Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

Porque Eu Posso

... e 'mái nada!

Update

23.09.19 | Fátima Bento

esta.jpeg

 

 

Aqui há uns tempos andei por aqui "entertidíssima" (#SQN) a falar da minha saúde. De tal maneira que já nem conseguia ler o que escrevia. Como não bastava estar a passar por isso, ainda vinha para aqui falar do assunto. Irra!

 

1. Anyways, vou começar por aí mesmo: já acabei a fisioterapia, que teve um resultado notável. Fico toda encarquilhada quando há mudança de tempo, mas nada que me faça parar. Quanto à tiroide, tenho consulta no dia 23 de outubro... já faltou mais não é?

 

2. Tenho ido ao cinema mas não muito, que isto houve p'raí uma seca no que diz respeito a filmes razoáveis, que nem apetecia sair de casa... os últimos três que vi foram "O pintassilgo", "Era uma vez em Hollywood", e "AD Astra". Foram os três bons. Diz o marido a respeito do primeiro , que falta muita coisa no filme - ele leu o livro, eu ainda não - mas que se aguenta bem em pé. Quanto ao segundo, quem gosta de Tarantino (eu!), GOSTA de Tarantino, e este filme, prontx, é assim qualquer coisa... e gostei muito do "Ad astra". Muito.

 

3.  A Inez esteve cá, prometi falar no assunto, mas conta-se de uma penada: andamos às voltas por causa dos documentos, e tivemos uma tarde para ir à praia, e no dia em que fomos buscar o passaporte de manhã, e o CC ao fim do dia ao Campus de Justiça, no intervalo fomos ao Oceanário ver os pxinhes. Pusemos a conversa em dia, dormiu uma noite na avó, foi jantar, com os padrinhos, e nos outros dias andámos numa roda viva, e vivá burocracia. Ainda fizemos uma refeições agradáveis, mas pouco mais. Como lhe disse quando nos despedimos, para o ano vê lá se vens de férias!

 

4. Quando às nossas férias, este ano foi uma desgraça. A quinta para onde é hábito irmos, ardeu tudo à volta, pertinho. Salvou-se a casa, mas nem consigo imaginar estar na piscina com apaisagem destruída e o cheiro a fumo. E então decidimos ir à praia, que temos aqui tantas tão boas... não contámos com o facto de eu não conseguir andar em areia seca. Ainda fomos quatro vezes, mas não imaginam o sacrifício: a coluna ficava K.O.

 

5. Agora, estou praticamente a uma semana de fazer anos, e este ano a celebração parece um casamento cigano: começa a um e acaba a três! No primeiro dia é o concerto do Michael Bublé, no segundo, o meu cantinho do paraíso na Ericeira, e no terceiro voltamos para casa. Depois, dia 16, teremos o aniversário de casamento - 26 anos! - e no 28, o aniversário do marido e da mãe dele. Outubro é assim um mês cheio.

 

6. Decidi participar no Desafio de escrita by pássaros, com o qual estou a tentar acertar agulhas, já que o tema #2 já devia ter seguido na sexta, e ainda não o escrevi... mas eu chego lá!

 

E é isto... tanta gente viciada no computador, e eu a fugir dele. Mas chegou a hora de voltar a pegar o touro pelos cornos.

 

Sobreviver, não.

 

8 comentários

Comentar post