Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

... e 'mái nada!

... e 'mái nada!

That's the way the cookie crumbles, pelo menos por estes lados...

Pego no pc, abro o editor, seleciono este blogue e clico em novo post. E depois fico a olhar para a pagina em branco.

***Puufff***, foi-se tudo.

A cabeça cruza as ideias à velocidade da luz, o que tenho de fazer, o que devo fazer, o que deveria ter feito ou estar a fazer. Os livros que comprei, os que devia estar a ler, os que comecei e larguei nem sei porquê, os que contabilizei no Instagram e, noblesse oblige, leio. Mas tantas vezes sem prazer, porque estou a ler este e a pensar no outro e se pegar no outro vou ficar a pensar num terceiro.

Hoje iria à praia.

Levei o infante ao comboio para carregar o passe, que como era com o MB e ele nunca o fez, tive de entrar eu. A maquina disse no way josey, virei-me para  multibanco, selecionei 10 euros, saquei o cartão, dirigi-me à porta da estação e fiz-lhe sinal para entrar. O carro fico de quatro piscas, mal estacionado e com chave na ignição, todo aberto. Olho para as mãos: numa está o passe, na outra o multibanco. Qu'é do dinheiro? Estugo o passo antes que a maquina o recolha, enquanto esta berra 'retire o seu dinheiro'. Obedeço.

Entrego a nota ao filho, toma e carrega duas viagens no cartão, não dá para carregar este passe. Ainda mal acordado olha para mim com um mix expressivo de quê+wtf?

Ok.

Espera, eu vou à bilheteira. A funcionária lá conseguiu carregar o dito cujo, mas ele perdeu o comboio. Podemos tomar um café, tens tempo, digo-lhe. Ok, mas tens o carro mal estacionado... Ah. E aberto. E com a chave na ignição. Então vai andando que eu vou já embora. Meto-me no carro. Sigo e vou ao hipermercado. No carrinho um livro, e vou tomar um café à cafeteria. Depois de lhe dar três voltas e meia dúzia de piruetas, apercebo-me, espera que este eu já tenho. Por uma unha negra não bisava o volume. Consigo trazer tudo o que precisava sem me esquecer de nada.

Qual praia?

Arranco e vou tomar café à baía apanhar uma pequena dose de vitamina D (ou é E? Ná, é D. Acho). Deixo o Rocinante longe mas à sombra. Vejo a Máxima de cauda a rabo. Vou até ao rio, para tirar umas fotos para a app You, para a micro-action de hoje. 

Estou bastante mais calma, o sol é muito meu amigo.

Volto ao carro. Chego a casa, uma hora depois decido fazer uma pequena sesta. Deito-me e fico a pensar no que deveria estar a fazer, nos assuntos pendentes de que espero resposta, dos próximos passos do declutter e da organização que tenho tentado.

A gata fica contaminada com a minha dificuldade em relaxar, mas vence, e lá se enrosca. Levanto-me duas vezes e vou à casa de banho. E ela vai atrás.

Volto. Deito-me e enrosco-me. Enroscamo-nos. Durmo aos solavancos, nem uma hora. Levanto-me.

Tiro um café, sento-me no sofá e perco-me novamente entre o deve e o haver.

E é assim que se anda por aqui.

Por isso a pagina continua em branco, e o cursor a piscar...

zen me.jpg