Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

23
Out18

The Big 5-0 - saem mais dez respostas quentinhas para a mesa do canto!

Fátima Bento

Depois de na semana passada, o Big 5-0 ter sido substituído pelo Huge 25, esta semana cá está o terceiro pacote de respostas às vossas perguntas!

 

21 - Aos 50, olhando para trás achas que a tua vida seguiu o rumo que escolheste ou foi o destino que te trouxe até aqui? (Psicogata)

Eu não acredito no destino, mas entendo que na pergunta, destino poderia muito bem ser substituído por acaso. E não, não foi o acaso... foi uma sucessão de grandes e pequenos nadas que me trouxe onde estou hoje. Que não sendo o que esperava, também não está nos seus antípodas...

22 - A partir dos 50 é que é! Pronta para a ramboiada? (Inês, por comentário)

Sempre! Antes, durante e depois. Hei-de ser uma miúda até morrer...

23 - Se pudesses mudar alguma coisa na tua vida o que mudavas? (Célia)

Mudava algumas coisas... punha toda a minha gente saudável, a começar por mim. Perdia trinta quilos. Ia mais vezes a Londres ver a minha filha. Mudava-me com uma casa com vista para o mar, ou para o rio.

Como quase nada disto está ao meu alcance, pelo menos posso fazer dieta. Valhamosantinho...

 

24 - Aos 50 anos ainda há algum sonho da infância por realizar?(C.S)

Pois, se calhar... tenho dificuldade em recordar os meus sonhos de infância... aliás acho que passei tanto tempo em modo de sobrevivência que os sonhos ficaram um bocadinho on hold... Na adolescência descobri que gostava de escrever... e tenho-o feito.

Talvez o curso superior, que não acabei...

25 - Achas que podes ser sempre jovem, contes os que contares? (cheia

Há um lado meu que não cresce. Nunca cresceu e não há-de crescer, porque o alimento criteriosamente. Faz-se presente cada vez menos, porque há pequenas coisas que deixaram de me passar ao largo e agora me fazem tangentes, o que me altera o estado de espírito... tenho cada vez menos poder de encaixe. Isso faz com que a criança se manifeste menos vezes... mas quando o faz... ah,faz!

26 - A vida vai-nos mudando. Quais os princípios que consideras serem os mais valiosos, os que te acompanharam sempre e nunca mudaram?(happy)

Não mentir. Omitir, aceito, as little white lies, pronto, ok. Mas sobre coisas basilares, não. Nunca, nunca, nunca ser fundamentalista, com nada. Há sempre dois lados para todas as questões. Ser empática, e lembrar-me que não há forma de saber o que faria se estivesse nos sapatos do outro - porque não estou, não estive, nem estarei.

Sorrir, agradecer, pedir por favor. Não custa nada, e faz toda a diferença.

 

27 - Se pudesses dar um conselho ao teu eu de 20 anos, qual seria? (mami)

Esta pergunta - e há mais uma ou duas parecidas - são as mais difíceis de responder das 50+algumas que me fizeram. Só me ocorre, não percas a esperança. A coisa há-de melhorar. Espera.

28 - Que opções diferentes terias tomado?(happy)

Provavelmente teria feito tudo igual. Fiz o que pude mediante as circunstâncias. Às vezes é uma questão de escolha, outras, de sobrevivência, com as armas que (não) nos deram para lutar quando éramos novinhos... 

29 - O que mais amas fazer na tua vida?(Tânia @TGV via Instagram)

Ir ao cinema. São duas horas em que as coisas do dia-a dia ficam fora da sala, e em que eu sou só uma espetadora.

(e conduzir, adoro conduzir, e a liberdade que isso me dá)

 

30 - Se pudesses ser a primeira mulher presidente de Portugal aceitarias? (dESarrumada)

Nem pensar! Conheço bem as minhas limitações, e o que não devo fazer, os compromissos que não devo assumir. Gostei bastante da pergunta, mas a resposta é mesmo não!

 

Para a semana há mais...

 

Pode ver ainda:

 as primeiras 10 respostas

 o segundo pacote de dez

 

02
Dez17

Nem pensem que me esqueci...

Fátima Bento

Eu não me esqueci desta lista E como disse antes, reafirmo que vou responder a cada uma das perguntas a solo ou em grupo, e nenhuma ficará sem reposta.

 

Mas o bom do John Lennon sabia-a toda quando disse

 

vida.JPG

 

E a minha tem feito uma bela sucessão de loopings... isto dito - e sem mimimis, que não há ninguém que não tenha problemas - não tem sido a melhor altura para escarafunchar as respostas cá dentro ... 

 

Vai daí, acreditem que vou responder. Assim que consiga assentar a cabeça, que dezembro é o mês do ano que me deixa mais com a sensibilidade à flor da pele...

 

Por isso, PP, Happy, David Marinho, Chic, Célia, Alexandra, Mami, Desarrumada, Angela, Psicogata, Inês, Triptofano, Meandmyboy, Cheia, Carlos, Leonor e C.S., as vossas questões serão respondidas, prometo!

 

 

E continuo a achar que vocês são os melhores deste mundo e a agradecer terem participado no desafio das 50 perguntas.

 

Obrigada, do fundinho .

 

15
Nov17

Respondendo a mais uma pergunta

Fátima Bento

E porque - acreditem - não me esqueci de todo das perguntas que me fizeram por ocasião do meu quinquagenário, hoje vou responder a uma das mais levezinhas - mas não loucas, que hoje não estou para puxar pela veia cómica... - do Triptofano.

 

Se tivesses que escolher um, e apenas um, cosmético para usar durante o resto da tua vida qual seria? (abordar sff a marca, zona para onde ele é destinado e outros detalhes pertinentes) 

 

 

Pois que tendo em conta todas as premissas a que a minha pele oblige - não tenho (ainda) rugas, mas o contorno de rosto já descaíu (lift,lift!), a pele desidrata com facilidade - porque passo, se for preciso, um mês sem aplicar um hidratante  - e dado que já removi um basalioma do rosto, se só pudesse usar um cosmético no rosto, seria protetor solar.

Mas não seria um qualquer! Dado que "pouparia" nos outros todos, usaria o 

La mer.JPG

Não tenho dúvidas que este protetor tem uma capacidade de hidratação superior ao lift da Roc que tenho no toucador. E protege. E posso usar no rosto (todo) e no corpo.

 

De resto, investia nos produtos de higiene - que não são cosméticos, Trip, deslarga-me! - e usaria um óleo de duche, lavante, que deixaria a minha pele do corpo hidratada, e que fosse hipoalergénico, para limpar também a pele de rosto.

 

et voilá.JPG

 

- já repararam como a minha casa de banho ficaria mais levezinha? E a rotina de cuidados simplificada?

 

(cliquem na foto para mais info sobre o produto)

 

11
Out17

Viver a vida por proxy

Fátima Bento

Terão reparado que as fotos do meu aniversário não são muitas. E o que pus nos posts foi o que tirei (e uma na saída da autoestrada com a placa a indicar Vimeiro, que me "passou" publicar).

 

E terão reparado que a travessa das asinhas de frango quando foi fotografada já não estava completa*...

 

A minha rede social preferida, desde que existe, é o Instagram - e foi ela que me fez aderir ao android. Mas gosto de sacar do telefone, tirar uma foto para postar - significa na pratica três ou quatro para ver qual fica melhor - guardar o mesmo na carteira e esquecer.

 

Não consigo encaixar as Instastories. Chegou a passar-me pela cabeça fazer uma no meu aniversário, no caminho para o hotel, a chegada... mas nope. Não sou eu, e por uma razão muito simples: ver o mundo através de um écran diminui as emoções e muito. Faz-me lembrar na Disneyland, na parada, o pessoal a filmar e a ver através do tablet ou do telefone.

 

vb1.2016.JPG

 

ÓY, se for para ver num écran, vejo em casa no You Tube!

 

Ali eu quero as sensações todas.

 

Certo que quem está nos parques, passa ali entre três ou cinco dias, e a parada é diária, pelo que hão-de vê-la sem ser de écran à frente, mas ainda assim, eu vi as paradas todos os dias nas duas vezes que lá fui (ou quase). Adoro bater o pé e cantar a musica enquanto espero que chegue ao local onde estou, e quando chega dançar acenar, tudo a que tenho direito! Onde é que entra o telemóvel ou a máquina fotográfica aqui? Em lado nenhum!

 

vb2.2006.JPG

 

Da primeira vez, fui só eu e a Inês, e tirei algumas fotos (com a máquina digital, há 16 anos não sei se haviam telemóveis com câmara, mas o meu, pelo menos, não tinha).

 

vb3.2006.JPG

 

Da segunda vez, cinco anos depois, o Victor e o Tomás também foram, de modo que passei com alegria a maquina fotográfica ao homem e apesar dos nossos telefones já terem câmara integrada, o meu não foi usado praticamente vez nenhuma para o efeito. Escusado será dizer que estamos, os dois, cheios de vontade de voltar, SEM CÂMARAS!

 

vb42006.JPG

 

Isto leva-me a uma das perguntas que a Chic me deixou, o que é mais valioso nesta vida? 

 

 

- O momento, todos os momentos vividos com os sentidos todos.

 

Sem filtros, sem plástico de bolhinhas, sem anestesias nem algo que nos atordoe. Isso faz com que às vezes doa e doa a serio, porque quando se opta por sentir, é para sentir tudo, o bom e o menos bom.

 

Viver é isso: é aceitar, abraçar, e seguir de peito aberto. Como dizem os Aerosmith: I dont want to miss a thing.

 

- e tirem-me os écrans da frente. Só de quando em vez e por pouco tempo!

 

 

*Não tivesse o Victor lembrado, e nem foto havia!

 

Sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

...porque outubro é quando quisermos...

mini.JPG

 

Pesquisar

A ler agora

kinsella.png

 

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Sigam-me aqui:

Bloglovin.JPG

 

Instagramem-me:

Aqui e agora