparentes... ah, e oferecida, claro :)

 

7. O que é que pode estragar um dia perfeito?

Sabes quando as pessoas falam primeiro e pensam depois? E ouves o que não queres nem mereces? Isso. Estraga-me os dias perfeitos e os nem por isso... quanto mais não seja porque se não digo nada, mais cedo ou mais tarde impludo, (sim,não sou muito dada a explosões), e se falo, tenho de lidar com explicações e desculpas que só me irritam (então quando tentam encontrar uma explicação que justifique o que disseram, só à bolachada...)

 

8. O que gostas de fazer nos teus tempos livres?

Há uma coisa de que gosto sempre (tipo o joker do baralho): ir ao cinema. Apagam-se as luzes, fecham-se as portas, e a vida fica do lado de fora. To Be continued duas horas depois, mais ou menos...

 

9. Imagina que tinhas de mudar de profissão, o que escolherias?

Sempre quis ser jornalista, mas fui dissuadida... Mas acho que nesta altura do campeonato ia organizar festas. Para os pequenitos e os grandes (acho que deixava os médios de fora...)

 

10. Sais de casa, o que é que não pode faltar dentro da tua mala?

As chaves, o porta moedas, headphones e o telefone para ouvir musica, mais os óculos de ler, e o bálsamo labial. E um livro ou o ereader.

 

11. Para ti, o que é o melhor do mundo?

Equilíbrio e serenidade - ando há uma vida à procura de ambos. E liberdade.

 

E não vou seguir mais regras deste desafio, exceto a primeira, agradecer a quem me nomeou. Porque se formos continuar todos a fazer 11 perguntas e nomearmos 11 bloggers para responder às mesmas, este tag não terá fim.

 

Seguir-se-ão, a seu tempo, as respostas a quem mais me nomeou, por essa ordem.

 

Sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

...porque outubro é quando quisermos...

mini.JPG

 

Pesquisar

A ler agora

O passado.png

 

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Sigam-me aqui:

Bloglovin.JPG

 

Instagramem-me:

Aqui e agora